Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34043
metadata.artigo.dc.title: Financial and risk analysis of African mahogany plantations in Brazil
metadata.artigo.dc.title.alternative: Análise financeira e de risco em plantios de mogno africano no Brasil
metadata.artigo.dc.creator: Ribeiro, Andressa
Silva, Carolina Souza Jarochinski e
Ferraz Filho, Antonio Carlos
Scolforo, José Roberto Soares
metadata.artigo.dc.subject: Forest investment
Monte Carlo simulation
Financial risk
Investimento florestal
Simulação de Monte Carlo
Risco financeiro
metadata.artigo.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.artigo.dc.date.issued: Mar-2018
metadata.artigo.dc.identifier.citation: RIBEIRO, A. et al. Financial and risk analysis of African mahogany plantations in Brazil. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 42, n. 2, p. 148-158, Mar./Apr. 2018.
metadata.artigo.dc.description.resumo: O crescimento da demanda por madeira se dá em qualidade e quantidade, sendo os estudos econômicos fundamentais na análise da viabilidade de projetos florestais. Tais estudos estão alinhados aos estudos de manejo e silvicultura, destacando a modelagem do crescimento e produção. Este trabalho propõe a avaliação econômica da implantação do mogno africano no Brasil sob diferentes perspectivas de manejo florestal. Os dados são provenientes de plantios com idades variando de 1,1 a 15 anos localizados em diferentes regiões do Brasil. Uma análise financeira foi realizada utilizando o Valor Presente Líquido (VPL), Taxa Interna de Retorno (TIR) e Valor Anual Equivalente (VAE) para uma rotação de 20 anos de idade considerando diferentes regimes de desbaste (A - não desbastado, B - um desbaste aos 10 anos de idade com 150 árvores por hectare remanescentes e C - dois desbastes, primeiro na idade de 8 anos remanescendo 150 árvores por hectare e segundo aos 15 anos com 75 árvores por hectare remanescentes) considerando uma densidade inicial de 278 árvores por hectare. Uma simulação de Monte Carlo foi realizada levando em consideração diferentes variáveis de risco. Os resultados mostraram que a taxa de desconto foi a variável que mais influenciou a viabilidade do investimento. Todas as classes de sítio nos diferentes regimes de manejo apresentaram valores de VPL positivos, variando de 25.053 a 125.780 reais por hectare, sendo os regimes B e C os melhores. A simulação de Monte Carlo mostrou que a probabilidade de insucesso do investimento é praticamente zero, destacando o mogno africano como uma boa opção para investimento florestal, uma vez que possui altos valores de taxa interna de retorno (14% a 25%), superiores à maioria das taxas de investimento disponíveis no mercado.
metadata.artigo.dc.description.abstract: Wood demand is increasing in quality and quantity, and economic studies are fundamental to analyze the feasibility of forest projects. These researches are in line with management and silvicultural studies, highlighting growth and yield modeling. This paper proposes an economic evaluation of implementation of African mahogany stands in Brazil under different perspectives of forest management. Data are from plantations ranging from 1.1 to 15 years old in different Brazilian regions. Financial analysis was undertaken using Net Present Value (NPV), Internal Rate of Return (IRR) and Equal Annual Equivalent (EAE) for a 20-year period considering three thinning management regimes (A - unthinned, B - one thinning at age 10 years remaining 150 trees ha-1 and C - two thinnings, first at age 8 remaining 150 trees ha-1 and second at age 15 years remaining 75 trees ha-1) considering an initial density of 278 trees ha-1. A Monte Carlo simulation was performed considering six risk variables. Results showed that the discount rate is the variable that most influences the viability of the project. All site indexes in all management regimes lead to a feasible financial return, with NPV values ranging from 25,053 to 125,780 Brazilian reais per hectare, being regimes B and C the best ones. The probability for an unfeasible investment is almost zero, highlighting African mahogany as a great forest investment opportunity, providing high interest rates values (14% to 25%), superior to most available market rates of return.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34043
metadata.artigo.dc.language: en_US
Appears in Collections:DCF - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_Financial and risk analysis of African mahogany plantations in Brazil.pdf1,63 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons