Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34214
metadata.artigo.dc.title: Mineral nutrition, planting density, biometric and phenological characterization of the lamb´s ear
metadata.artigo.dc.title.alternative: Nutrição mineral, densidade de plantio e caracterização biométrica e fenológica do peixinho
metadata.artigo.dc.creator: Silva, Luis Felipe Lima e
Souza, Douglas Correa de
Resende, Luciane Vilela
Gonçalves, Wilson Magela
Costa, Gabriele Mikami
Martins, Inara Alves
metadata.artigo.dc.subject: Unconventional vegetables
Crop cycles
Stachys byzantina K. Koch.
Hortaliças não convencionais
Ciclo produtivo
metadata.artigo.dc.publisher: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
metadata.artigo.dc.date.issued: 2017
metadata.artigo.dc.identifier.citation: SILVA, L. F. L. e et al. Mineral nutrition, planting density, biometric and phenological characterization of the lamb´s ear. Magistra, Cruz das Almas, v. 29, n. 2, p. 192-199, 2017.
metadata.artigo.dc.description.resumo: O peixinho (Stachys byzantina K. Koch) é um exemplo de espécie alimentícia subutilizada, caracterizada no Brasil como hortaliça não convencional. Atualmente, tem-se bastante incentivo governamental em prol do resgate e reintrodução dessa espécie na alimentação do brasileiro, entretanto, existem poucas informações disponíveis no que se referem às técnicas indicadas para o cultivo e para a produção em larga escala. Diante isso, objetivou-se avaliar o desenvolvimento de plantas de peixinho sob diferentes níveis de adubação, supridos por meio de formulações de NPK determinados por variações obtidas a partir de adaptações das recomendações para a adubação de culturas folhosas, além de avaliar o comportamento da cultura, quando conduzida em diferentes densidades de plantio, e também determinar a caracterização dos estádios fenológicos dessa espécie na região no sul de Minas Gerais. Dois experimentos foram conduzidos, um para determinar o estádio fenológico, que foi arranjado em um delineamento de blocos casualizados com quatro repetições, e o outro para avaliar o manejo fitotécnico da cultura, que foi disposto em blocos casualizados com parcelas subdivididas. O índice produtivo variou significativamente quando a cultura foi submetida aos diferentes níveis de espaçamentos e adubações, sendo que o melhor resultado obtido foi de 48,05 Mg.ha-1, mediante condução em espaçamento menos adensado, de 50 cm entre plantas e 30 cm entre linhas, sob a adubação de 300 kg.ha-1 de N, 240 kg.ha-1 de K2O e 800 kg.ha-1 de P2O5. O ciclo da cultura, do plantio à colheita, foi estabelecido em 140 dias após o plantio.
metadata.artigo.dc.description.abstract: The lamb’s ear (Stachys byzantina K. Koch) is an example of underutilized food species, characterized in Brazil as an unconventional vegetable. Currently, there is enough government incentive for the rescue and reintroduction of this species in the Brazilian food, however, there is little information available about the suitable techniques for its cultivation and for large-scale production. Thereon, we aimed to evaluate the lamb’s ear plants development under different levels of fertilization, supplied by NPK formulations determined by variations obtained from adjustments to the recommendations for fertilization of leafy crops, besides evaluating the behavior of the crop, when conducted at different planting densities, as well as to determining the characterization of the phenological stages of this species in the region southern Minas Gerais. Two experiments were conducted, one to determine the phenological stage, which was arranged in a design of randomized blocks with four replications, and the other for evaluation of the phytotechnical handling of the crop, which was arranged in the randomized blocks with split plots. The production rate varied significantly when the crop was subjected to different levels of fertilizer and different spacing, and the best result was 48.05 Mg.ha-1 by handling in a less dense spacing of 50 cm between plants and 30 cm between lines under the fertilization of 300 kg.ha-1 N, 240 kg.ha-1 of K2O and 800 kg.ha-1 P2O5. The crop cycle, from planting to harvest, was set at 140 days after the planting.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: https://magistraonline.ufrb.edu.br/index.php/magistra/article/view/508
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34214
metadata.artigo.dc.language: en_US
Appears in Collections:DAG - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.