Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34088
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorRockenbach, Inácio Hugo-
dc.date.accessioned2019-05-07T17:28:45Z-
dc.date.available2019-05-07T17:28:45Z-
dc.date.issued2019-04-25-
dc.date.submitted1995-07-07-
dc.identifier.citationROCKENBACH, I. H. A mulher na administração da empresa familiar rural: o caso de um grupo de gestão agrícola em Santa Catarina. 1995. 80 p. Dissertação (Mestrado em Administração Rural)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 1995.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34088-
dc.description.abstractThe objective of this study was to verify the woman's participation in the process of production and administration of the small family farms, and her influence in the economic results. A group in the farm management in Santa Catarina was chosed to be used as a data base. To represent an economical result the positive return/ha. SAU of a farm accounting of the group was used. To verify the woman's participation in the production, a research was made in her real situation in the tasks of the three main activities that make part of the production systems of these enterprises. In order to verily the participation of the woman in the administration process, a research was made in the main administrative actions in the context of these enterprises. As a result of this work it was concluded that in the productive process the woman has a real participation in the tasks from three to thirty seven per cent. The participation in the productive process is required in the most critical moments of the enterprise, when there is a lake of manpower and mainly in the begining of the enterprise. There was no significant relationship between participation in production and economical result. In the administrative processo the woman's participation was more remarkable and steady, varying from twenty five tho thirty eight per cent. Although not in significant level, the woman’s participation in the administrative process showed positively involved with the economical results.pt_BR
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Lavraspt_BR
dc.rightsacesso abertopt_BR
dc.subjectMulheres do campopt_BR
dc.subjectSanta Catarinapt_BR
dc.subjectEmpresas familiarespt_BR
dc.subjectSanta Catarinapt_BR
dc.subjectAdministração ruralpt_BR
dc.subjectMulheres na agriculturapt_BR
dc.titleA mulher na administração da empresa familiar rural: o caso de um grupo de gestão agrícola em Santa Catarinapt_BR
dc.typedissertaçãopt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Administração Ruralpt_BR
dc.publisher.initialsUFLApt_BR
dc.publisher.countrybrasilpt_BR
dc.contributor.advisor1Sette, Ricardo de Souza-
dc.contributor.referee1Guimarães, José Mario Patto-
dc.contributor.referee2Braga, Maria Auxiliadora de R.-
dc.contributor.referee3Reis, Ricardo Pereira-
dc.contributor.referee4Veiga, Ruben Delly-
dc.description.resumoO objetivo deste estudo foi verificar a participação da mulher nos processos produtivo e administrativo da empresa familiar rural e a sua influência no resultado econômico. Escolheu-se um Grupo de Gestão Agrícola em Santa Catarina, para servir de base de dados. Para representar o resultado econômico, utilizou-se o lucro/ha. SAU (Superfície Agrícola Útil), da contabilidade agrícola do referido grupo. Para verificar a participação da mulher no processo produtivo, pesquisou-se a sua participação efetiva nas tarefas das três principais atividades componentes do sistema produtivo das empresas. Com o objetivo de verificar a participação da mulher no processo administrativo, pesquisou-se a sua participação nas ações administrativas julgadas importantes no contexto dessas empresas. Como resultado, verificou-se que no processo produtivo a mulher participada execução das tarefas, desde um mínimo de 03% ao máximo de 37%. A participação no processo produtivo é mais solicitada nos momentos mais críticos da empresa, quando há falta de mão-de-obra e, principalmente, quando ela está sendo implantada. Esta participação não se mostrou relacionada significativamente com o resultado econômico obtido pela empresa. No processo administrativo, a participação da mulher foi mais marcante e regular, variando desde um mínimo de 25% ao máximo de 38%. Embora não a nível significativo, a participação da mulher no processo administrativo mostrou-se relacionada ao resultado econômico positivo.pt_BR
dc.publisher.departmentDepartamento de Administração e Economiapt_BR
dc.subject.cnpqAdministraçãopt_BR
Appears in Collections:DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.