Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEG - Departamento de Engenharia >
DEG - Programa de Pós-graduação >
DEG - Engenharia Agrícola - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3570

Title: Critérios para aplicação do programa produtor de água: estudos de caso no Alto Rio Grande, MG
Other Titles: Criteria for application of the water producing program: case studies in the Alto Rio Grande, MG
???metadata.dc.creator???: Mattos, Roberto de
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Silva, Antônio Marciano da
???metadata.dc.contributor.referee1???: Rezende, José Luiz Pereira de
Silva, Benedito Cláudio da
Mello, Carlos Rogério de
Santos, Afonso Henriques Moreira
???metadata.dc.description.concentration???: Engenharia de Água e Solo
Keywords: Gestão dos recursos hídricos
Produtor de água
Sistema de informações geográficas
???metadata.dc.date.submitted???: 16-Feb-2009
Issue Date: 5-Sep-2014
Citation: MATTOS, R. de. Critérios para aplicação do programa produtor de água: estudos de caso no Alto Rio Grande, MG. 2009. 200 p. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
???metadata.dc.description.resumo???: A criação de mecanismos para compensar financeiramente os produtores rurais por ações preservacionistas é relativamente nova no Brasil, e iniciou-se por meio da proposta da Agência Nacional de Águas (ANA), através do Programa Produtor de Água. O modelo proposto pela ANA, bem como outros modelos que estão sendo aplicados atualmente, visa oferecer ao produtor rural um valor definido de cada proponente em troca de áreas a serem reflorestadas, obtendo assim um ganho ambiental. Porém, a maior parte dos modelos propostos não observa as práticas conservacionistas utilizadas, a perda de água por evapotranspiração e nem fazem uma análise econômica da área a ser utilizada para implantação do programa. Além disso observam os produtores rurais de forma independente e não como um conjunto de propriedades que são responsáveis em sua totalidade pelo aumento ou diminuição de água na bacia. Objetivou-se com este trabalho criar critérios para a implantação do Programa Produtor de Água, ou seja, criar um mecanismo de tomada de decisão para os gestores das bacias hidrográficas. Para isto, foram utilizados dados coletados pelo Grupo de Engenharia de Água e Solo da Universidade Federal de Lavras - UFLA para as sub-bacias hidrográficas do Ribeirão Marcela e Lavrinha - Alto Rio Grande - MG. De posse dos dados e utilizando inferência fuzzy e técnicas de Análise Hierárquica Ponderada (AHP), obteve-se o Indicador de Produção de Água (IPA), do uso atual do solo e de três Cenários de uso do solo: Cenário 1(Eucalipto e outros usos), Cenário 2 (75% de Eucalipto e 25% de Mata) e Cenário 3 (75% de Pastagem e 25% de Mata) propostos para a sub-bacia Marcela e um Cenário de uso do solo (Eucalipto e Mata) para a sub-bacia Lavrinha. O resultado das simulações demonstraram que a alteração de coberturas dos solos influenciaram a produção de água nas sub-bacias estudadas, indicando, para a sub-bacia Marcela, que a maior alteração se deu no Cenário 2 (75% de Eucalipto e 25% de Mata), onde os eventos de chuva natural 2 e 4 tiveram uma maior alteração de sua produção de água, ou seja, uma maior produção. O evento de chuva natural 3, em todas as simulações, manteve-se sem grandes alterações, destacando-se sempre como forte produção de água. Na sub-bacia de Lavrinha, o Cenário (Eucalipto e Mata) apresentou um melhor comportamento na produção de água, principalmente no evento de chuva natural 4. A relação quantidade e qualidade demonstrou que as coberturas do solo alinhadas a um bom manejo do mesmo contribuem para a garantia da disponibilidade hídrica nas bacias hidrográficas. Após a definição do IPA realizou-se uma análise econômica, verificando a viabilidade das composições propostas versus o uso atual. Os estudos demonstraram um risco elevado de implantação, sendo o Cenário 3(75% de Pastagem e 25% de Mata) o de maior risco e menor certeza de ser viável. A composição Uso Atual possui um risco elevado, porém apresenta a maior certeza de ser viável, 81,32%, a maior Taxa Interna de Retorno (26%) e uma relação receita/despesa de R$ 169,42/ha. Na sub-bacia do ribeirão Lavrinha verificou-se que o uso atual apresenta um risco menor e uma certeza de 90,66% de ser viável, enquanto que a simulação do Cenário Eucalipto e Mata apresentou 83,92% de certeza de ser viável com um risco próximo ao anterior. Verifica-se que os valores estão bastante próximos. No tocante à análise econômica, o Cenário estudado apresentou uma maior taxa interna de retorno (18%) e uma relação receita/despesa de R$ 283,66/ha. Por fim, chegou-se a um resultado na sub-bacia do ribeirão Marcela que 12,12 ha devem ser incentivados e 457,88 ha devem ser reconhecidos como produtores de água. Na sub-bacia do ribeirão Lavrinha 85,61 ha devem ser incentivados e 601,39 ha devem ser reconhecidos como produtores de água, seguindo o critério de tomada de decisão adotado neste estudo. Utilizando-se o valor médio aplicado atualmente por programas de incentivos financeiros teríamos 138,36/ha, sendo necessários portanto, aplicar nas sub-bacias do ribeirão Marcela e Lavrinha, R$ 65.029,20 e R$ 95.053,32 respectivamente.
The creation of mechanisms to compensate, financially, the agricultural producers by preservation actions is very recent in Brazil, and began through the Water National Agency proposal - through the Water Producer Program. The proposed model as well as other models that are recently being applied, aims at offer to the agricultural producers a defined value by each proponent in exchange for areas to be reforested, in order to get an environmental benefit. However, the majority of the considered models doesn´t emphasize the used conservations measures, the loss of water by evapotranspiration and don´t perform an economic analysis of the area to be used in the program implementation, as well as they see the agricultural producers in an independent way and not as a group of housings that are responsible in its totality by the water increase or decrease in the watershed. This research aimed to create some criteria for the implementation of the Water Producer Program, that is, to create a mechanism of decision making to the watershed managers. To achieve this, it was used data collected by the Water and Soil Group of Lavras Federal University in the Marcela and Lavrinha river watershed - Alto Rio Grande - MG. Through the data and using fuzzy inference and weighted hierarchical analysis techniques - AHP, it was obtained the Water Production Indicator (WPI) of the current land use and of three proposed scenarios. The simulation results showed that the amendment of soil covers affect the watershed production, indicating that the biggest alteration was given in the second scenario (75% Eucalyptus and 25% forest), whose second and fourth events presented the biggest alteration in the water production, that is, a larger production. In the sub-basin of Lavrinha the Scenery with Eucalyptus presented a better behavior in the production of water, principally in the event 4. The third event didn´t present significant changes in the simulations, always presenting a strong production of water. The relation quantity- quality has shown that the soil covers associated with a good management contribute to the water availability in the watershed. After the IPA definition it was made an economic analysis to verify the viability of proposals compositions, comparing with the current use. The studies showed a high risk for the implementation, being that the third scenario presents the highest risk and the shortest security to be viable. The current use composition presents a relatively high risk, however, presents the biggest security to be economically feasible (81.32%), and the highest Internal Return Rate (26%) and a relation receipt-expenditure equal to R$ 169.42/ha. In the sub-basin of Lavrinha creek the current use presented less risk and a certainty of 90.66 % of being viable, whereas the simulation of the Scenery presented 83.92 % of certainty of being viable with a risk near to the previous one. These values are quite similar. Regarding the economical analysis the study Scenery presented a bigger internal tax of return (18 %) and a relation income-expense of R$ 283.66/ha. Finally it approached to a result in the sub basin of the Marcela creek that 12.12 ha must be stimulated and 457.88 ha must be recognized as producers of water, in the sub-basin of the Lavrinha creek 283.66 ha should be stimulate and 403.34 ha recognized as producers of water. If the middle value of 138.36/ha were used it would be necessary to apply in the sub-basins of the Marcela creek and Lavrinha creek, R$ 65.029,20 and R$ 95.053,32 respectively.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3570
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DEG - Engenharia Agrícola - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_Critérios para aplicação do programa produtor de água estudos de caso no Alto Rio Grande, MG.pdf15.97 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback