Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38020
metadata.artigo.dc.title: Assessment of genetic parameters of degradability in maize grains due to indentation scores
metadata.artigo.dc.title.alternative: Estimativas de parâmetros genéticos da degradabilidade de grãos de milho diferindo em escore de identação
metadata.artigo.dc.creator: Davide, Livia Maria Chamma
Ramalho, Magno Antônio Patto
Figueiredo, Ulisses José de
Souza, João Cândido de
metadata.artigo.dc.subject: Degradabilidade ruminal
Milho - Dureza dos grãos
Maize- Grain hardness
Ruminal dry matter degradability
metadata.artigo.dc.publisher: Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
metadata.artigo.dc.date.issued: May-2011
metadata.artigo.dc.identifier.citation: DAVIDE, L. M. C.; RAMALHO, M. A. P.; FIGUEIREDO, U. J. de; SOUZA, J. C. de. Assessment of genetic parameters of degradability in maize grains due to indentation scores. Scientia Agricola, Piracicaba, v. 68, n. 3, p. 347-352, May/June 2011.
metadata.artigo.dc.description.resumo: Cultivares de milho (Zea mays L.) com grãos do tipo dentado possuem maior porcentagem de amido e degradabilidade ruminal da matéria seca do que os com grãos do tipo duro. Estimaram-se parâmetros genéticos da degradabilidade de grãos de milho com diferentes texturas e verificou-se se ocorre associação entre o escore de identação dos grãos visualmente avaliados e a degradabilidade in situ da matéria seca (DISMS). Foram avaliadas progênies oriundas do cruzamento entre a variedade Cristal, de grãos duros, e a variedade Cunha de grãos dentados, previamente selecionadas para a dureza dos grãos. As progênies foram avaliadas com relação ao escore de identação por meio de uma escala visual de notas variando de 1 (duro) a 5 (mole). Para a avaliação da DISMS os grãos foram cortados ao meio, pesados 5 g colocados em saquinhos de tecido "failet" e incubados no rúmen, por 24 h, em três vacas portadoras de cânula ruminal. Há variabilidade genética para a DISMS, com herdabilidade de 46%, indicando ser possível o sucesso com a seleção. Não há associação entre o escore de identação e a porcentagem de DISMS. Assim, a avaliação visual nem sempre reflete a dureza per se dos grãos, pois o que se vê é o aspecto do pericarpo e não a constituição do endosperma.
metadata.artigo.dc.description.abstract: Maize (Zea mays L.) cultivars with dent grains present higher starch and dry matter ruminal degradability than those with flint grains. This study aimed to assess genetic parameters of degradability in maize grains of different textures and to verify whether there is an association between grain indentation score and ruminal dry matter (RDM) degradability. The evaluated progenies were obtained from the cross between the varieties Cristal (flint) and Cunha (dent), previously selected for grain hardness. Progenies were evaluated for an indentation score using a visual grading scale ranging from 1 (flint) to 5 (dent). To assess the RDM degradability, 5 g were cut into halves, weighed (five grams), stored in bags made of 100% "failet" cloth and incubated for 24 h in the rumen of three ruminally cannulated cows. There was genetic variability for RDM degradability and heritability was 46%, indicating the possibility of success using a selection. There was no association between indentation score and RDM degradability percentage; thus, visual evaluation not always reflects grain hardness per se since it indicates the pericarp aspect but not the endosperm constitution.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38020
metadata.artigo.dc.language: en_US
Appears in Collections:DBI - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons