Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3512

Título: Crescimento vegetativo, rendimento e qualidade de frutos do maracujazeiro-amarelo sob diferentes formas de condução e podas de renovação
Título Alternativo: Vegetative growth, yield and fruit quality of yellow passion fruit in various forms of training and pruning of renewal
Autor(es): Hafle, Oscar Mariano
Orientador: Ramos, José Darlan
Membro da banca: Ferreira, Ester Alice
Rufini, José Carlos Moraes
Vale, Márcio Ribeiro do
Mendonça, Vander
Área de concentração: Fitotecnia
Assunto: Passiflora edulis f. flavicarpa
Fenologia
Produtividade
Análise econômica
Phenology
Productivity
Economical analysis
Data de Defesa: 9-Jan-2009
Data de publicação: 4-Set-2014
Referência: HAFLE, O. M. Crescimento vegetativo, rendimento e qualidade de frutos do maracujazeiro-amarelo sob diferentes formas de condução e podas de renovação. 2009. 72 p. Tese (Doutorado em Agronomia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: Conhecer o comportamento vegetativo e produtivo de uma espécie, em uma determinada região, sob condição específica de manejo, é básico para o desenvolvimento de novas tecnologias de produção. Este estudo teve por objetivo avaliar as características do crescimento vegetativo, rendimento e qualidade de frutos do maracujazeiro-amarelo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.) submetidos a deferentes formas de condução e podas de renovação. O experimento foi instalado e conduzido em pomar comercial no Município de Lavras, MG (21º 14' S; 45º 58' W; 910 m da altitude), no período se setembro de 2005 a junho de 2008, utilizando o espaçamento de 4 m entre plantas e 3 m entre linhas, no sistema de condução tipo espaldeira vertical, com um fio de arame. Na fase de formação da planta (1º ano) os tratamentos foram os diferentes números de ramos terciários (40, 30, 24, 20 e 14 ramos por planta). Para a poda de renovação (2º ano), as plantas das formações anteriores foram podadas em diferentes comprimentos. Adotou-se um fatorial de 5x3 (40, 30, 24, 20 e 14 ramos por planta) x (40, 80 e 120 cm de comprimento). O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com quatro repetições, tendo a parcela experimental três plantas. Nestas foram avaliadas o crescimento vegetativo (comprimento, diâmetro, número de nó, comprimento do entrenó dos ramos primário, secundário e terciário; número de nó e porcentagem de brotamento do ramo terciário, após a poda de renovação); rendimento (número de frutos por planta, produtividade de frutos e de suco por hectare) e qualidade dos frutos (peso, diâmetro longitudinal e transversal, espessura da casca, porcentagem de casca e suco, sólidos solúveis, acidez total e potencial de hidrogênio). A análise econômica foi realizada calculando os custos econômicos e operacionais de produção e, a partir destes, a rentabilidade econômica, índice de rentabilidade e ponto de nivelamento em duas safras colhidas. Foram encontradas diferenças entre as médias para: número de nó, porcentagem de brotamento dos ramos terciários, número de frutos por planta, produtividade, rendimento de suco e peso médio dos frutos. O crescimento vegetativo variou em função das épocas de avaliação e as plantas que receberam podas de renovação mais intensas, apresentaram maior porcentagem de gemas brotadas. A planta com menor número de ramos produtivos (20 e 14) reduz a produtividade e o número de frutos por planta e aumentou o peso médio do fruto sem, no entanto, modificar as suas características internas. Os sistemas com podas menos drásticas (40, 30 e 24) apresentam receita líquida positiva, enquanto que os demais (20 e 14) apresentam receita negativa. O cultivo comercial do maracujazeiro-amarelo, com os atuais preços e custos na região, constitui-se numa atividade com rendimentos variáveis, dependendo do manejo adotado.
Knowing the behavior of a growing and productive species in a given region, subject-specific management, is basic to the development of new production technologies. This study aimed to evaluate the characteristics of the vegetative growth, yield and quality of yellow passion fruit (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.) subjected to different forms of training and renewal pruning. The experiment was conducted and installed in a commercial orchard in the city of Lavras, MG (21º 14' S, 45° 58' W, 910 m of altitude) in the period between September 2005 to June 2008, using the spacing of 4 m between plants and 3 m between rows, using a vertical conduction fence type system, with a wire. During the plant formation phase (1st year) the treatments were different numbers of tertiary branches (40, 30, 24, 20 and 14 branches per plant). For the renewal pruning (2nd year), plants of the previous training were pruned at different lengths. A 5x3 factorial (40, 30, 24, 20 and 14 branches per plant) x (40, 80 and 120 cm in length) was used. The experimental design was randomized block with four repetitions and having three plants in the experimental plot. Evaluated were: vegetative growth (length, diameter, number of node, internode length of the primary, secondary and tertiary branches; node number and percentage of budding of the tertiary branch, after renewal pruning), yield (number of fruits per plant, fruit and juice production per hectare) and fruit quality (weight, longitudinal and transverse diameter, shell thickness, shell and juice percent, soluble solids, total acidity and hydrogen potential). The economic analysis was performed by estimating the production and operational economic costs and, from there, the economic profitability, return rate and balance point in two seasons harvested. Differences were found between the averages for: node number, percentage of budding of tertiary branches, number of fruits per plant, yield, juice yield and fruit weight. The vegetative growth varied depending on the evaluation time and the plants that received more intense renewal pruning, had a higher percentage of sprouted buds. The plant with a lower number of productive branches (20 and 14) reduces productivity and fruit number per plant and increased the average fruit weight, but without modifying its internal characteristics. The systems with less drastic pruning (40, 30 and 24) gave a positive net revenue, while the others (20 and 14) resulted in negative revenues. The commercial cultivation of yellow passion fruit, with current prices and costs in the region, is an activity with variable income, depending on the management adopted.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3512
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Crescimento vegetativo, rendimento e qualidade de frutos do maracujazeiro-amarelo sob diferentes formas de condução e podas de renovação.pdf358,06 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback