Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3740

Title: Avaliação de fontes nitrogenadas na etologia ingestiva e desempenho de vacas Gir leiteiras
Other Titles: Evaluation of Nitrogen Sources on Ingestive Ethology and Production in Gir Cows
???metadata.dc.creator???: Prado, Thiago Alves
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Souza, José Camisão de
???metadata.dc.contributor.referee1???: Teixeira, Lúcia de Fátima Andrade Correia
Borges, Iran
Fernandes, Leonardo Oliveira
???metadata.dc.description.concentration???: Nutrição de ruminantes
Keywords: Amiréia 150S
Uréia
Nitrogênio não protéico
Lactação
Rumen
Amiréia 150S
Uréia
Non protein nitrogen
Lactation
Rumen
???metadata.dc.date.submitted???: 24-Mar-2006
Issue Date: 17-Sep-2014
Citation: PRADO, T A. Avaliação de fontes nitrogenadas na etologia ingestiva e desempenho de vacas Gir leiteiras. 2006. 72 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
???metadata.dc.description.resumo???: O objetivo do presente trabalho foi promover um estudo comparativo de quatro dietas contendo fontes de NNP e uma dieta à base de farelo de soja, sobre o consumo, produção e qualidade do leite, e comportamento ingestivo de vacas leiteiras da raça Gir. O presente experimento foi conduzido no município de Uberaba, MG. Foram utilizadas 20 vacas Gir multíparas e primíparas, recebendo silagem de milho e os seguintes tratamentos: FS - farelo de soja como único concentrado protéico integrante da ração; UR - 3% de uréia; AM1 - 5,4% de amiréia; e AM2 - 8,1% de amiréia, todos estes teores no concentrado. Os animais foram locados em baias individuais que continham cocho para volumoso e bebedouro. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados (DBC). O consumo de matéria seca (CMS), foi superior (P<0,05) em AM1 (160,68 g/kg PV0,75) e AM2 (153,93 g/kg PV0,75) em comparação a UR (128,22 g/kg PV0,75). Porém, o CMS foi inferior em AM1 e AM2 (P<0,05) em relação à FS (169,26 g/kg PV0,75). A produção de leite foi superior (P<0,05) em FS (12,7 kg/dia), AM1 (12,4 kg/dia) e AM2 (12,7 kg/dia) em relação à UR (9,4 kg/dia). A produção de sólidos totais no leite foi superior (P<0,05) em FS (1734 g/dia), AM1 (1745 g/dia) e AM2 (1727 g/dia) em relação à UR (1297 g/dia). O teor de gordura no leite foi superior (P<0,05) em AM1 (5,2 %) em relação à FS (4,1 %) e AM2 (4,5%), não diferindo (P>0,05) em comparação a UR (4,7 %). O teor de uréia no leite foi maior (P<0,05) em AM2 (13,3 mg/dL) em relação à FS (10,6 mg/dL), não diferindo (P>0,05) de UR (11,9 mg/dL) e AM1 (11,5 mg/dL). Concluiu-se que a inclusão da Amiréia 150S na dieta de vacas Gir, foi capaz de elevar o consumo e produção leiteira, incluindo sólidos, em relação a dietas tradicionais contendo uréia.
The objective of this study was to promote a comparative study of four diets containing Urea, Amirea150S (two levels) or neither one, on intake, milk production and quality and intake behavior of penned Gir cows. This trial was conducted at the EPAMIG experimental station in Uberaba-MG. Twenty multiparous and primiparous Gir cows received corn silage and concentrates as follows: FS - only soybean meal as the protein source; UR - 3.0 % urea; AM1 - 5.4 % amirea; AM2 8.1%. Animals were housed in individual pens. A randomized block design was used where four blocks were formed to control previous cow milk production. Dry matter intake (DMI) was greater (p<0.05) for AM1 (160.68 g/kg PV0.75) and AM2 (153.93 g/kg PV0.75) compared to UR (128.22 g/kg PV0.75). However DMI was smaller (p<0.05) for FS (12.7 kg/d), AM1 (12.4 kg/d) and AM2 (12.7 kg/d) compared to UR (9.4 kg/d). Total milk solid production was greater (p<0.05) for FS (1734 g/d), AM1 (1745 g/d) and AM2 (1727 g/d) compared to UR (1297 g/d). Mild fat was greater (p<0.05) for AM1 (5.2%) compared to FS (4.1%) and AM2 (4.5%), but did not differ (p>0.05) from UR (4.7%). Milk urea was greater (p<0.05) for AM2 (13.3 mg/dL) compared to FS (10.6 mg/dL), but it did not differ (p>0.05) form UR (11.9 mg/dL) and AM1 (11.5 mg/dL). It is concluded that the inclusion of Amirea 150S on the diet of Gir cows was able to increase DMI and milk production, including milk solids, compared to current urea based diets.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3740
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Avaliação de fontes nitrogenadas na etologia ingestiva e desempenho de vacas Gir leiteiras.pdf300.86 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback