Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/352

Title: Qualidade fisiológica e expressão de proteínas resistentes ao calor em diferentes estádios de desenvolvimento de sementes de milho
???metadata.dc.creator???: Andrade, Thaís de
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Pinho, Édila Vilela de Resende von
???metadata.dc.contributor.referee1???: Oliveira, João Almir
Rosa, Sttela Dellyzete Franco da
???metadata.dc.description.concentration???: Fitotecnia
Keywords: Zea mays
Expressão gênica
LEA proteínas
LEA proteins
Gene expression
???metadata.dc.date.submitted???: 2012
Issue Date: 2013
???metadata.dc.description.sponsorship???: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Citation: ANDRADE, T. de. Qualidade fisiológica e expressão de proteínas resistentes ao calor em diferentes estádios de desenvolvimento de sementes de milho. 2012. 66 p. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia)–Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
???metadata.dc.description.resumo???: Sementes dispõem de alguns mecanismos de tolerância à dessecação a exemplo da expressão das proteínas resistentes ao calor. O entendimento da expressão dos genes dessas proteínas em sementes de milho é importante para o desenvolvimento de tecnologias que garantam a produção e a comercialização de sementes com alta qualidade. Na presente pesquisa objetivou-se quantificar e caracterizar o padrão de expressão de proteínas resistentes ao calor durante o desenvolvimento de sementes de milho de genótipos discrepantes em relação à tolerância à alta temperatura de secagem. Para tanto, em uma primeira etapa foi realizado pré-teste com sementes da linhagem 57, em dois estádios de desenvolvimento (LL3 e LL5), avaliando a presença de proteínas resistentes ao calor, por meio da técnica de eletroforese em diferentes partes da semente: eixo embrionário, endosperma, embrião e semente inteira. Maior expressão das proteínas resistentes ao calor foi observada no embrião e nas sementes colhidas no estádio LL5. Na segunda etapa, foi instalado campo para a multiplicação de sementes de linhagens, sendo duas com alta e duas com baixa resistência ao calor. A colheita das sementes foi feita nos estádios de desenvolvimento: LL1, LL2, LL3, LL4, LL5 e as sementes foram submetidas aos testes de teor de água, germinação, primeira contagem de germinação, envelhecimento acelerado e teste de frio. Para a análise da expressão de proteínas resistentes ao calor por meio das técnicas de PCR (Polimerase chain reaction) em tempo real, eletroforese e espectrofotometria as sementes foram armazenadas em deep frezer até a realização das análises. Foi observado que: proteínas resistentes ao calor se expressam diferencialmente nos diferentes genótipos e nos diferentes estádios de desenvolvimento; a expressão de proteínas resistentes ao calor, detectada por meio da técnica de eletroforese é mais precoce em linhagens tolerantes a altas temperaturas de secagem; maiores valores de germinação e vigor ocorrem em sementes colhidas no estádio de desenvolvimento LL5; maior expressão de proteínas resistentes ao calor foi observada em embriões de sementes de milho.
Seeds have some mechanisms of dissection tolerance such as the expression of heat resistant proteins. The understanding of gene expression of these proteins in maize seeds is important for the technologies development which ensures the production and seeds marketing with high quality. In the present study the aim was to quantify and characterize the expression pattern of heat resistant proteins during development maize seeds of different genotypes in relation to tolerance to high drying temperature. For this purpose, in a first step was conducted pre-test with seeds from line 57, in two development stages (LL3 and LL5), evaluating the presence of heat resistant proteins, by electrophoresis technique in different parts of the seeds: embryo axis, endosperm, embryo and whole seed. Increased expression of heat resistant proteins was observed in the embryo and seeds harvested in stage LL5. In the second step was installed on field for the inbreds seeds multiplication, and two with high and two with low heat resistance. The seeds harvest was made in the development stages: LL1, LL2, LL3, LL4, LL5 and seeds were submitted to test of water content, germination, first germination count, accelerated aging and cold test. For expression analyze of heat resistant proteins using the techniques in real-time PCR, electrophoresis and spectrophotometry the seeds were stored in deep frezer until perform the analyzes. It was observed that: heat resistant proteins are expressed differentially in genotypes and development stages different; the expression of heat resistant proteins, detected by electrophoretic techniques is earlier in inbreds tolerant to high drying temperatures; higher germination values and vigor occur in seeds harvested at development stage LL5; increased expression of heat resistant proteins was observed in embryos of maize seeds.
Description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/352
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO Qualidade fisiológica e expressão de proteínas resistentes ao calor em diferentes estádios de desenvolvimento de sementes de milho.pdf1.25 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback