Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3525

Title: Diversidade de invertebrados cavernícolas na Província Espeleológica de Arcos, Pains e Doresópolis (MG): subsídios para a determinação de áreas prioritárias para conservação
Other Titles: Diversity of cave invertebrates in the Speleological Province of Arcos, Pains and Doresópolis (Minas Gerais, Brazil): subsidies for the determination of priority areas for conservation
???metadata.dc.creator???: Zampaulo, Robson de Almeida
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Ferreira, Rodrigo Lopes
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Silva, Marconi Souza
???metadata.dc.contributor.referee1???: Faria, Lucas del Bianco de
González, Abel Pérez
???metadata.dc.description.concentration???: Ecologia e Conservação de Recursos em Paisagens Fragmentadas e Agrossistemas
Keywords: Área cárstica
Cavernas
Fauna cavernícola
Ecologia
Mineração
Karst area
Caves
Cave fauna
Ecology
Mining
???metadata.dc.date.submitted???: 19-Mar-2010
Issue Date: 4-Sep-2014
Citation: ZAMPAULO, R. de A. Diversidade de invertebrados cavernícolas na Província Espeleológica de Arcos, Pains e Doresópolis (MG): subsídios para a determinação de áreas prioritárias para conservação. 2010. 190 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
???metadata.dc.description.resumo???: Estima-se que as áreas cársticas brasileiras perfaçam cerca de 200 mil km2. Minas Gerais é o estado brasileiro que possui o maior número de cavernas e a região cárstica de Arcos, Pains e Doresópolis, no centro-oeste do estado, representa a maior concentração de cavidades naturais do país com 1.200 cavernas cadastradas. Entretanto, desde a década de 1960, esta região tornou-se foco de investimentos do setor minerário e, atualmente, representa um dos principais exemplos brasileiros de conflitos entre a preservação do patrimônio espeleológico e os impactos ambientais decorrentes da mineração. Durante a década de 1990, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e a Fundação Estadual de Meio Ambiente (FEAM) intensificaram sua atuação sobre a região. Mas foi somente durante a última década que esta área passou a receber uma maior atenção dos órgãos ambientais. Tantos problemas ambientais despertaram inclusive a atenção do Grupo de Gestão de Conflitos Relacionados à Mineração (GESCOM) do Ministério do Meio Ambiente, da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Tais órgãos têm fomentado as discussões sobre as questões de desenvolvimento sustentável, bem como a realização de oficinas para identificação de áreas prioritárias para implantação de unidades de conservação na região. Assim sendo, esforços para o fortalecimento dos órgãos ambientais responsáveis pelo licenciamento de empreendimentos econômicos na região são fundamentais, assim como trabalhos que visem à compreensão dos padrões da biodiversidade cavernícola que viabilizem o planejamento de ações conservacionistas no intuito de definir áreas biológicas representativas. Diante da relevância desta região no contexto nacional e das iminentes pressões antrópicas existentes, a presente dissertação teve como objetivo principal subsidiar ações prioritárias para a conservação da biodiversidade cavernícola regional a partir da definição de áreas prioritárias para a conservação e representa ainda o maior levantamento bioespeleológico já efetuado em uma única área cárstica brasileira.
It is estimated that the Brazilian karstic areas totalize about 200 thousand km2. Minas Gerais is the Brazilian state with the highest number of caves, and the region of Arcos, Pains and Doresópolis, at the central-western portion of the state, represents the largest concentration of caves in the country with 1,200 caves catalogued. However, since the decade of 1960, this region has turned out to be the focus of mining investments and, currently, represents one of the main Brazilian examples of conflict between the preservation of the speleological patrimony and the environmental impacts derived from mining activity. During the decade of 1990, IBAMA (Brazilian Institute of Environment and Renewable Natural Resources) and FEAM (Environment State Foundation) have intensified their performance on the region. But it was only during the last decade that this area has started to receive more attention from the environmental organs. The several environmental problems also called the attention of the Group of Manegement of Conflicts Related to Mining (GESCOM), from the Brazilian Ministry of Environment, from ONU and from the United Nations Development Programme (UNDP). Those organs have been promoting the discussion about sustainable development, as well as the realization of workshops for the identification of prior areas for the creation of conservation unities in the region. Hence, the effort for strengthening the environmental organs responsible for the licensing of enterprises in the region is fundamental, as well as studies that aim to the understanding of the cave biodiversity standards and make feasible the planning of conservationist actions intending to define representative biological areas. Considering the relevance of this region in the national context and the imminent anthropic pressure, the present dissertation has as its main objective to assist prior actions for the conservation of the cave biodiversity in the region based on the definition of prior areas for the conservation, and also represents the most comprehensive biospeleological survey already realized on a single karstic area in Brazil.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3525
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Diversidade de invertebrados cavernícolas na Província Espeleológica de Arcos, Pains e Doresópolis (MG).pdf5.13 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback