Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37241
metadata.artigo.dc.title: Intervalo hídrico ótimo e porosidade de solos cultivados em área de proteção ambiental do sul de Minas Gerais
metadata.artigo.dc.creator: Lima, Vico Mendes Pereira
Oliveira, Geraldo César de
Severiano, Eduardo da Costa
Oliveira, Luiz Fernando Coutinho de
metadata.artigo.dc.subject: Compactação
Sustentabilidade ambiental
Disponibilidade hídrica do solo
Compaction
Environmental sustainability
Soil water availability
metadata.artigo.dc.publisher: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
metadata.artigo.dc.date.issued: 2009
metadata.artigo.dc.identifier.citation: LIMA, V. M. P. et al. Intervalo hídrico ótimo e porosidade de solos cultivados em área de proteção ambiental do sul de Minas Gerais. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 33, p. 1087-1095, 2009.
metadata.artigo.dc.description.resumo: Condições físicas restritivas ao adequado desenvolvimento das plantas reduzem a capacidade produtiva dos solos e a sustentabilidade ambiental. Um importante parâmetro para expressar essas restrições é o intervalo hídrico ótimo (IHO), por representar, conjuntamente, atributos físicos do solo que influenciam o desenvolvimento de plantas. Com o objetivo de avaliar o IHO e a porosidade de solos cultivados com café e pastagem na microbacia do ribeirão Capituvas, local representativo da APA Coqueiral, coletaram-se amostras indeformadas no Latossolo Vermelho distrófico típico (LVd), no Argissolo Vermelho eutrófico típico (PVe) e no Cambissolo Háplico distrófico típico (CXbd), nas camadas de 0–5, 20–25 e 40– 45 cm, respectivamente. Os poros com diâmetro > 145 μm foram os mais afetados pelo manejo. Apesar de não haver diferenças entre os microporos (poros com diâmetro < 50 μm, responsáveis pela água potencialmente disponível para as plantas), observaram-se variações no IHO, sendo no LVd > CXbd > PVe. Conclui-se que o IHO é um parâmetro que pode ser utilizado com segurança na quantificação das alterações que ocorrem na disponibilidade de água dos solos submetidos a diferentes usos e manejos.
metadata.artigo.dc.description.abstract: Restrictive physical conditions for an adequate plant development reduce the productive capacity of soils and environmental sustainability. An important parameter to express these restrictions is the least limiting water range (LLWR), which is used in combination with soil physical properties that influence plant development. To evaluate the LLWR and porosity of soils under coffee and pasture in the Capituvas River microbasin, a representative area of the Coqueiral Resereve was chosen. Undisturbed samples of a typical Dystrophic Red Latosol (LVd- Oxisol), typical Eutrophic Red Argisol (PVe-Ultisol) and typical Dystrophic Haplic Cambisol (CXbd- Inceptisol) were collected from the layers 0–5, 20–25 and 40–45 cm. Pores with a diameter of > 145 μm were most affected by the management. Although no statistical differences were verified among the micropores (pores < 50 μm), variations occurred in LLWR, in the following order: LVd > CXbd > PVe. It is possible to conclude that LLWR is a reliable parameter that could be used to quantify alterations that occur in the water availability of soils under different use and management systems.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37241
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DCS - Artigos publicados em periódicos
DEG - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons