Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3868

Título: Análise dos eventos de pré e pós penetração de isolados de Colletotrichum lindemuthianum no feijoeiro
Título Alternativo: Analysis of pre and post penetration events of Colletotrichum lindemuthianum strains on common bean plants
Autor(es): Barcelos, Quélen de Lima
Orientador: Souza, Elaine Aparecida de
Membro da banca: Santos, João Bosco dos
Queiroz, Marisa Vieira de
Pfenning, Ludwig Heinrich
Costa, Maria Cristina Mendes
Área de concentração: Genética e Melhoramento de Plantas
Assunto: Glomerella
Antracnose
Fase sexual
Interação patógeno x hospedeiro
Anthracnose
Sexual phase
Host x pathogen interaction
Data de Defesa: 19-Out-2010
Data de publicação: 22-Set-2014
Referência: BARCELOS, Q. de L. Análise dos eventos de pré e pós penetração de isolados de Colletotrichum lindemuthianum no feijoeiro. 2010. 62 p. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
Resumo: Colletotrichum lindemuthianum (anamórfico) é o agente causador da doença antracnose do feijoeiro (Phaseolus vulgaris), resultando em perdas econômicas no Brasil e no mundo. A fase teleomórfica é de rara ocorrência na natureza. Todavia, colônias anamórficas e teleomórficas têm sido isoladas de lesões de antracnose em plantas de feijoeiro coletadas do campo, no Brasil. Portanto, este estudo teve o objetivo de avaliar o comportamento de isolados teleomórficos nos eventos de pré e pós-penetração durante a infecção em plântulas de feijoeiro. Para isto, foram utilizados oito isolados teleomórficos e cinco anamórficos. Os isolados foram inoculados nas cultivares de feijoeiro Pérola, Michelite (suscetíveis) e G2333 (resistente) e o comportamento destes durante a infecção foi observado por meio da microscopia de luz, de fluorescência e eletrônica de varredura. Foram realizadas análises in vitro e in vivo da porcentagem de germinação de ascósporos e conídios e formação de apressórios. Foram obtidas linhagens transformantes expressando a proteína verde fluorescente que foram utilizadas em inoculações nas cultivares Pérola (suscetível) e G2333 (resistente) na avaliação dos eventos de pós-penetração. Testes de patogenicidade foram realizados a partir de inoculações em hipocótilos das cultivares suscetíveis. Os resultados obtidos mostraram que plantas inoculadas com ascósporos ou conídios dos isolados teleomórficos desenvolvem sintomas brandos ou sem sintomas. Os isolados teleomórficos apresentaram comportamento semelhante ao dos isolados anamórficos na pré-penetração no feijoeiro, porém, com diferenças temporais no desenvolvimento das estruturas. Nos eventos de pós-penetração, os isolados teleomórficos não formaram vesículas de infecção e hifas primárias, exceto na presença de morte celular.
Colletotrichum lindemuthianum (anamorphic) causes anthracnose disease on common bean (Phaseolus vulgaris), resulting in severe economic losses in Brazil and worldwide. The teleomorphic phase is not common to be found in nature. Anamorphic and teleomorphic strains have been isolated from anthracnose lesions on common bean plants in the field in Brazil. The aim of this study was to evaluate the behaviour of teleomorphic strains at the pre and post-penetration events during infection on common bean plants. Eigth teleomorphic and five anamorphic strains were evaluated. The strains were inoculated on common bean cultivars Michelite (susceptible) and G2333 (resistant) and the samples were observed using light microscopy, fluorescence, and scanning electron microscopy. In vitro and in vivo analyses were made in order to estimate the percentage of germinated ascospores or conidia and apressoria formation. Transformed strains expressing the green fluorescent protein gene were obtained and inoculated on cultivars Pérola (susceptible) and G2333 (resistant). Post-penetration events of infection were evaluated. Pathogenicity tests made with hypocotyls of susceptible cultivars showed that plants inoculated with ascospores or conidia from teleomorphic strains developed mild symptoms or no symptoms. Teleomorphic and anamorphic strains behaved similarly during the pre-penetration events of infection in common bean plants. However they showed temporal differences during the development of structures. During the post-penetration events of infection the teleomorphic strains did not form infection vesicles and primary hyphae, except when tissues had been killed with dry ice.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3868
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Análise dos eventos de pré e pós penetração de isolados de Colletotrichum lindemuthianum no feijoeiro.pdf987,73 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback