Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3855

Title: Incorporação da informação de parentesco no método genealógico pelo enfoque de modelos mistos
Other Titles: Using relationship information from pedigree method on mixed model estimation
???metadata.dc.creator???: Nunes, José Airton Rodrigues
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Ramalho, Magno Antonio Patto
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Ferreira, Daniel Furtado
???metadata.dc.contributor.referee1???: Freire Filho, Francisco Rodrigues
Reis, Wagner Pereira
Bueno Filho, Júlio Sílvio de Sousa
???metadata.dc.description.concentration???: Genética e Melhoramento de Plantas
Keywords: Pedigree
BLUP
Melhoramento Genético Vegetal
Simulação
Plant Breeding
Simulation
???metadata.dc.date.submitted???: 10-Feb-2006
Issue Date: 22-Sep-2014
Citation: NUNES, J. A. R. Incorporação da informação de parentesco no método genealógico pelo enfoque de modelos mistos. 2006. 113 p. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
???metadata.dc.description.resumo???: No método genealógico é, normalmente, despendido um trabalho adicional para a anotação da genealogia ao longo das gerações, à qual tem sido atribuída pouca utilidade. Com isso, o objetivo deste estudo foi avaliar a eficiência do método pedigree pela inclusão da informação de parentesco entre as progênies a partir da genealogia e, ainda, compará-lo com o método bulk via simulação computacional e em experimentos de campo. Nas simulações, assumiu-se um modelo genético de 20 locos segregantes, não ligados, de efeitos iguais e aditivos e com freqüência alélica 0,5. Para as configurações avaliadas, foram considerados valores de herdabilidade no sentido amplo na média das progênies de 10%, 25%, 50% e 75% e grau médio de dominância de 0,0, 0,5 e 1,0. Foram simulados 1.000 experimentos, para cada configuração e método de condução, referentes à avaliação de 256 progênies F4:5. Nos experimentos de campo, com a cultura do feijoeiro, foram avaliadas 256 progênies F4:5 na safra ´das águas´ 2004/05 e as correspondentes 256 progênies F4:6 na safra ´das secas´ 2005, sendo estas oriundas dos métodos genealógico e bulk. A população segregante foi obtida a partir do cruzamento entre os genitores BRS Talismã e BRS Valente. As análises dos dados simulados e de campo foram realizadas pela abordagem de modelos mistos. Os dados das progênies oriundas do método pedigree foram analisados de acordo com dois modelos: ignorando e considerando o parentesco genético aditivo entre as progênies. Para o método bulk, a análise foi realizada considerando as progênies como não relacionadas. Os critérios de seleção avaliados foram a média das progênies e o melhor preditor linear não tendencioso (BLUP) com a inclusão do parentesco, denotado por BLUPA e na ausência de parentesco, denotado por BLUP. A dominância teve pouca influência sobre os resultados das simulações para ambos os métodos de condução. O BLUPA foi mais eficiente que a média em todas as configurações, resultando no melhor ranqueamento das progênies. Nos experimentos de campo, foi evidenciado que a variação genética entre as progênies foi significativamente não nula para a produção de grãos e nota de porte, em ambos os métodos de condução. Pode-se inferir que, utilizando-se o método pedigree, considerando a genealogia entre as progênies por meio do procedimento BLUPA, resulta em ganhos seletivos superiores aos alcançados quando esta informação é ignorada, de forma a compensar o trabalho despendido na obtenção desses registros, sobretudo, para caracteres de herdabilidade baixa. Os métodos genealógico e bulk, nas condições simuladas, mostraram-se igualmente eficientes para a obtenção de genótipos superiores. Contudo, quando a informação da genealogia foi considerada, o método pedigree apresentou ganhos ligeiramente superiores.
In the pedigree method it is usually spent an additional effort for recording the genealogies along the generations, that have been attributed little usefulness. This study aimed to evaluate the efficiency of the pedigree method considering the use of relationship among progenies and to compare its performance with the bulk method by computer simulation and in field experiments. It was assumed a genetic model with 20 segregating loci with alelic frequency equal to 0.5. All loci were assumed to have equal effect, no epistasis and no linkage. For the appraised configurations it was considered values of broad sense heritability at the progenies level of 10%, 25%, 50% and 75% and average level of dominance of 0.0, 0.5 and 1.0. It was evaluated 256 F4:5 progenies in 1000 simulated experiments for each configuration and selection method. In the field experiments 256 F4:5 progenies (in the rainy season of 2004/05) and 256 F4:6 (in the dry season of 2005) from the pedigree and bulk methods were evaluated. The common bean segregating population was obtained from the crossing between parents BRS Talismã and BRS Valente. The analyses of the simulated and field data were accomplished by the mixed model approach. The pedigree´s data were analyzed according of two models: ignoring and considering the additive genetic relationship among progenies. For the bulk method the analysis was accomplished considering the progenies as not related. The appraised selection criteria were the progenies average and the best linear unbiased prediction (BLUP) considering the relationship, denoted by BLUPA and in the relationship absence, denoted by BLUP. Dominance had little influence on the simulation results for both selection methods. The BLUPA was more efficient than the average in all studied configurations, resulting in the best ranking of the progenies. For the field experiments there was significantly no null genetic variation among the progenies for grain yield and plant stature in both methods of conduction of the segregating populations. It can be inferred that the pedigree selection take account the genetic similarity among progenies (BLUPA) had selections gain greater than the same method ignoring this pedigree information (BLUP). This advantage may compensate the additional effort spent obtaining pedigree records, mainly for traits of low heritability. The pedigree and bulk methods, in the simulated conditions, were equally efficient for obtaining superior genotypes, however when the progenies relationship was considered the pedigree method was slightly superior to bulk method.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3855
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_Incorporação da informação de parentesco no método genealógico pelo enfoque de modelos mistos.pdf849.96 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback