Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/35750
metadata.artigo.dc.title: Relationship between soil organic matter fractions and cover plants in Olive post planting
metadata.artigo.dc.title.alternative: Relação entre frações da matéria orgânica do solo e plantas de cobertura em pós-plantio de Oliveira
metadata.artigo.dc.creator: Guimarães, Danielle Vieira
Silva, Marx Leandro Naves
Beiniach, Adnane
Bispo, Diêgo Faustolo Alves
Contins, Jéssica Gabriela Pimentel
Curi, Nilton
metadata.artigo.dc.subject: Carbon management index
Cover plants
Olea europaea L.
Índice de manejo de carbono
Plantas de cobertura
metadata.artigo.dc.publisher: Sociedade Brasileira de Fruticultura (SBF)
metadata.artigo.dc.date.issued: 2018
metadata.artigo.dc.identifier.citation: GUIMARÃES, D. V. et al. Relationship between soil organic matter fractions and cover plants in Olive post planting. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 40, n. 6, p. 1-12, 2018. DOI: 10.1590/0100-29452018027.
metadata.artigo.dc.description.resumo: A erosão é a principal causa de degradação do solo, comprometendo a produtividade e a sustentabilidade do solo. A matéria orgânica do solo (MOS) é um indicador chave da qualidade; deste modo, o presente estudo objetivou avaliar o efeito de diferentes manejos da oliveira na matéria orgânica e em suas frações presentes no solo (Cambissolo) e no sedimento de erosão, no sul de Minas Gerais. Foram instaladas parcelas com 5 tratamentos: solo descoberto, cultura de oliveira em solo descoberto, oliveira em consórcio com feijão-de-porco, oliveira em consórcio com milheto e oliveira com vegetação espontânea, além de uma área contígua de vegetação nativa como referência. O carbono do solo e do sedimento foi determinado via oxidação úmida com aquecimento externo, enquanto o fracionamento da MOS e do sedimento foi realizado com base na granulometria. O Índice de Manejo de Carbono (IMC) foi determinado por meio das proporções das frações da MOS. Os resultados indicaram que a MOS associada aos minerais é a mais presente no solo e no sedimento de erosão, independentemente do manejo adotado. O IMC apontou os sistemas oliveira com milheto e oliveira sob vegetação espontânea como os mais favoráveis ao estoque de carbono no solo.
metadata.artigo.dc.description.abstract: Erosion is the main cause of soil degradation, compromising soil productivity and sustainability. As soil organic matter (SOM) is a key indicator of quality, this study aimed to evaluate the effect of different olive tree managements on SOM and its soil fractions in soil (Inceptisol) and erosion sediments. Five treatments were installed: bare soil, olive cultivation in bare soil, olive tree intercropped with jack bean, olive tree intercropped with pearl millet, and olive tree cultivated with spontaneous vegetation; a contiguous area of native vegetation was used as reference. Carbon in soil and sediment were determined by wet oxidation with external heating, while the fractionation of SOM was performed based on granulometry. The Carbon Management Index (CMI) was determined by the proportions of SOM fractions. The results indicated that SOM associated with minerals is the most present in soil and sediment erosion, regardless of the adopted management. Results on CMI showed that the systems olive tree intercropped with pearl millet or with spontaneous vegetation are the most favorable to increase the carbon stock in the soil.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/35750
metadata.artigo.dc.language: en_US
Appears in Collections:DCS - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons