Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3594

Title: Seleção recorrente em batata visando a tolerância ao calor
Other Titles: Recurrent selection in potato for heat tolerance.
???metadata.dc.creator???: Benites, Flávio Rodrigo Gandolfi
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Pinto, César Augusto Brasil Pereira
???metadata.dc.contributor.referee1???: Ramalho, Magno Antonio Patto
Menezes, Cícero Beserra de
Barbosa, Márcio Henrique Pereira
Souza, João Cândido de
???metadata.dc.description.concentration???: Genética e Melhoramento de Plantas
Keywords: Batata
Melhoramento genético
Seleção Recorrente
Tolerância ao Calor
Potato
Plant Breeding
Recurrent Selection
Heat Tolerance
???metadata.dc.date.submitted???: 18-Jun-2007
Issue Date: 5-Sep-2014
Citation: BENITES, F. R. G. Seleção recorrente em batata visando tolerância ao calor. 2007. 90 p. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
???metadata.dc.description.resumo???: As cultivares de batata plantadas no Brasil são praticamente todas de origem européia. Essas cultivares não estão adaptadas às condições tropicais de nosso país, fato esse que resulta em menor produtividade. Com isso, o objetivo deste trabalho é estudar a eficiência da seleção recorrente no desenvolvimento de clones adaptados as condições tropicais. A população base (SR0) trabalhada neste estudo foi constituida de 13 clones mais 2 cultivares. A população do ciclo 1 (SR1) foi constituída pelo intercruzamentos dos 13 clones e das duas cultivares no outono de 2001, gerando 16 famílias, das quais foram selecionados os clones do ciclo 1 (SR1); e a população do ciclo 2 (SR2) foi gerada pelo intercruzamento de 31 clones SR1, 5 clones ESL e a cultivar Atlantic, incluindo-se também 15 famílias SR1 de polinização aberta, no verão de 2004, gerando 197 famílias das quais foram selecionados os clones do ciclo 2 (SR2). Os clones da população SR1 foram selecionados em casa de vegetação na geração seedling, no outono de 2002 e posteriormente multiplicados e selecionados visualmente em campo na geração clonal 1 (C1) no final de 2002. A geração C2 foi avaliada no inverno de 2004, em experimento montado em lattice com três repetições. As gerações C3 e C4 foram avaliadas em blocos casualizados com três repetições cada, no verão de 2004 e primavera 2005, respectivamente. Os clones SR2 foram avaliados na geração seedlings em casa-de-vegetação, no outono de 2004; a geração C1 foi multiplicada e selecionada visualmente em campo no final de 2004 e a geração C2, avaliada em experimento em blocos casualizados com duas repetições no verão de 2005. Foram também avaliados, em um único experimento na safra de inverno de 2006, os clones genitores da população SR0 e os clones SR0, SR1 e SR2, para verificar se houve ganho com a seleção em condições ideais da cultura. Após a avaliação dos experimentos com relação as características estudadas, foi estimado o ganho de seleção realizado entre os ciclos de seleção SR0, SR1 e SR2. Houve ganho genético em relação aos ciclos SR0 e SR1 para todas as características avaliadas. Produção por planta, 3,1 %; porcentagem de tubérculos graúdos, 5,8 %; peso médio de tubérculos, 9,06 %; porcentagem de tubérculos graúdos embonecados, redução de 37,69 %; porcentagem de tubérculois graúdos rachados, redução de 55,38 %; peso específico de tubérculos, 0,56 % e aparência de tubérculos 28 %. Houve ganho também entre os ciclos SR1 e SR2, com exceção de porcentagem de tubérculos embonecados e aparência de tubérculos. Os ganhos foram: produção, 24,03 %; porcentagem de tubérculos graúdos, 10,50 %; peso médio de tubérculos, 10, 96 %; porcentagem de tubérculos rachados, redução de 100 % e peso específico, 0,55 %. Em relação ao experimento no inverno de 2006, que envolveu os clones genitores do ciclo SR0, os clones SR0, SR1 e SR2 não apresentaram diferença entre os ciclo.
All potato cultivars most planted in Brazil come from temperate countries. They are not adapted to the tropical conditions and this results in poorer tuber yields. The objective of this research was to study how recurrent selection can contribute to the development of more adapted potato clones to the tropical climate. The base population (SR0) used in this study was made from thirteen clones and two cultivars. The cycle one population (SR1) was formed from the interbreeding of thirteen clones and two cultivars in the fall season of 2001, generating 16 families from which SR1 clones were selected. The cycle two population (SR2) was obtained from biparental crossings between 31 SR1 clones, 15 open pollinated SR1 clones, 5 ESL clones and the cultivar Atlantic in the summer of 2004. 197 families were produced from which SR2 clones were selected. The SR1 clones were selected at the seedling stage under green house conditions in the fall of 2002 and then selected again in the field at the first clonal generation (C1) at the end of 2002. The second clonal generation (C2) was evaluated in the winter of 2004, in an experiment in triple lattice. The C3 and C4 generations were evaluated in randomized complete blocks with three replications during the summer of 2004 and spring of 2005, respectively. The SR2 clones were evaluated at the seedling generation under green house conditions in the fall of 2004. The C1 generation was visually evaluated in the field at the end of 2004 and the C2 generation was evaluated in randomized complete blocks with two replications in the summer of 2005. An experiment was set up to evaluate all clones from the SR0, SR1 and SR2 cycles during the winter season of 2006. After all evaluations the realized genetic gains were estimated between SR0, SR1 and SR2 for all traits. Genetic gains were obtained for all traits between SR0 and SR1: tuber yield 3.1%, percentage of large tubers 5.8%, tuber average weight 9.1%, percentage of second growth tubers reduction of 37.7%, percentage of tuber cracking reduction of 55.4%, tuber specific gravity 0.56% and tuber appearance 28.0%. Genetic gains were also observed between SR1 and SR2 populations, except for percentage of second growth tubers and tuber appearance. The gains were 24.0% for tuber yield, 10.5% for percentage of large tubers, 11.0% for percentage of average tuber weight, 100% for reduction in tuber cracking and 0.55% for tuber specific gravity. Concerning the winter season experiment there were no significant differences between the selection cycles for all traits.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3594
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_Seleção recorrente em batata visando a tolerância ao calor.pdf221.25 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback