Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3764

Título: Taxocenose de trepadeiras em fragmentos e corredores florestais de Lavras (MG): aspectos estruturais e ecológicos
Título Alternativo: Liana’s community in forest fragments and corridors of Lavras (MG): structural and ecologic aspects
Autor(es): Appolinário, Vivette
Orientador: Carvalho, Douglas Antônio de
Membro da banca: Van Den Berg, Eduardo
Rodrigues, Valeria
Schiavini, Ivan
Frieiro, Fernando
Área de concentração: Ciências Florestais
Assunto: Lianas
Fitossociologia
Florística
Estrutura de comunidade
Estruturas de fixação
Data de Defesa: 27-Fev-2008
Data de publicação: 18-Set-2014
Referência: APPOLINÁRIO, V. Taxocenose de trepadeiras em fragmentos e corredores florestais de Lavras (MG): aspectos estruturais e ecológicos. 2008. 64 p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal)–Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2008.
Resumo: Este trabalho estudou os aspectos estruturais e ecológicos da taxocenose de trepadeiras presente em um conjunto de corredores e fragmentos florestais, no município de Lavras (MG). Realizou-se levantamento fitossociológico para todos os indivíduos vivos e enraizados de trepadeiras, com DAP  1 cm, em 52 parcelas de 200 m2 preferencialmente alocadas ao longo de corredores (27 parcelas) e fragmentos (25 parcelas). Foram encontrados 683 indivíduos pertencentes a 51 espécies de 14 famílias botânicas. Malpighiaceae, Bignoniaceae e Sapindaceae foram as famílias com maior riqueza de espécies. Banisteriopsis anisandra (A.Juss.) B. Gates, Serjania sphaerococca Radlk e Anchietea sp. foram as espécies mais importantes na área. Apesar da correlação entre a distribuição das espécies e as variáveis ambientais serem significativas, não foram suficientes para explicá-la. A luminosidade parece ser o fator principal a caracterizar a distribuição de trepadeiras na área. Para as espécies amostradas com mais de dois indivíduos, observou-se a distribuição preferencial por habitat. A diversidade (H´) de corredores e fragmentos foi de 2,13 e 2,30, respectivamente. A florística foi realizada dentro e fora das parcelas, apontando 105 espécies de trepadeiras lenhosas e herbáceas, pertencentes a 27 famílias botânicas. Não se observou preferência das espécies de trepadeiras por espécies arbóreas utilizadas como apoio, sendo as espécies arbóreas mais freqüentemente colonizadas por trepadeiras as de maior ocorrência na área. A fenologia de nove espécies de trepadeiras lenhosas foi observada durante o intervalo de dois anos (2005-2006). A distribuição de chuvas durante os dois períodos demonstrou afetar os ritmos de mudança foliar, floração e frutificação. A floração da maioria das espécies é maciça e distribuída ao longo do ano, o que sugere grande importância deste componente estrutural de florestas na manutenção da fauna de polinizadores que sustenta, tanto a comunidade lianescente como arbórea. A frutificação também se distribuiu ao longo do ano, sendo o evento mais concentrado no período de seca, fato característico de espécies anemocóricas.
This research studied the structural and ecological aspects of liana’s community present in corridors and forest fragments of Lavras (MG) county. A phytossociology search was done for all living individuals and rooted creeping plants with DBH ≥ 1 cm, in 52 sample areas of 200 m 2 preferentially allocated a long the semidecidous forest fragments (25) and corridors (27). A total of 683 individuals belonging to 51 species of 14 botanical families were found. Malpighiaceae, Bignoniaceae and Sapindaceae were the families with higher richness of species. Banisteriopsis anisandra (A.Juss.) B. Gates, Serjania sphaerococca Radlk and Anchietea sp, were the most important species in the area. The correlation between the species distribution and the environmental variables was significant; however, it was not sufficient to explain it. The luminosity seems to be the principal characterizing factor of lianas distribution in the area. For the sampled species with more than 2 individuals, it was observed the preferential distribution by habitat. The diversity (H’) of corridors and fragments was of 2.13 and 2.30, respectively. The floristic was done inside and outside the squares, pointing out 105 species of woody and herbaceous lianas, belonging to 27 botanical families. Preference from the lianas species for arboreal species used as support wasn't observed, being frequently colonized by lianas those ones with larger occurrence in the area. The fenology of the nine woody lianas species were observed during the period of two years (2005-2006). The rain distribution during the two periods demonstrated to affect the foliar changing, flowering and fructification rhythms. The flowering of most of the species is massive and distributed along the year, suggesting that there is a significant importance of these forests structural component to the maintenance of the pollinator’s fauna that it supports, including liana and arboreal communities. The fructification also distributed along the year, with the event being more frequent on the dry period, fact that characterizes anemocoric species.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3764
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Taxocenose de trepadeiras em fragmentos e corredores florestais de Lavras-MG.pdf616,55 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback