Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34467
metadata.teses.dc.title: A interrupção da informalidade no campo da cachaça de alambique: uma análise sob a ótica do trabalho institucional de participantes de uma associação
metadata.teses.dc.title.alternative: The informality interruption on alembic cachaça field: an analysis under the institutional work theory of an association’s members
metadata.teses.dc.creator: Morais, Raphael de
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/2308872302689497
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Brito, Valéria da Glória Pereira
metadata.teses.dc.contributor.advisor2: Brito, Mozar José de
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Tonelli, Dany Flávio
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Baêta, Odemir Vieira
metadata.teses.dc.subject: Informalidade
Trabalho Institucional
Teoria Institucional
Cachaça artesanal
Informality
Institutional work
Institutional theory
Artisanal cachaça
metadata.teses.dc.date.issued: 30-May-2019
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq)
metadata.teses.dc.identifier.citation: MORAIS, R. de. A interrupção da informalidade no campo da cachaça de alambique: uma análise sob a ótica do trabalho institucional de participantes de uma associação. 2019. 169 p. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2019.
metadata.teses.dc.description.resumo: A informalidade se apresenta como um dos fatores negativos no campo da cachaça de alambique, contribuindo para prejudicar a sua imagem enquanto bebida que possui historicidade e tradição cultural no Brasil. Estima-se que 85% dos produtores de cachaça de alambique atuem na informalidade somente no estado de Minas Gerais, o que acaba afetando toda cadeia produtiva, e inclusive os consumidores que podem consumir uma bebida que possua baixa qualidade, diferente das cachaças de alambiques que operam dentro da formalidade. Diversos têm sido os esforços nos últimos tempos para a melhoria da imagem da cachaça de alambique em Minas Gerais e no Brasil, sendo responsável por essa mudança na imagem a própria ANPAQ, Associação Nacional de Produtores e Membros da Cadeia Produtiva da Cachaça, que, como representante mais antiga do setor no Brasil, desenvolve diversos trabalhos no sentido da promoção, valorização e defesa da cachaça de alambique. Diante do exposto, aportado sob uma das correntes da Teoria Institucional e compreendendo que a informalidade é uma forte instituição dotada de simbolismos e historicidade, o objetivo deste trabalho é compreender o trabalho institucional realizado por gestores da associação de produtores de cachaça (ANPAQ), evidenciando as contribuições deste trabalho para a interrupção da informalidade e legitimação desta organização. A corrente teórica que fundamenta este trabalho é recente e denominada Trabalho Institucional, que oferece três pilares analíticos: a criação, a perpetuação ou a interrupção de instituições, sendo o último pilar o escolhido para se realizar as análises deste estudo. A presente pesquisa é um estudo de caso, qualitativo e descritivo. Foram utilizados como ferramentas de coletas de dados entrevistas em profundidade com gestores e associados, além de análises documentais em arquivos institucionais e cartilhas apoiadas pela associação com enfoque na regulamentação de alambiques informais. Foi empregada a análise de conteúdo temática como método analítico, a fim de se construir os resultados apresentados. Os principais apontamentos trazidos são que alguns fatores históricos tais como altas tributações, o estigma de origem e consumo, além das altas exigências burocráticas são os responsáveis por fomentar a informalidade enquanto instituição no campo da cachaça de alambique. Por seu turno, a informalidade pode se configurar de três diferentes formas, quais sejam: pelo desconhecimento dos produtores em torno das exigências; pela impossibilidade financeira ou como sonegação de produção, a partir dos formais. Para enfrentar tais problemas a associação desenvolve um trabalho institucional em torno da valorização da cachaça através do selo de qualidade, cursos e eventos. Além destas ações, a ANPAQ também ocupa espaços e realiza parcerias governamentais em busca da melhoria de questões tributárias e tentativas de mudanças na legislação para uma possível diminuição da burocracia para a cachaça de alambique, a fim de tornar a formalização mais acessível. Acrescente-se a estes trabalhos, a luta da associação para se permanecer forte no campo da cachaça de alambique, o que não tem sido muito percebido por associados que se colocam mais distantes da associação, representando uma dificuldade que ainda deve ser sanada pela mesma para um real fortalecimento.
metadata.teses.dc.description.abstract: Informality appears as one of the negative factors in the field of alembic cachaça, contributing to damage its image as a beverage that has historicity and cultural tradition in Brazil. It is estimated that 85% of alembic cachaça producers act in the informal sector only in the state of Minas Gerais, which ends up affecting the whole productive chain, and even consumers who can consume a drink that has a poor quality, different from the stills operate within the formality. Several efforts have been made in recent times to improve the image of alembic cachaça in Minas Gerais and Brazil, and ANPAQ, the National Association of Producers and Members of the Cachaça Production Chain, is responsible for this change in image. The oldest representative of the sector in Brazil, develops several works in the sense of promotion, valorization and defense of alembic cachaça. Because of the foregoing, which has been included under one of the currents of the Institutional Theory and understanding that informality is a strong institution endowed with symbolism and historicity, the objective of this work is to understand the institutional work carried out by managers of the association of cachaça producers (ANPAQ). The contributions of this work to the interruption of informality and legitimacy of this organization. The theoretical current that bases this work is recent and denominated Institutional Work, which offers three analytical pillars: creation, perpetuation or interruption of institutions, being the last pillar chosen to carry out the analyses of this study. The present research is a case study, qualitative and descriptive. In-depth interviews with managers and associates were used as data collection tools, as well as documentary analyzes in institutional archives and booklets supported by the association with a focus on the regulation of informal stills. Thematic content analysis was performed as an analytical method in order to construct the presented results. The main points made are that some historical factors such as high taxation, the stigma of origin and consumption, besides the high bureaucratic requirements are those responsible for fomenting informality as an institution in the field of alembic cachaça. In turn, informality can be configured in three different ways, namely: the producers' lack of knowledge about the demands; by the financial impossibility or as evasion of production, from the formal ones. To address these problems, the association develops an institutional work around the valorization of cachaça through the seal of quality, courses, and events. In addition to these actions, ANPAQ also occupies spaces and conducts government partnerships to improve tax issues and attempts to change legislation for a possible reduction of bureaucracy for alembic cachaça, in order to make formalization more accessible. Add to these works the association's struggle to remain active in the alembic cachaça field, which has not been much perceived by associates who are more distant from the association, representing a difficulty that still has to be solved by it a real strengthening.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34467
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_A interrupção da informalidade no campo da cachaça...pdf1,52 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.