Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DMV - Departamento de Medicina Veterinária >
DMV - Programa de Pós-graduação >
DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3838

Título: Função sistólica em cães com doença mixomatosa da valva mitral: avaliação ecocardiográfica comparativa pelos métodos Simpson, Modo-M e Speckle tracking
Autor(es): Muzzi, Ruthnéa Aparecida Lazaro
Oliveira, Maira Souza de
Muzzi, Leonardo Augusto Lopes
Nogueira, Rodrigo Bernardes
Assunto: Cão
Ecocardiograma
Endocardiose
Speckle tracking
Método Simpson
Data de publicação: 2014
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Referência: FREITAS, M. V. de. Função sistólica em cães com doença mixomatosa da valva mitral: avaliação ecocardiográfica comparativa pelos métodos Simpson, Modo-M e Speckle tracking. 2014. 69 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: A doença mixomatosa da valva mitral (DMVM) é a cardiopatia adquirida mais comum em cães e a principal causa de insuficiência cardíaca congestiva (ICC). Os índices ecocardiográficos convencionais para avaliação sistólica, como método Simpson e Modo M, sofrem interferência da pré-carga e pós-carga, tornando a detecção da disfunção miocárdica na presença de DMVM desafiadora. Por esse motivo, foi introduzido o Speckle Tracking bidimensional (2D-STE), mas não há estudos até o momento que tenham avaliado os parâmetros sistólicos, como a fração de ejeção (FE), índice de volumes sistólicos e diastólicos e fração de ejeção com essa técnica, em cães saudáveis e com portadores de DMVM. Sendo assim, conduziu-se este estudo, com o objetivo de comparar esses parâmetros por diferentes métodos para análise da função sistólica em cães saudáveis e nos diferentes estágios da DMVM. Foram selecionados 35 cães, sendo 9 clinicamente saudáveis (grupo controle), 8 com DMVM sem remodelamento cardíaco (grupo B1), 7 com DMVM e remodelamento cardíaco sem ICC (grupo B2) e 11 com DMVM e ICC (grupo C). Os resultados encontrados no índice de volume ventricular esquerdo diastólico (EDVI) foram maiores no método Simpson quando comparados ao 2D-STE, já os valores do índice volume ventricular esquerdo sistólico (ESVI) foram maiores no método 2D-STE. Foram encontrados valores maiores de fração de encurtamento (FS) para o Modo M, quando comparados com 2D-STE, para os grupos Controle, B1 e B2, e já, no grupo C, foram encontrados valores semelhantes. Os valores encontrados de fração de ejeção foram menores para o método 2D-STE quando comparados aos métodos Simpson e modo M. Podemos concluir que, o método 2D-STE, apesar de ser factível, não apresentou valores estatisticamente semelhantes aos das técnicas já consagradas para cálculo de FE, FS e índices dos volumes ventriculares, necessitando de mais estudos para validar os valores em cães com DMVM.
The myxomatous mitral valve disease (MMVD) is the most common acquired heart disease in dogs and the leading cause of congestive heart failure (CHF). The conventional echocardiographic indexes for systolic analysis, such as the Simpson and M mode methods, suffer interference from preload and afterload, making the detection of myocardial dysfunction in the presence MMVD challenging. For this reason, we introduced the two-dimensional speckle tracking (2D-STE), although there are no studies to date which assessed the systolic parameters, such as ejection fraction, systolic and diastolic volume indexes, and ejection fraction (EF) using this technique on healthy and MMVD dogs. Thus, the objective of this study was to compare these parameters using different methods for assessing the systolic function on healthy dogs and on those with different stages of MMVD. We selected 35 dogs, with 9 being clinically healthy (control group), 8 with MMVD without cardiac remodeling (group B1), 7 with MMVD and cardiac remodeling without CHF (group B2) and 11 MMVD and ICC (group C) were selected. The results found in the left ventricular diastolic volume index (EDVI) were higher in the Simpson method when compared to the 2D-STE, since the left ventricular systolic volume index values (ESVI) were higher in the 2D-STE method. We found higher shortening fractional (SF) values for the M Mode when compared to the 2D-STE, for the Control, B1 and B2 groups, while for group C, similar values were found. The ejection fraction values were lower for the 2D-STE method when compared to the Simpson and M mode methods. We may conclude that the 2D-STE method, although feasible, did not present values statistically similar to those of the techniques already established for calculating FE, SF and ventricular volume indexes, requiring further studies to validate the values for dogs with MMVD.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, área de concentração em Ciências Veterinárias, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3838
Aparece nas coleções: DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTACAO_Funçao sistolica em caes com doença mixomatosa....pdf898,4 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback