Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DFP - Departamento de Fitopatologia >
DFP - Programa de Pós-graduação >
DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3631

Título: Detecção de estirpes do Potato vírus Y(PVY) em plantas com infecções simples e mistas
Autor(es): Santos, Bárbara Alves dos
Orientador: Figueira, Antonia dos Santos
Membro da banca: Costa, Suellen Bárbara Ferreira Galvino
Pinto, César Augusto Brasil Pereira
Área de concentração: Fitopatologia
Assunto: DAS e TAS-ELISA
RT-PCR
qRT-PCR
Potato virus Y
PVY
Diagnose
Diognosis
Data de Defesa: 28-Fev-2014
Data de publicação: 9-Set-2014
Agência de Fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: SANTOS, B. A. dos. Detecção de estirpes do Potato vírus Y(PVY) em plantas com infecções simples e mistas. 2014. 64 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fitopatologia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: O Potato virus Y (PVY) é atualmente, um dos vírus mais importantes da cultura da batata em todo mundo. Além da sua alta capacidade de disseminação no campo, o constante aparecimento de novos variantes genéticos tem dificultado a sua detecção e manejo no campo. Dentre os mecanismos que promovem essa variabilidade genômica, a recombinação é o principal deles, provavelmente, em razão da ocorrência de infecções mistas no campo. Neste trabalho, foram comparadas as técnicas de DAS e TAS-ELISA e RT-PCR multiplex, visando determinar a sua eficiência para diagnose e discriminação entre as principais estirpes que ocorrem no Brasil, PVYO, PVYWi e PVYNTN, em infecções simples e mistas. Para isso, plantas de Nicotiana tabacum cv. Turkish foram inoculadas com essas estirpes, individualmente e em combinações para gerar plantas com infecções mistas. Foram também desenvolvidas sondas para detecção e quantificação dessas estirpes por PCR em tempo real (qPCR). Também foram coletados 90 tubérculos provenientes de plantas de batata com suspeita de infecção por vírus e analisados por DAS e TAS-ELISA. Desses tubérculos, foram escolhidos 50 para análise por RT-PCR multiplex. As plantas de fumo inoculadas com cada uma dessas estirpes mostraram os sintomas esperados, variando de mosaico leve a necrose, de acordo com a estirpe. Entretanto, em todas as combinações em que o PVYO foi inoculado junto com as estirpes necróticas, a planta de fumo não apresentou a necrose esperada, indicando uma predominância dos sintomas induzidos pela estirpe comum. Os testes sorológicos revelaram uma tendência de maior concentração das estirpes com sorologia O (PVYO e PVYWi) quando a planta estava com infecção mista. O RT-PCR foi capaz de discriminar entre as três estirpes, apresentando os padrões de bandas específicos para cada uma delas. Dos 90 tubérculos testados por TAS-ELISA, cinco foram negativos, 11 foram positivos para a estirpe necrótica PVYNTN e 74 para a estirpe comum e/ou Wilga, sendo 8 deles positivos para infecções mistas. A ocorrência de infecções mistas, aliada ao clima altamente favorável à multiplicação e disseminação do PVY, pode explicar a alta variabilidade genômica desse vírus derivada de recombinações entre isolados. Algumas das amostras apresentaram comportamento sorológico atípico e foram separados para investigações posteriores. As sondas e primers desenhados para cada uma das três estirpes mencionadas foram eficientes na detecção dessas por qPCR, tanto em infecções simples (single) como em infecções mistas (multiplex). Em decorrência da maior sensibilidade apresentada por essa técnica, essas sondas poderão ser posteriormente empregadas para detecção e quantificação dessas estirpes em plantas de batata infectadas.
The Potato Virus Y (PVY) is currently one of the most important in potato cultures around the world. In addition to its high field dissemination capacity, the constant appearance of new genetic variants has made its detection and field management difficult. Among the mechanisms which promote this genomic variability, the recombination is the main one, probably because of the occurrence of mixed infections in the field. In this work, the DAS and TAS-ELISA and RT-PCR multiplex technique were compared, aiming at determining its efficiency for diagnosing and discriminating between the main strains occurring in Brazil, PVYO, PVYWi and PVYNTN, in simple and mixed infections. For this, Nicotiana tabacum cv. Turkish plants were inoculated with these strains, individually and in combination to generate plants with mixed infections. Probes were also developed for the detection and quantification of these strains by PCR in real time (qPCR). Ninety tubers derived from potato plants suspected of virus infection were collected and analyzed by RT-PCR multiplex. The plants inoculated with each of these strains presented the expected symptoms, ranging from light mosaic to necrosis, according to the strain. However, in all combinations in which the PVYO was inoculated along with the necrotic strains, the plant did not present the expected necrosis, indicating a predominance of the symptoms induced by the common strain. The serological tests revealed a tendency of higher concentration of strains with O serology (PVYO and PVYWi) when the plant presented mixed infection. The RT-PCR was capable of discriminating between the tree strains, presenting the patterns of bands specific to each of them. Of the 90 tubers tested by TAS-ELISA, five were negative, 11 were positive for the PVYNTN necrotic strain and 74 for the common and/or Wilga strain, with 8 being positive for mixed infections. The occurrence of mixed infections, allied to the climate highly favorable to the multiplication and dissemination of the PVY, may explain the high genomic variability of this virus derived from recombination between isolates. A few of the samples presented atypical serological behavior and were separated for posterior investigations. The probes and primers designed for each of the three strains mentioned were efficient for its detection by qPCR, either in simple (single) infections or in mixed (multiplex) infections. As a result of the higher sensitivity presented by this technique, these probes might, posteriorly, be employed for detection and quantification of these strains in infected potato plants.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitopatologia, área de concentração em Fitopatologia, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3631
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Detecção de estirpes do Potato vírus Y(PVY) em plantas com infecções simples e mistas.pdf1,22 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback