Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3865

Título: Resistência do feijoeiro a Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli
Título Alternativo: Resistance of common bean to Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli
Autor(es): Pereira, Mônica Juliani Zavaglia
Orientador: Ramalho, Magno Antonio Patto
Membro da banca: Pozza, Edson Ampélio
Paula Júnior, Trazilbo José de
Santos, João Bosco dos
Abreu, Ângela de Fátima Barbosa
Área de concentração: Genética e Melhoramento de Plantas
Assunto: Estratégias de seleção
Eficiência de seleção
Reação de linhagens
Controle genético
Patógenos de plantas
Plant breeding
Strategies of selection
Selection efficiency
Lines reaction
Genetic control
Plant pathogens
Data de Defesa: 17-Dez-2007
Data de publicação: 22-Set-2014
Referência: PEREIRA, M. J. Z. Resistência do feijoeiro a Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli. 2007. 103 p. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
Resumo: A murcha-de-fusarium, causada pelo fungo Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli, é uma severa doença vascular do feijoeiro e ocorre em todas as regiões do mundo onde se cultiva o feijão. A obtenção de cultivares resistentes é a principal alternativa de controle da doença. Visando à obtenção de informações que auxiliassem na condução do programa de melhoramento, foram conduzidas três atividades de pesquisa. Na primeira, o objetivo foi obter informações para a melhoria na eficiência dos programas de seleção, visando à resistência do Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli. Para isso, foram avaliadas sete metodologias de inoculação em quatro linhagens de feijão, diferindo na suscetibilidade ao fungo; acompanhou-se o progresso da doença sete, 14, 21 e 28 dias após a inoculação (DAI) para identificar a melhor época de avaliação; a idade das plantas no momento da inoculação foi avaliada, inoculando-se plantas com 7, 8, 9, 10, 12 e 14 dias após a semeadura e, a partir dos dados de um experimento com 15 repetições, envolvendo 20 linhagens, foi simulado o efeito do número de repetições, variando de 5 a 15. Verificou-se que a metodologia de inoculação que melhor discriminou as linhagens foi a imersão de raízes na suspensão de esporos, com ou sem o corte do sistema radicular; a idade ideal das plantas no momento da inoculação é até os 10 dias após a semeadura; a avaliação da reação ao fungo deve ser realizada com, pelo menos, 21 dias após a inoculação e cinco repetições permitem discriminar eficientemente as linhagens de feijão. Na segunda atividade, o objetivo foi classificar as linhagens do banco de germoplasma de feijoeiro da Universidade Federal de Lavras (UFLA), quanto à reação a Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli e, ao mesmo tempo, estimar parâmetros genéticos e fenotípicos que possam auxiliar em futuros programas de melhoramento para esse caráter. Para isso, foram avaliadas 349 linhagens do banco de germoplasma e 18 linhagens do experimento de valor de cultivo e uso (VCU) de 2005/06. As inoculações foram realizadas pelo método de imersão de raízes na suspensão de esporos, com o corte do sistema radicular e concentração de inóculo de 106 conídios/ml e a avaliação realizada aos 21 DAI. Veificou-se que, das linhagens avaliadas, 36,5% foram resistentes ao fungo e que a herdabilidade do caráter é alta, indicando possibilidade de sucesso na seleção. A terceira atividade de pesquisa teve como objetivo complementar as informações a respeito do controle genético da resistência ao fungo. Para isso, foram realizados seis cruzamentos entre linhagens resistentes e suscetíveis e estimados os componentes de média e variância, avaliando-se os genitores, as gerações F1, F2 e F3. As inoculações foram realizadas pelo método de imersão de raízes na suspensão de esporos, com o corte do sistema radicular, concentração de inóculo de 106 conídios/ml e avaliação aos 21 DAI. Verificou-se que no controle genético da resistência a Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli estão envolvidos genes com interação alélica de dominância, embora a presença de efeitos aditivos também seja expressiva; a herdabilidade do caráter é alta, indicando que o mesmo é de fácil seleção, desde que se adotem critérios eficientes de inoculação e avaliação das plantas. Ao que tudo indica, no controle da resistência estão presentes um ou poucos genes, com dominância do(s) alelo(s) que confere(m) resistência.
The Fusarium wilt, caused by the fungus Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli, is a severe vascular disease in the common bean, and occurs in all regions where the common bean is cultivated. The better way of controlling the disease is through the use of resistant cultivars. Three kinds of research were done aiming to get informations for making the breeding program more efficient. In the first research, the aim was to get information to improve the selection efficiency for resistance to Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli. Seven inoculation methodologies were evaluated in four common bean lines, with different levels of susceptibility to the fungus. The disease progress was evaluated at seven, 14, 21 and 28 days after inoculation (DAI), to identify the best time for evaluation; plants age for inoculation was seven, eight, nine, ten, 12 and 14 days after sowing; the ideal number of replications was determined through simulations, of five to 15, from an experiment including 20 lines and 15 replications. The best methodology to discriminate the lines was root immersion in a suspension of spores with or without cutting the roots; the ideal plant age to inoculate is ten days after sowing; disease evaluation must be done at last 21 DAI; and it was also shown that five replications are sufficient to classify efficiently the lines to the Fusarium wilt. In the second research, the aim was to classify the lines from the germoplasm bank of Federal University of Lavras, in relation to disease. Genetic and phenotypic parameters were estimated, to help future breeding programs for this character. Therefore, 349 lines from the germoplasm bank and 18 from the Value of Cultivation and Use (VCU) experiment of 2005/06 were evaluated. The inoculation was by immersion of cut roots, and the symptoms evaluated at 21 DAI. Resistance was observed in 36.5% of the lines, and heritability was high, indicating success with selection. The third kind of research aimed to study the genetic control of resistance. Six crosses between resistant and susceptible lines were done, and variances and average components were estimated, from parents, F1, F2 and F3 generations. Inoculation was by immersion of cut roots, and the symptoms evaluated at 21 DAI. The genetic control of resistance involve genes with dominance, although additive effects are also expressive; heritability is high, showing that selection should be easy, since efficient inoculation and selection methods are used; one or few genes, with dominant allele(s) are responsible for resistance.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3865
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Resistência do feijoeiro a Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli.pdf548,68 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback