Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38145
metadata.artigo.dc.title: Estudo fenomenológico social da ação estratégica em um arranjo produtivo local moveleiro
metadata.artigo.dc.title.alternative: Social phenomenological study of strategic action in the cluster of furniture
Estudio social en acción estratégica fenomenológica a productivo arreglo muebles local
metadata.artigo.dc.creator: Macedo, Fernanda Maria Felicio
Antonialli, Luiz Marcelo
metadata.artigo.dc.subject: Fenomenologia social
Arranjo produtivo local
Setor moveleiro
Social Phenomenology
Cluster of Furniture
metadata.artigo.dc.publisher: Universidade Nove de Julho - UNINOVE
metadata.artigo.dc.date.issued: 2013
metadata.artigo.dc.identifier.citation: MACEDO, F. M. F.; ANTONIALLI, L. M. Estudo fenomenológico social da ação estratégica em um arranjo produtivo local moveleiro. Revista Ibero-Americana de Estratégia, São Paulo, v. 12, n. 3, p. 93-124, jul./set. 2013.
metadata.artigo.dc.description.resumo: A pesquisa elaborada acerca do fenômeno estratégico segue, em sua maior parte, as orientações do paradigma funcionalista. Tal produção possui sua relevância no meio científico, todavia, não abarca a estratégia em toda a sua complexidade. Neste cenário, pretende-se abordar a estratégia a partir dos pressupostos da fenomenologia social, uma linha de investigação focada no estudo da ação. A ação social é a vivência do fenômeno. Para isto, são investigados os motivos „para‟ e motivos „porque‟ presentes na ação estratégica. A relevância deste estudo consiste em abordar a estratégia como um fenômeno que existe em função do sujeito social, podendo evidenciar que a sua essência transcende os limites da individualidade, pois o pensamento fenomenológico social se fundamenta na consciência da existência do outro. Realiza-se entrevistas semiestruturadas com quatorze estrategistas atuantes no arranjo produtivo local moveleiro de Bento Gonçalves - RS, sendo os dados analisados segundo a abordagem fenomenológica de Sanders (1982). Como resultado, tem-se que os motivos „porque‟ são: o „devir‟ e a expertise e, os motivos „para‟: a busca por liberdade na tomada de decisão empresarial e construção de um legado. Conclui-se que o significado da ação estratégica não é algo isolado, estando vinculado a vários fatores relacionados ao projeto existencial do estrategista.
metadata.artigo.dc.description.abstract: The research carried out on the following strategic phenomenon, for the most part, the guidelines of the functionalist paradigm. This production has its relevance in the scientific community, however, does not cover the strategy in all its complexity. In this scenario, it is intended to address the strategy from the assumptions of social phenomenology, an online research study focused on the action. Social action is the experience of the phenomenon. For this, research is carried out "for reasons" and "why reasons" present in strategic action. The relevance of this study is to address the strategy as a phenomenon that exists because of the social subject, which may show that its essence transcends the limits of individuality, because thinking is based on the phenomenological social awareness of the existence of the other. Held semi-structured interviews with fourteen strategists operating in cluster of furniture Bento Gonçalves, and the data analyzed according to the phenomenological approach of Sanders (1982). As a result, it follows that the "why reasons" are the 'becoming' and expertise, and the "for reasons": the search for freedom in corporate decision making and building a legacy. We conclude that the meaning of strategic action is not isolated, being linked to several factors related to the existential project of the strategist.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38145
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DAE - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons