Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCS - Departamento de Ciência do Solo >
DCS - Programa de Pós-graduação >
DCS - Ciência do Solo - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/360

Título: Capacidade de suporte de carga e resistência ao cisalhamento de um Latossolo sob pastagens ao longo do tempo
Autor(es): Pires, Bruno Silva
Orientador: Dias Junior, Moacir de Souza
Membro da banca: Rocha, Wellington Willian
Ferreira, Mozart Martins
Pinto, José Cardoso
Ajayi, Ayodele Ebenezer
Área de concentração: Recursos Ambientais e Uso da Terra
Assunto: Compressibilidade
Compactação
Tensão cisalhante
Pastagem irrigada
Compressibility
Compaction
Shear stress
Data de Defesa: 2012
Data de publicação: 2013
Agência de Fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: PIRES, B. S. Capacidade de suporte de carga e resistência ao cisalhamento de um Latossolo sob pastagens ao longo do tempo. 2012. 113 p. Tese (Doutorado em Recursos Ambientais e Uso da Terra)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: A pecuária brasileira caracteriza-se por ter a maioria de seu rebanho criado em pastagens, que é a principal e mais econômica fonte de nutrientes para os bovinos. Contudo, essas pastagens são, normalmente, de baixa qualidade, em decorrência, em parte, das características dos solos, das espécies cultivadas e, principalmente, da falta de práticas, como adubações, uso de forrageiras adequadas, rodízio e taxa de lotação adequada, dentre outras. Aliada aos problemas de natureza química, os solos sob pastagens sofrem a ação do pisoteio animal que, dependendo da umidade e da intensidade, podem provocar diversos danos de natureza física ao solo. Estudos do comportamento compressivo dos solos de pastagens ainda são incipientes, no entanto, têm sido observados acréscimos na pressão de pré-consolidação com o aumento do tempo, intensidade e tipo de manejo adotado na exploração de áreas pastejadas. A resistência ao cisalhamento é uma importante propriedade dinâmica do solo que vem sendo desconsiderada na maioria das pesquisas que investigam a influência do uso e do manejo. A condução deste estudo teve com objetivos: a) avaliar a influência do tempo de pisoteio animal na capacidade de suporte de carga e na degradação da estrutura de um Latossolo Vermelho-Amarelo (LVA) explorado com pastagens; b) obter envoltórias de resistência ao cisalhamento e seus parâmetros para os diferentes sistemas de manejo de um Latossolo Vermelho-Amarelo; c) comparar as envoltórias de resistência ao cisalhamento e propor melhor utilização do solo baseado nestes manejos e d) identificar os sistemas de manejo mais resistentes ou susceptíveis à compactação. Foram avaliados sete manejos no solo em estudo, sendo: pastagens irrigadas antes (1) e após (2) o pisoteio animal; pastagens não irrigadas antes (3) e após (4) seis meses de pisoteio animal; pastagens irrigada (5) e não irrigada (6) após dois anos de pisoteio animal e mata nativa (7). As amostras indeformadas foram utilizadas nos ensaios de compressão uniaxial e resistência ao cisalhamento. O tempo de exploração do solo com pastagem influenciou a sua capacidade de suporte de carga dos diversos manejos. O pisoteio animal, ao longo do tempo, promoveu maior degradação da estrutura do LVA. A degradação da estrutura do LVA ao longo do tempo ocorreu na seguinte ordem crescente: pastagens irrigada e não irrigada antes do pisoteio animal < mata nativa < pastagens irrigada e não irrigada 6 meses após o pisoteio animal e pastagem não irrigada após 2 anos de pisoteio animal < pastagem irrigada 2 anos após o pisoteio animal. O pisoteio animal ao longo do tempo promoveu aumento da resistência ao cisalhamento do solo. A pastagem irrigada que sofreu pisoteio animal por dois anos apresentou maior resistência ao cisalhamento e, consequentemente, foi o manejo que mais degradou a estrutura do solo.
The Brazilian cattle industry is characterized by having most of his herd raised on pasture, which is the most economical source of nutrients for cattle. However, these pastures are generally of poor nutrient quality due, in part to the characteristics of the soils, the cultivated species, and especially the lack of practices such as fertilization, use of suitable forage, rotation and proper stocking rate, among others. Allied to the problems of chemical nature, soils under pastures is subjected to pressure due to animal trampling. Depending on the soil moisture content intense trampling of the soil can cause damages to the soil structure. Studies of the compressive behavior of soils in pastures are still incipient; however it has been observed that preconsolidation pressure changes with time, intensity and type of management adopted in the exploration of areas grazed. The shear resistance is an important dynamic property of the soil that has been overlooked in most studies investigating the influence of the use and management. In this study, our aims are to: a) evaluate the influence of time (length) of cattle trampling on the load support capacity and the degradation of the structure of an Red Yellow Latosol (RYL) under pastures b) obtain a combination shear strength parameters for the different management systems of this Red Yellow Latosl, c) comparing the shear strength parameters and thereby propose better land use management strategies based on these observation d) identify the management systems that is more resistant or susceptible to compaction. We evaluated seven managements on soil in this study, namely: irrigated pasture before (1) and after (2) cattle trampling; non-irrigated pasture before (3) and after (4) six months of cattle trampling; irrigated pasture (5) and not irrigated (6) after two years of cattle trampling and native forest (7). The soil samples were tested in uniaxial compression and shear strength tests. The length of time of operation of the pasture land influences their ability to support load support under the varying manegement. The trampling by animals over time promoted further degradation of the structure of RYL. The degradation of the structure of RYL over time occurred in the following order: irrigated and non irrigated pastures before cattle trampling <native forest <pasture irrigated and non irrigated 6 months after the cattle trampling and grazing non-irrigated after 2 years of animal trampling <irrigated pasture 2 years after the animal trampling. Animal trampling over time resulted in an increase in the shear strength of the soil. The irrigated pasture that suffered cattle trampling for two years showed higher shear strength and consequently was the management that more degraded the soil structure.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós- Graduação em Ciência do Solo, área de concentração em Recursos Ambientais e Uso da Terra, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/360
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCS - Ciência do Solo - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE Capacidade de suporte de carga e resistência ao cisalhamento de um Latossolo sob pastagens ao longo do tempo.pdf528 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback