Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38173
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSkorupa, Alba Lucia Araujo-
dc.creatorGuilherme, Luiz Roberto Guimarães-
dc.creatorCuri, Nilton-
dc.creatorSilva, Charles Plínio de Castro-
dc.creatorScolforo, José Roberto Soares-
dc.creatorMarques, João José Granate de Sá e Melo-
dc.date.accessioned2019-12-12T16:17:08Z-
dc.date.available2019-12-12T16:17:08Z-
dc.date.issued2012-
dc.identifier.citationSKORUPA, A. L. A. et al. Propriedades de solos sob vegetação nativa em Minas Gerais: distribuição por fitofisionomia, hidrografia e variabilidade espacial. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 36, n. 1, p. 1-22, 2012. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832012000100002.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38173-
dc.description.abstractOne of the factors affecting the distribution of native vegetation is soil formation. Therefore, soils under native vegetation can be highly informative with regard to a region and the original soil fertility, as records of conditions found before agricultural reclamation (agrosilvopasture). The purpose of this study was to assess soil fertility and texture under native vegetation fragments sampled during the Forest Survey of the State of Minas Gerais, Brazil. In general, the variability in all soil properties was high, except for Al3+. In soils under grassy savanna (Campo Cerrado), the concentrations of soil organic matter were higher than in savanna woodlands (Cerradão and Cerrado Stricto Sensu). In general, seasonal forests were found on soils with higher fertility than Cerrado formations, whereas rainforests (Floresta Ombrófila) occurred on the most acidic and organic matter-rich soils. Linear regression analyses showed that the importance of soil organic matter for cation exchange capacity at pH 7.0 varied among the different vegetation types, and was irrelevant for seasonal deciduous forest (Decidual Seasonal Forest), but significant for the other phytophysiognomies. Data stratification by hydrographic basins, interpreted in combination with stratification by vegetation, allowed inferences about the probable effect of parent material on soil properties, especially on soil texture. By means of geostatistical analysis and based on ordinary kriging, maps of soil pH, organic carbon and clay contents, but not of cation exchange capacity at pH 7.0, were drawn for the state of Minas Gerais. Data of soils under native vegetation fragments could be used as reference standards of natural soil fertility, not only in Minas, but in other states of Brazil as well.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherSociedade Brasileira de Ciência do Solopt_BR
dc.rightsacesso abertopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/*
dc.sourceRevista Brasileira de Ciência do Solopt_BR
dc.subjectInventário florestalpt_BR
dc.subjectFragmentos florestaispt_BR
dc.subjectFertilidade do solopt_BR
dc.subjectFitogeografiapt_BR
dc.subjectMatas ciliarespt_BR
dc.subjectGeoestatísticapt_BR
dc.subjectForest Inventorypt_BR
dc.subjectForest fragmentspt_BR
dc.subjectSoil fertilitypt_BR
dc.subjectPhytogeographypt_BR
dc.subjectRiparian forestspt_BR
dc.subjectGeostatisticspt_BR
dc.titlePropriedades de solos sob vegetação nativa em Minas Gerais: distribuição por fitofisionomia, hidrografia e variabilidade espacialpt_BR
dc.title.alternativeSoil properties under native vegetation in Minas Gerais, Brazil: distribution by phytophysiognomy, hydrography and spatial variabilitypt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoA distribuição das formações vegetais nativas depende dos fatores de formação do solo, entre outros aspectos. Dessa forma, solos sob vegetação nativa podem informar muito sobre uma região e sua fertilidade natural, constituindo um testemunho das condições encontradas antes da ocupação agrossilvopastoril. O objetivo deste estudo foi avaliar propriedades químicas e textura dos solos sob fragmentos de Cerrado e florestas nativas amostrados durante o Inventário Florestal de Minas Gerais, por meio de análises de fertilidade do solo, textura e estatística espacial. Em geral, houve grande variabilidade em todas as propriedades analisadas, exceto em Al trocável. Os solos sob Campo Cerrado apresentaram maiores teores de matéria orgânica, comparados aos sob Cerradão e Cerrado stricto sensu. As Florestas Estacionais ocorreram, em geral, em solos de melhor fertilidade natural do que aqueles sob Cerrado, enquanto as florestas sob clima chuvoso ocorreram nos solos mais ácidos e com maiores teores de matéria orgânica, entre todas as fitofisionomias. Análises de regressão linear indicaram que a importância da matéria orgânica na CTC a pH 7,0 variou entre as diferentes fitofisionomias, sendo não significativa para as Florestas Deciduais. A estratificação por bacias hidrográficas, interpretada em conjunto com a fitofisionomia, permitiu também concluir sobre um provável efeito dos materiais de origem nas propriedades do solo, especialmente a textura. Por meio de análise geoestatística, foi possível construir, por krigagem ordinária, mapas do Estado com a distribuição de teores de carbono orgânico do solo, argila e pH, mas não para CTC a pH 7,0. A análise de solos sob fragmentos de vegetação nativa oferece potencial para uso como referência do padrão de fertilidade natural dos solos e é uma iniciativa que poderia ser empreendida em outras unidades da federação.pt_BR
Appears in Collections:DCS - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons