Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Microbiologia Agrícola - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3808

Título: Microbiologia do solo no ensino médio: proposta de formação continuada de professores de biologia
Autor(es): Vilas Boas, Rogério Custódio
Orientador: Moreira, Fatima Maria de Souza
Coorientador(es): Nascimento Junior, Antônio Fernandes
Membro da banca: Alves, Jacqueline Magalhães
Florentino, Ligiane Aparecida
Carneiro, Marco Aurélio Carbone
Área de concentração: Microbiologia Agrícola
Assunto: Formação continuada
Educação básica
Micro-organismo do solo
Continued education
High school
Soil microorganism
Data de Defesa: 26-Fev-2014
Data de publicação: 2014
Agência de Fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: VILAS BOAS, R. C. Microbiologia do solo no ensino médio: proposta de formação continuada de professores de biologia. 2014. 103 p. Tese (Doutorado em Microbiologia Agrícola) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Soil microbiology is no longer an issue confined to the classrooms of higher education, high school or research laboratories, becoming a subject related to basic citizenship issues, involving the environment, daily routine and hygiene. High school teaching of Soil Microbiology, when it occurs, is characterized by a technical, merely informative focus and passive knowledge acquisition. In order for this reality to be altered, we must find, create and present new approaches which facilitate learning and allow the student a more active situation, in a way that he becomes an agent, and not an object of the teaching-learning process. In the search for subsidies which support this hypothesis, we applied a structures questionnaire in order to verify the knowledge in soil microbiology of biology licentiate undergraduates of two universities, one public and the other private. With the analysis of this questionnaire, we verified that the future teachers presented many deficiencies in regard to the specific content of soil microbiology. To minimize this lack of information by part of the lay public and collaborate with their awareness regarding the importance of soil microorganisms, we elaborated a course of continued education in soil microbiology with the objective of preparing the High School teachers to work this theme in a different manner. This course emphasized the necessity of the teacher adopting an investigative, interdisciplinary and contextualizing methodology, stimulating the students to knowing soil microbiology as a science. Understand that soil microbiology is a science which encompasses not only the aspects of the diseases caused by the microorganisms, but that the disease causing microorganisms are minority. Most are responsible for maintaining the ecological equilibrium of the ecosystems, and that life on Earth depends on the processes they perform. Therefore, it is necessary to introduce alternative methodologies, parallel to traditional teaching, so that the student may apply the achieved knowledge in improving life quality. One option is the use of audiovisual resources which, when complemented by the teacher’s explanation and orientation, may lead the students into thinking, questioning and, especially, to want to learn. We performed a research at the Escola Estadual Cinira Carvalho, in Lavras, Minas Gerais, Brazil, in order to identify the preference of students and teachers regarding the use of audiovisual resources in the school. After analyzing the semi-structured questionnaires, the preference for the use of data show, followed by the TV/DVD was evident, reporting that these resources may be good tools for teaching soil microbiology.
A Microbiologia do Solo deixou de ser um tema restrito às salas de aula do ensino superior, médio ou aos laboratórios de pesquisa, tornando-se um assunto relacionado às questões básicas de cidadania, envolvendo meio ambiente, cotidiano e higiene. No entanto, o ensino da Microbiologia do Solo no Ensino Médio, quando ocorre, tem se caracterizado por um enfoque técnico, meramente informativo e de aquisição passiva de conhecimentos. Para que esta realidade seja alterada, é preciso buscar, criar e apresentar novas abordagens que facilitem a aprendizagem e possibilite ao estudante uma situação mais ativa, de maneira que este seja agente, e não objeto do processo ensino-aprendizagem. Na busca de subsídios que apoiem essa hipótese, aplicou-se um questionário estruturado, para verificar o conhecimento em microbiologia do solo dos formandos em licenciatura em Biologia de duas universidades, uma pública e outra privada. A partir da análise deste questionário, constatamos que os futuros professores apresentavam várias deficiências com relação ao conteúdo específico de microbiologia do solo. Para minimizar a falta de informação do público leigo e colaborar com sua conscientização a respeito da importância dos micro-organismos do solo, foi elaborado um curso de formação continuada em Microbiologia do solo com o objetivo de preparar os professores do Ensino Médio para trabalharem esse tema de forma diferenciada. Neste curso enfatizou-se a necessidade do professor adotar uma metodologia investigativa, interdisciplinar e contextualizadora, estimulando os estudantes a conhecerem a Microbiologia do solo como uma ciência. Entenderam que a microbiologia do solo é uma ciência que abrange não só os aspectos das doenças causadas pelos micro-organismos, compreenderem que os causadores de doenças são uma minoria. A maioria é responsável pela manutenção do equilíbrio ecológico dos ecossistemas, e que a vida no planeta Terra depende dos processos que eles realizam. Portanto, é necessário introduzir metodologias alternativas, paralelas ao ensino tradicional para que o estudante possa aplicar o conhecimento adquirido na melhoria da qualidade de vida. Uma opção é o uso de recursos audiovisuais, que quando complementado pela explicação e orientação do professor pode levar os estudantes a pensar, questionar e, principalmente a querer aprender. Realizou-se uma pesquisa na Escola Estadual Cinira Carvalho – Lavras, MG, para identificar a preferência dos estudantes e professores quanto ao uso dos recursos audiovisuais da escola. Após a análise dos questionários semiestruturados ficou evidente que estudantes e professores têm preferência pelo uso do Datashow e depois pela TV/DVD e relataram que esses recursos podem ser ótimas ferramentas no ensino de Microbiologia do Solo.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola, área de concentração em Microbiologia Agrícola, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3808
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Microbiologia Agrícola - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Microbiologia do solo no ensino médio _ proposta de formação continuada de professores de biologia.pdf566,64 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback