Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3670

Title: Heterose e capacidade combinatória de linhagens de pimentão resistentes ao mosaico amarelo causado por PepYMV (Pepper yellow mosaic virus)
Other Titles: Heterosis and combining ability of sweet pepper lines with resistance to yellow mosaic caused Pepper yellow mosaic virus PepYMV
???metadata.dc.creator???: Nascimento, Ildon Rodrigues do
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Maluf, Wilson Roberto
???metadata.dc.contributor.referee1???: Valle, Luiz Artur Costa
Figueira, Antonia dos Reis
Gomes, Luiz Antônio Augusto
Souza Sobrinho, Fausto de
???metadata.dc.description.concentration???: Genética e Melhoramento de Plantas
Keywords: Pimentão
Melhoramento genético vegetal
Pepper
Plant breeding
???metadata.dc.date.submitted???: 17-Oct-2005
Issue Date: 11-Sep-2014
Citation: NASCIMENTO, I. R. do. Heterose e capacidade combinatória de linhagens de pimentão resistentes ao mosaico amarelo causado por PepYMV (Pepper yellow mosaic virus). 2005. 101 p. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2005.
???metadata.dc.description.resumo???: O objetivo do trabalho foi estimar em linhagens resistentes ao mosaico amarelo, a capacidade geral e específica de combinação em híbridos e a natureza e importância dos parâmetros genéticos envolvidos no controle dos principais caracteres do pimentão. Foram avaliados 66 tratamentos, dos quais cinco foram testemunhas comerciais (Fortuna Super, Konan, Laser, Magali R e Natalie); 53 tratamentos do dialelo [40 híbridos do cruzamento de dois grupos de linhagens (grupo 1: PIX-031D-165-04-01; PIX-031D-171-10-04; PIX-031D-171-10-08; PIX-031D-171-10-10; PIX-031D-188-14-05; PIX-031D-188-14-07; PIX-031D-18814-10 e PIX-031D-205-04-07) e grupo 2: Myr-29; PIM-003; PIM-004; PIM-013 e PIM-016 e as 13 linhagens genitoras] e oito tratamentos adicionais(constituídos por sete híbrido e uma linhagem). Utilizou-se o delineamento em blocos casualizados com 4 repetições. Cada parcela foi constituída de oito plantas das quais só foram avaliadas seis. O espaçamento utilizado foi de 0,41 m entre plantas dentro das parcelas e 0,85 entre fileiras de plantas nas parcelas. Os experimentos foram instalados em estufa na Estação Experimental da HortiAgro Sementes Ltda, localizada no município de Ijaci - MG. Avaliaram-se os seguintes caracteres: produção total de frutos, massa media de frutos da produção total, produção precoce de frutos, comprimento, largura, formato, estrias, profundidade de inserção do pendúculo floral e altura de plantas. As análises estatísticas foram feitas utilizando a metodologia proposta por Miranda & Geraldi (1984). Também foi avaliada a reação fenotípica das linhagens e híbridos do dialelo ao mosaico amarelo (PepYMV). Entre os híbridos experimentais foram encontradas combinações superiores as melhores testemunhas comerciais, destacando-se os híbridos F1(PIX-031D-184-14-10 x PIM-004) e F1(PIX-031D-205-04-07 x PIM-004) que além de alta produtividade, apresentaram em geral boa performance para os demais caracteres. Os valores heteróticos em relação a média dos genitores variaram de R variaram de -22,46 a 42,24% para produção total; de -17,71 a 58,50% para massa média por frutos; de -15,65 a 58,60% para produção precoce; de -13,66 a 12,23% para massa média por frutos precoce; de -2,72 a 12,02% para comprimento dos frutos; de -10,37 a 7,69% para largura dos frutos; de -21,36 a 13,40% para formato dos frutos; de -33,35 a 37,32% para presença de estrias nos frutos; de -23,86 a 20,74% para profundidade de inserção do pendúculo floral e de -19,02 a 48,32% para altura de plantas. Em relação ao padrão Magali R os valores heteróticos variaram de -19,00 a 24,00% para produção total; de -19,27 a 31,91% para massa média por frutos; de -11,89 a 42,94% para produção precoce; de -19,72 a 33,74% para massa média por frutos precoce; de -13,36 a 7,83% para comprimento dos frutos; de -8,68 a 8,33% para largura dos frutos; de -15,12 a 67,44% para formato dos frutos; de -35,71 a 60,71% para profundidade de inserção do pendúculo floral e de -11,29 a 43,94% para altura de plantas. Os efeitos gênicos aditivos foram mais importantes para massa média por fruto daprodução precoce e presença de estrias nos frutos. Os efeitos não-aditivos foram importantes para produção total, produção precoce, largura e profundidade de inserção do pendúculo floral dos frutos. Para os caracteres massa média por frutos da produção total, comprimento e formato dos frutos tanto os efeitos aditivos quanto os não-aditivos foram importantes. Os dois grupos de genitores foram em geral bastante divergentes e variáveis para os caracteres avaliados, destacando-se pelos altos valores das estimativas para os caracteres avaliados, tanto em relação ao desempenho "per se" (efeito de variedade), como em relação a heterose e da capacidade geral. Todas as linhagens do grupo 1 (derivadas de Magali R) mostraram reação do tipo resistência ao mosaico amarelo do pimentão causado por PepYMV (Pepper yellow mosaic vírus). Esta resistência foi efetiva tanto em homozigose (nas linhagens "per se") como nos híbridos.
This paper reports on the magnitude of hetrosis, general and specific abilities in pepper hybrids, and on nature of gene action involved in expression of economic traits. Sixty-six genotypes were evaluated: five commercial hybrid checkes (Fortuna Super, Konan, Laser, Magali R and Natalie); 53 treatments composing a partial diallel cross [40 hybrids obtained from crosses between 8 group I lines (PIX-031D-165-04-01, PIX-031D-171-10-04; 171-10-08, PIX- 031D-171-10-10, PIX-031D-188-14-05, PIX-031D-188-14-07, PIX-031D- 18814-10 and PIX-031D-205-04-07) and 5 group II lines (Myr-29, PIM-003, PIM-004 and PIM-016), plus the 13 parental lines] The genotypes were tested in greenhouse trials in randomized complete block design with four replications. The following traits were evaluated total yield, mean fruit mass, early yield, mean mass of early fruit, fruit length, fruit width, fruit shape, russetting, depth of peduncle insertion and plant height. Reaction of lines and hybrids to mechanical inoculation with PepYMV was also evaluated. Hybrids were found with superior sets of traits relatively to the commercial checks: among them F1(PIX-031D- 205-04-07 x PIM-013); F1(PIX-031D-171-14-07 x PIM-013); F1(PIX-031D- 188-14-10 x PIM-004) and F1(PIX-031D-205-04-07 x PIM-004) which are high yielding, have large fruit sizes and are resistance to both PepYM and Phytophthora capsici. Heterosis values relative to mid parent ranged from - 22,46 to 42,24% for total yield; from -17,71 to 58,50% for mean fruit mass; from -15,65 to 58,60% for early yield; from -13,66 to 12,23% for mean mass of early fruit; from -2,72 to 12,02% for fruit length; from -10,37 to 7,69% for fruit width; form -21,36 to 13,40% for fruit shape; from -33,35 to 37,32% for russetting; from -23,86 to 20,74% peduncle insertion depth and from -19,02 to 48,32% for plant height. Heterosis relative to the standard hybrid check Magali R ranged from ranged from -19,00 to 24,00% for total yield; from -19,27 to 31,91% for mean fruit mass; from -11,89 to 42,94% for early yield; from -19,72 to 33,74% for mean mass of early fruit; from -13,36 to 7,83% for fruit length; from -8,68 to 8,33% for fruit width; form -15,12 to 67,44% for fruit shape; from -35,71 to 60,71 peduncle insertion depth and from -11,29 to 43,94 for plant height. Additive gene action was more important than non-additive action for mean ofearly fruit and for fruit russetting. Non-additive gene action was relatively more important for total and early yields, fruit length and depth of peduncle insertion. Both additive and non-additive gene action were important for mean fruit mass, fruit length and fruit shape. Both groups of parental lines in the partial diallel were in general highly divergent for the traits under consideration, both "per se" and in their performance in hybrids. All lines derived from Magali R (groups I lines) were resistant to PepYMV. Resistance to PepYMV was effective not only in the homozygous lines, bus also inheterozygous hybrids.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3670
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_Heterose e capacidade combinatória de linhagens de pimentão resistentes ao mosaico amarelo causado por PepYMV (Pepper yellow mosaic virus).pdf692.7 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback