Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3819

Título: Triagem de cultivares e acessos de alface, batata-doce, feijão, pimenta, pimentão e tomate quanto à resistência a Meloidogyne mayaguensis Rammanh & Hirschmann
Título Alternativo: Screening vegetable crop species for resistance to Meloidogyne mayaguensis
Autor(es): Melo, Osvânder David de
Orientador: Maluf, Wilson Roberto
Membro da banca: Resende, Luciane Vilela
Gonçalves, Wilson Magela
Área de concentração: Produção Vegetal
Assunto: Meloidogyne mayaguensis
Hortaliças
Solanum
Capsicum
Lactuca
Phaseolus
Ipomoea
Índice de reprodução
Fator de reprodução
Vegetables
Reproduction index
Reproduction factor
Data de Defesa: 10-Fev-2011
Data de publicação: 19-Set-2014
Referência: MELO, O. D. de. Triagem de cultivares e acessos de alface, batata-doce, feijão, pimenta, pimentão e tomate quanto à resistência a Meloidogyne mayaguensis Rammanh & Hirschmann. 2011. 44 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fitotecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
Resumo: The objective of this work was to identify genotypes of lettuce, sweet potato, beans (snap beans and dry beans), Capsicum (hot and sweet peppers) and tomatoes possibly resistant to the nematode Meloidogyne mayaguensis. Ten lettuce cultivars (Elisa, Vera, Verônica, Mirella, Grand Rapids, Salinas 88, Julia, Luisa, Hortência and Babá de Verão), eight sweet potato clones (UFLA07-43, UFLA07-49, UFLA07-53, UFLA07-31, Brazlândia Branca, Brazlândia Rosada, Brazlândia Roxa and Palmas), six dry bean cultivars (Macarrão Trepador, Aporé, Talismã, Ouro Negro, Macarrão Atibaia and Macarrão Preferido), 4 snap-bean cultivars (Macarrão Rasteiro, Macarrão Rasteiro Conquista, Macarrão Rasteiro Dourado and Macarrão Favorito), 25 Capsicum spp. (Ikeda, Magali-R, Magnata Super, Mayara F1, BGH-433, BGH-4285, PIM-030, PIM-031, PIM-032, PIM-033, PIM-034, PIM-035, PIM-036, PIM-037, Linha-017, PIX-022I-31-07-01, PIX-022I-31-07-02, PIX-022I-31-13-01 PIX-022I- 31-13-02, PIX-022I-31-14-01, PIX-022I-31-14-02, PIX-022I-31-20-01, PIX-022I-31-20-02, Carolina Wonder and Charleston Belle) and six tomato (TOM-584, TOM-684, PI-134417, PI-127826, LA-716 and PI-126443) genotypes were tested. Each lettuce or tomato plant was inoculated with 1992 viable eggs, while each bean and pepper plant was inoculated with 5977 and 828 viable eggs, respectively, 15 days after the sowing date (DAS). Sweet potatoes were inoculated with 2065 viable eggs per plant 30 DAS. Reproduction factors and reproduction indices were determined for each plant, and each genotype was rated according to its degree of resistance. No tomato acession was rated as resistant. Moderate levels of resistance were found for the bean cultivar Aporé, for the Capsicum chinense accessions BGH-433 and BGH-4285, and for the C. annuum lines PIM-031, PIX-022I-31-07-02 and PIX-022I-31-13-01. The lettuce cultivars Grand Rapids, Verônica, Julia, Hortência and Babá de Verão and the sweet potato clones UFLA07-49 and UFLA07-53 were considered very resistant to the nematode.
Esse trabalho teve por objetivo identificar a reação quanto à resistência ao nematoide Meloidogyne mayaguensis em genótipos de alface, batata-doce, feijão (feijão comum e feijão-vagem), Capsicum (pimentas e pimentões) e tomate. Foram testados 10 cultivares de alface (Elisa, Vera, Verônica, Mirella, Grand Rapids, Salinas 88, Julia, Luisa, Hortência e Babá de Verão), oito genótipos de batata-doce (UFLA07-43, UFLA07-49, UFLA07-53, UFLA07-31, Brazlândia Branca, Brazlândia Rosada, Brazlândia Roxa e Palmas), 6 cultivares de feijão-comum (Macarrão Trepador, Aporé, Talismã, Ouro Negro, Macarrão Atibaia e Macarrão Preferido), 4 cultivares de feijão-vagem (Macarrão Rasteiro, Macarrão Rasteiro Conquista, Macarrão Rasteiro Dourado e Macarrão Favorito), 25 genótipos de Capsicum spp. (Ikeda, Magali-R, Magnata Super, Mayara F1, BGH-433, BGH-4285, PIM-030, PIM-031, PIM-032, PIM-033, PIM-034, PIM-035, PIM-036, PIM-037, Linha-017, PIX-022I-31-07-01, PIX-022I-31-07-02, PIX-022I-31-13-01 PIX-022I- 31-13-02, PIX-022I-31-14-01, PIX-022I-31-14-02, PIX-022I-31-20-01, PIX-022I-31-20-02, Carolina Wonder e Charleston Belle) e 6 genótipos de tomateiro (TOM-584, TOM-684, PI-134417, PI-127826, LA-716 e PI-126443). Foram inoculados por planta 1992 ovos viáveis nos experimentos de alface e tomate, 5977 em feijão, 828 em pimentão após 15 dias da semeadura e 2065 ovos em batata-doce aos 30 dias após o plantio. Foram calculados o fator de reprodução, índice de reprodução e efetuada a classificação de todos os genótipos quanto ao grau de resistência. Nenhum genótipo de tomate foi resistente. Destacaram-se com níveis moderados de resistência a cultivar de feijão Aporé; os acessos de Capsicum chinense BGH-433 e BGH-4285; os de C. annuum PIM-031, PIX-022I-31-07-02 e PIX-022I-31-13-01. As cultivares de alface Grand Rapids, Verônica, Julia, Hortência e Babá de Verão, e os clones UFLA07-49 e UFLA07-53 de batata-doce foram considerados muito resistentes ao nematoide.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3819
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Triagem de cultivares e acessos de alface, batata-doce, feijão, pimenta, pimentão e tomate quanto à resistência a Meloidogyne mayaguensis Rammanh & Hirschmann.pdf200,06 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback