Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCS - Departamento de Ciência do Solo >
DCS - Programa de Pós-graduação >
DCS - Ciência do Solo - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3846

Título: Liberação de potássio em latossolos tratados com resíduos orgânicos
Título Alternativo: K release in latosols treated with organic residues
Autor(es): Oliveira, Waldete Souza Japiassu de
Orientador: Silva, Carlos Alberto
Membro da banca: Guerreiro, Mário César
Guilherme, Luiz Roberto Guimarães
Assunto: Resíduos orgânicos
Potássio
Latossolos
Adubos e fertilizantes orgânicos
Organic residues
Data de Defesa: 23-Jul-2008
Data de publicação: 22-Set-2014
Referência: CARNEIRO, W. J. de O. Liberação de potássio em latossolos tratados com resíduos orgânicos. 2008. 46 p. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2008.
Resumo: The K release rate varies amongst organic residues and it is dependent on the humification degree, chemical composition, content and forms of K present in the analyzed organic material. This study was carried out in order to evaluate the potential and the K release of different organic residues incubated with sand and Latosol samples. The experiment was conducted at the Soil Science Department/Federal Uninersity of Lavras, from July 2007 to April 2008. The following organic residues/fertilizers were used: sewage sludge of industrial and residential origins, chicken manure, swine manure, quail manure, equine manure, bovine manure, garbage compost, commercial organic substratum, turf and organic compost. The treatments tested were: incubation of residues samples with sand washed with acid solution; incubation of organic residues with Yelow-Red Latossol samples; and with Red Latossol distroferric samples. Soil and sand/organic residues were incubated during 270 days in PVC columns. The K release was evaluated in intervals of 15 or 30 days, through the analysis of K in leachates inaflame fotometer. The process of K release is divided in two different phases: one of approximately thirty days, with intensive K release, and the other one, in the sequence, in a slower rate, with a tendency of reduction and stabilization of the amounts of K released. The organic residues/manures presented different patterns of K release, so that the manure of equine, quail manure, chicken manure and organic substratum liberated K in larger amount. The amounts of K released are regulated by the total and soluble contents of K in the organic material analyzed.
A taxa de liberação de K varia de um resíduo orgânico para outro e se mostra dependente do grau de humificação, da composição química e do teor e das formas de K no material estudado. Este estudo foi realizado com o objetivo de avaliar o potencial e a dinâmica de liberação de potássio de diferentes resíduos e adubos orgânicos incubados em amostras de areia e de latossolos. O experimento foi conduzido no Departamento de Ciência do Solo/UFLA, no Laboratório de Estudo da Matéria Orgânica do Solo (Lemos), de julho de 2007 a abril de 2008. Foram utilizados os seguintes resíduos/adubos orgânicos: lodo de esgoto de origens industrial e residencial, esterco de galinha, esterco de suíno, esterco de codorna, esterco de eqüino, esterco de bovino, composto de lixo, substrato orgânico comercial, turfa e composto orgânico. Os resíduos foram incubados em amostras de areia lavada com solução ácida, de um Latossolo Vermelho Amarelo e de um Latossolo Vermelho distroférrico. A incubação se estendeu por 270 dias e os materiais testados foram acondicionados em colunas de PVC, a fim de se avaliar a liberação de K, por meio da quantificação dos teores de K liberados em coletas, a cada 15 ou 30 dias, de lixiviados dos diferentes materiais orgânicos incubados. O processo de liberação do K é dividido em duas fases distintas: uma de aproximadamente 30 dias, com liberação intensa e outra mais lenta, na seqüência, observando-se a tendência de redução e estabilização das quantidades de K liberadas. Os resíduos/adubos orgânicos apresentaram diferentes padrões de liberação do K, de modo que o esterco de eqüino, esterco de codorna, esterco de galinha e substrato orgânico foram os resíduos que liberaram K as maiores quantidades de K. As quantidades de K liberadas nos lixiviados são reguladas pelos teores totais e solúveis de K nos materiais orgânicos.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3846
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCS - Ciência do Solo - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Liberação de Potássio em Latossolos Tratados com Resíduos Orgânicos.pdf262,98 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback