Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/344
Título: Resistência em cafeeiro a Colletotrichum gloeosporioides, isolado da mancha manteigosa
Autor : Santos Neto, Helon
Primeiro orientador: Abreu, Mário Sobral de
Primeiro membro da banca: Alves, Eduardo
Carvalho, Samuel Pereira de
Área de concentração: Fitopatologia
Palavras-chave: Enzima
Resposta de defesa
Cafeicultura
Enzyme
Defense response
Coffee growing
Fungo fitopatogênico
Cultivar resistente
Genótipo
Doença fúngica
Data da publicação: 2013
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq
Referência: SANTOS NETO, H. Resistência em cafeeiro a Colletotrichum gloeosporioides, isolado da mancha manteigosa. 2012. 69 p. Dissertação (Mestrado em Fitopatologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: Fungos do gênero Colletotrichum vêm ganhando destaque na cafeicultura nos últimos anos, desse modo, este trabalho teve como objetivo avaliar a resistência de diferentes genótipos de cafeeiro utilizados no Estado de Minas Gerais ao Colletotrichum gloeosporioides isolado da mancha manteigosa. Primeiramente, oito genótipos de cafeeiro foram classificados quanto à resistência ao patógeno. Dois grupos diferiram quanto à resistência. No primeiro grupo as cultivares Paraíso MG h419-1, Catiguá MG-2, Oeiras MG-6851 e Sacramento MG-1 apresentaram uma maior resistência, diferindo das cultivares Catuaí Vermelho IAC 144, Mundo Novo IAC 376/4, Pau-Brasil MG-1 e Araponga MG-1 que foram menos resistentes e não diferiram entre si. Posteriormente foi realizada a avaliação da resposta de defesa de cafeeiro contra Colletotrichum gloeosporioides das cultivares Paraíso MG h419-1 e Catuaí Vermelho IAC 144, classificadas anteriormente como mais resistente e menos resistente respectivamente. Foram avaliadas as atividades das enzimas Peroxidase (POX), Polifenoloxidase (POL) e Fenilalanina Amônia Liase (FAL). Foi verificado que essas enzimas estão relacionadas à defesa do cafeeiro ao Colletotrichum gloeosporioides e que a cultivar Paraíso MG h419-1 apresenta uma maior atividade da POX e da POL em relação a cultivar Catuaí Vermelho IAC 144.
Fungi of the genus Colletotrichum has been gaining attention in recent years in the coffee growing, therefore, this study had as objective to evaluate the resistance of different coffee genotypes used in Minas Gerais State to Colletotrichum gloeosporioides isolated from blister spot. First, eight coffee genotypes were classified as pathogen resistance. Two groups differed in resistance. In the first one the cultivars Paraíso MG h419-1, Catiguá MG-2, Oeiras MG-6851 and Sacramento MG-1 showed a greater resistance. The cultivars Catuaí Vermelho IAC 144, Mundo Novo IAC 376/4, Pau-Brasil MG-1 and Araponga MG-1 were less resistant and did not differ to each other. Subsequently was performed evaluation the defense response of coffee against Colletotrichum gloeosporioides from cultivars Paraíso MG h419-1 and Catuaí Vermelho IAC 144, previously classified as more resistant and less resistant respectively. It was evaluated the activities of the enzymes Peroxidase (POX), Polyphenoloxidase (POL) and Phenylalanine Ammonia Lyase (PAL). It was found that these enzymes are related to the defense of the Colletotrichum gloeosporioides coffee and to cultivate Paraíso MG h419-1has a higher activity of POX and POL in relation to Catuaí Vermelho IAC 144.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia, área de concentração em Fitopatologia, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/344
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Resistência em cafeeiro a Colletotrichum gloeosporioides, isolado da mancha manteigosa.pdf501,24 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.