Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3313
Título: Comparação estatística de duas séries de material particulado (MP10) na cidade de São Paulo
Título(s) alternativo(s): Statistical comparison of two series of particulate matter (PM10) in the city of São Paulo
Autor : Costa, Franciella Marques da
Primeiro orientador: Sáfadi, Thelma
Primeiro membro da banca: Nogueira, Denismar Alves
Cirillo, Marcelo Ângelo
Scalon, João Domingos
Área de concentração: Estatística e Experimentação Agropecuária
Palavras-chave: Séries temporais
Testes de comparação
Séries de valores máximos de poluição
MP10
Time series
Comparison tests
Series of maximum pollution values
PM10
Data da publicação: 28-Ago-2014
Referência: COSTA, F. M. Comparação estatística de duas séries de material particulado (MP10) na cidade de São Paulo. 2010. 57 p. Dissertação (Mestrado em Estatística e Experimentação Agropecuária)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
Resumo: Os grandes centros urbanos vêm enfrentando problemas relacionados à poluição do ar. As partículas inaláveis (MP10) são um tipo de poluente atmosférico que afeta a maioria desses centros urbanos, entre os quais, a cidade de São Paulo. O MP10 é considerado um indicador da qualidade do ar, o que ressalta a importância de estudá-lo. Assim, o objetivo deste trabalho consiste em verificar se as séries de valores máximos de poluição diários, por partículas inaláveis (MP10) observadas na estação Centro e na estação Santo Amaro, ambas localizadas emSão Paulo, para o período de 01/01/2007 a 19/12/2009, estão sendo geradas pelo mesmo processo estocástico. Para a análise, foram utilizados o teste das somas acumuladas, o teste de igualdade das funções de autocorrelação e um procedimento de diferença de séries, concluindo que as duas séries analisadas não foram geradas pelo mesmo processo estocástico. Desta maneira, os dados de poluição obtidos em uma das estações em estudo não são suficientes para explicar a poluição na outra estação.
Large urban centres have had to handle problems related to the air pollution. The inhaled particles (PM10) are an atmospheric pollutant that affects most of such urban centres, among which, the city of São Paulo. The (PM10) is regarded as an indicator of the air quality, a characteristic that highlights the relevance in studying it. Thus, the aim of this study was to investigate whether a time series of maximum daily pollution values of inhaled particles (PM10) observed at the Centro and Santo Amaro stations - both located in the city of São Paulo - have been generated from the same stochastic process. The data were collected for the period from January, 1st, 2007 to December, 19th, 2009. The following statistical methods were applied: the test for the equality of autocorrelation functions, the cumulative sum test, and a procedure of time series subtraction. The conclusion drawn by this study was that the two data series analysed were not generated by the same stochastic process. Hence, the data on air pollution levels obtained in one of the stations studied are not enough to explain the same type of data obtained in the other one.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3313
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DEX - Estatística e Experimentação Agropecuária - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Comparação estatística de duas séries de material particulado (MP10) na cidade de São Paulo.pdf455,26 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.