Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DFP - Departamento de Fitopatologia >
DFP - Programa de Pós-graduação >
DFP - Agronomia/Fitopatologia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3654

Título: Detecção de Pseudomonas syringae pv. garcae em sementes, microanálise de raios X e desenvolvimento de escala diagramática para a mancha aureolada do cafeeiro
Autor(es): Belan, Leônidas Leoni
Orientador: Pozza, Edson Ampélio
Coorientador(es): Jesus Junior, Waldir Cintra de
Membro da banca: Guimarães, Rubens José
Souza, Ricardo Magela de
Alves, Eduardo
Área de concentração: Epidemiologia de doenças de plantas
Assunto: Pseudomonas syringae pv. garcae
Escala diagramática
Inóculo inicial
Nutrição mineral
Diagrammatic scale
Initial inoculum
Mineral nutrition
Data de Defesa: 30-Abr-2014
Data de publicação: 11-Set-2014
Agência de Fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: BELAN, L. L. Detecção de Pseudomas syringae pv garcae em sementes, microanálise de raios X e desenvolvimento de escala diagramática para a mancha areolada do cafeeiro. 2014. 126 p. Tese (Doutorado em Agronomia/Fitopatologia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: São escassos os dados e a pesquisa de base e tecnológica para realizar estudos de controle e manejo da mancha aureolada (Pseudomonas syringae pv. garcae) (PSG) do cafeeiro. Logo, os objetivos foram: 1) desenvolver e validar uma escala diagramática para quantificar a severidade da mancha aureolada em folhas de cafeeiro; 2) verificar se sementes de cafeeiro podem disseminar o inóculo de PSG considerando plantas com sintomas de mancha aureolada; 3) verificar diferenças na distribuição dos nutrientes nos tecidos de folhas de cafeeiro (Coffea arabica L.) em torno de lesões de doenças foliares. Diante do primeiro objetivo, foi desenvolvida e validada um escala diagramática, para avaliar a severidade da mancha aureolada em folhas de cafeeiro, com base nos intervalos de distribuição de frequência dos valores de severidade da doença. Essa escala proporciona melhores níveis de acurácia, precisão e reprodutibilidade nas avaliações. Buscando identificar a origem do inóculo inicial da doença em viveiros, sementes provenientes de plantas com sintomas de mancha aureolada, foram imersas em solução salina estéril e o extrato bruto inoculado em folhas de mudas de cafeeiro. Houve sintomas de mancha aureolada nas folhas de plantas de cafeeiro inoculadas com o referido extrato, semelhantes aos desenvolvidos por folhas inoculadas com suspensão de inóculo do isolado padrão de referência PSG; enquanto as mudas inoculadas com extrato de sementes de plantas assintomáticas não apresentaram sintomas. Isolados bacterianos provenientes dessas sementes de cafeeiro apresentaram padrões bioquímicos e moleculares iguais ao isolado padrão PSG. Logo, sementes de cafeeiro podem disseminar o inóculo de PSG com base em plantas com sintomas de mancha aureolada. Para conhecer a distribuição dos nutrientes minerais nos tecidos, em torno da lesão de doenças foliares do cafeeiro, fragmentos de folhas foram submetidos à microanálise de raios X (MAX). Os nutrientes minerais potássio e cálcio apresentaram gradiente de distribuição e relação espacial com os tecidos assintomáticos e com sintomas de mancha aureolada. Maior teor de potássio foi encontrado no tecido assintomático em torno da lesão, decrescendo em direção ao tecido com o halo amarelo e atingindo teor mínimo no tecido necrosado. Relação espacial inversa a do potássio foi observada para o cálcio em torno da lesão. Logo, a MAX, associada à nutrição mineral, pode auxiliar no manejo e entendimento das reações de defesa contra a doença.
Data and base research and technology to perform studies for the control and management of the coffee halo blight (Pseudomonas syringae pv. garcae) (PSG) are scarce. Thus, the objectives were: 1) develop and validate a diagrammatic scale to quantify the severity of the halo blight in coffee leaves; 2) verify if coffee seeds may disseminate PSG inoculum considering plants with halo blight symptoms; 3) verify differences in the distribution of the nutrients in coffee leaf tissues (Coffea arabica) around the foliar disease lesions. Considering the first objective, a diagrammatic scale was developed and validated, to evaluate the severity of the halo blight in coffee leaves, based on the intervals of frequency distribution of the disease severity values. This scale provides better accuracy, precision and reproducibility levels for the evaluations. Seeking to identify the source of the initial inoculum of the disease in nurseries, seeds derived from plants showing halo blight symptoms were immersed in sterile saline solution and coffee seedling leaves were inoculated with crude extract. There were halo blight symptoms on the coffee plant leaves inoculated with said extract, similar to those developed by leaves inoculated with inoculum suspension of the standard isolate of PSG reference; while the seedlings inoculated with the extract of seeds derived from asymptomatic plants did not show symptoms. Bacterial isolates derived from these coffee seeds presented biochemical and molecular patterns equal to those of the standard PSG isolate. Thus, coffee seeds may disseminate the PSG inoculum based on plants with halo blight symptoms. To know the distribution of mineral nutrients on tissues surrounding the coffee foliar disease lesion, leaf fragments were submitted to X ray microanalyses (XMA). The potassium and calcium mineral nutrients presented distribution gradient and spatial relation with the asymptomatic and halo blight symptomatic tissues. Higher potassium content was found in the asymptomatic tissue surrounding the lesion, decreasing towards the tissue with yellow halo and reaching the minimum content in the necrotic tissue. An inversed spatial relation to that of potassium was observed for calcium around the lesion. Thus, the XMA, associated to mineral nutrition, may aid in the management and in understanding the defense reactions against the disease.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação Fitopatologia, área de concentração em Epidemiologia de doenças de plantas, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3654
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DFP - Agronomia/Fitopatologia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE Detecção de Pseudomonas syringae pv. garcae em sementes, microanálise de raios X e desenvolvimento de escala diagramática para a mancha aureolada do cafeeiro.pdf968,77 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback