Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34630
metadata.teses.dc.title: Exúvia de Tenebrio molitor no desempenho produtivo de alevinos de tilápia vermelha
metadata.teses.dc.title.alternative: Exuvie of Tenebrio molitor in the production performance of fingerlings of red tilapia
metadata.teses.dc.creator: Silva, Daniela Marques da
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/2488421022688508
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Rosa, Priscila Vieira e
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Rosa, Priscila Vieira e
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Souza, Stefania Priscilla de
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Paulino, Renan Rosa
metadata.teses.dc.subject: Oreochromis sp.
Quitina
Quitosana
Chitin
Chitosan
metadata.teses.dc.date.issued: 5-Jun-2019
metadata.teses.dc.identifier.citation: SILVA, D. M. da. Exúvia de Tenebrio molitor no desempenho produtivo de alevinos de tilápia vermelha. 2019. 32 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2019.
metadata.teses.dc.description.resumo: Uma das estratégias alimentares para promover a resistência do indivíduo e estimular o crescimento, é a adição de aditivos alimentares. Partindo desse princípio, o presente trabalho teve como objetivo investigar os efeitos da inclusão de diferentes níveis da exúvia larval de Tenebrio molitor (tratada ou não) na alimentação de alevinos de tilápia vermelha (Oreochromis sp.), levando em consideração o desempenho produtivo dos animais testados. Assim, o cultivo dos animais foi feito no Setor de Piscicultura da Universidade Federal de Lavras (UFLA), utilizando 136 alevinos, com o peso médio e desvio padrão iniciais de 4,13 ± 0,34 g, alojados em 34 aquários de vidro em sistema de recirculação de água fechado. O delineamento experimental inteiramente casualizado foi adotado, composto por cinco dietas contendo 0; 1,5; 3 e 4,5% de inclusão de exúvia não tratada e uma contendo 3% de exúvia tratada com NaOH 50% (desacetilação da quitina, resultando em quitosana), e 7 parcelas experimentais para cada uma das dietas não tratada e 6 para a tratada. Após a adaptação, os animais foram alimentados três vezes ao dia, durante 36 dias. Ao final do período de cultivo, os peixes foram submetidos a realização da biometria final e a coleta do material biológico. Em destaque, a maior taxa de sobrevivência observada (91,67%) foi a do tratamento com 3% de exúvia tratada, sendo que, os demais tratamentos não atingiram 80% de sobrevivência cada, nas mesmas condições de cultivo. Nos parâmetros de desempenho dos animais avaliados (ganho de peso médio final e o diário; consumo médio diário de ração; conversão alimentar aparente; taxa de crescimento específico; diferença média da altura da cabeça e dos comprimentos corporais total e padrão e os índices hepatossomático e viscerossomático), não houve diferenças estatísticas significativas entre os tratamentos (p > 0,05). Conclui-se que os níveis de inclusão testados da exúvia de T. molitor (quitina) na dieta dos alevinos de tilápia vermelha (Oreochromis sp.), não promoveu melhoras para o crescimento dos animais. No entanto, o tratamento com a exúvia tratada (quitosana) foi promissor aos demais tratamentos em relação a taxa de sobrevivência, dando indícios de uma ação benéfica no organismo desses animais.
metadata.teses.dc.description.abstract: One of the food strategies to promote the individual's resistance and stimulate growth is the addition of food additives. The objective of this study was to investigate the effects of the inclusion of different levels of Tenebrio molitor larvae exuvie (treated or not) on red tilapia fingerlings (Oreochromis sp.), taking into account the productive performance of the tested animals. Thus, the cultivation of the animals was done in the Pisciculture Sector of the Federal University of Lavras (UFLA), using 136 fingerlings, with initial weight and standard deviation of 4.13 ± 0.34 g, housed in 34 glass aquariums in closed water recirculation system. The experimental design was completely randomized, composed of five diets containing 0; 1.5; 3 and 4.5% inclusion of untreated exuvie and one containing 3% exuvie treated with 50% NaOH (chitin deacetylation, resulting in chitosan), and 7 experimental plots for each of the untreated and 6 treated treatments. After adaptation, the animals were fed three times a day for 36 days. At the end of the growing period, the fish were submitted to final biometry and biological material collection. The highest observed survival rate (91.67%) was that of the treatment with 3% of treated exuvie, and the other treatments did not reach 80% of survival each, under the same conditions of cultivation. In the performance parameters of the evaluated animals (final and daily average weight gain, average daily feed intake, apparent feed conversion, specific growth rate, mean difference in head height and total and standard body lengths, and hepatosomatic and viscerosomatic), there were no differences significant statistics between treatments (p > 0.05). It was concluded that the inclusion levels of T. molitor exuvie (chitin) in the diet of red tilapia fingerlings (Oreochromis sp.) did not improve the growth of the animals. However, treatment with the treated exuvie (chitosan) was promising to the other treatments in relation to the survival rate, giving indications of a beneficial action in the body of these animals.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34630
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.