Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37000
metadata.eventos.dc.title: Caracterização microbiológica e estabilidade aeróbia de silagem de milho inoculada com bactérias láticas previamente selecionadas para esta cultura
metadata.eventos.dc.creator: Silva, Luana Aparecida de Paula
Silva, Sillas Mayron da Silva da
Morais, Lilian Barros
Ávila, Carla Luíza da Silva
metadata.eventos.dc.subject: Estabilidade aeróbia
Bactérias láticas
Microrganismos indesejáveis
metadata.eventos.dc.date.issued: 2018
metadata.eventos.dc.identifier.citation: SILVA, L. A. de P. et al. Caracterização microbiológica e estabilidade aeróbia de silagem de milho inoculada com bactérias láticas previamente selecionadas para esta cultura. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFLA, 31., 2018, Lavras. Anais... Lavras: UFLA, 2018. Não paginado.
metadata.eventos.dc.description.resumo: A silagem de milho é uma das principais fontes de forragem utilizadas nos sistemas intensivos de produção de carne e leite em todo o Brasil. O milho apresenta características favoráveis para a produção de silagem de boa qualidade, no entanto é comum problemas na fase de abertura dos silos, por exemplo a deterioração por microrganismos tais como, fungos filamentosos e bactérias indesejáveis. Objetivou-se avaliar cepas de bactérias láticas previamente isoladas e selecionadas para silagem de milho quanto a contagem de microrganismos indesejáveis e estabilidade aeróbia. A colheita da planta inteira de milho foi mecanizada, considerado como ponto de corte metade da linha do leite. A silagem foi confeccionada em silos experimentais de 30 L que foram estocados durante 30 dias. Os inoculantes foram homogeneizados com água destilada objetivando uma taxa de inoculação de 6 log UFCg-1 de forragem. Os tratamentos consistiram em silagens inoculadas (CCMA1362 e CCMA1366) e silagem controle, todos com três repetições. As populações de fungos e bactérias aeróbias esporulantes (BAE) foram determinadas por plaqueamento em meio DRBC e agar nutriente respectivamente. A estabilidade aeróbia foi avaliada por meio de data loggers ao longo de 10 dias. Os dados foram analisados, em um delineamento inteiramente casualizado, por meio do software SAS, e as médias comparadas pelo teste de tukey a 5% de probabilidade. Não houve diferença significativa (P>0,05) para contagem de BAE e de fungos filamentosos entre os tratamentos. No entanto, para leveduras o tratamento com a cepa CCMA1362 apresentou maior diferença significativa em relação aos demais tratamentos (P=0,0002). Aestabilidade aeróbia das silagens foi alterada pelos tratamentos (P=0,00), e maior estabilidade foi registrada para silagem com cepa CCMA1362 (190 horas). A cepa CCMA1362 (Lactobacillus spp.) se mostrou mais eficiente na inibição de leveduras, principais microrganismos responsáveis pelo início do processo de deterioração, e promoveu maior estabilidade aeróbia das silagens, sendo promissora para ser usada como inoculante nestas silagens.
metadata.eventos.dc.description.uri: http://prp.ufla.br/ciuflasig/generateResumoPDF.php?id=12293
metadata.eventos.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DZO - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.