Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3883

Title: Torta de nabo forrageiro (Raphanus sativus) na alimentação de borregas Santa Inês
Other Titles: Turnip cake (Raphanus sativus) in the feeding of ewe lambs Santa Inês
???metadata.dc.creator???: Carvalho, Vanessa Barbosa de
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Filho, José Cleto da Silva
???metadata.dc.contributor.referee1???: Pérez, Juan Ramón Olalquiaga
Alves, Nadja Gomes
Muniz, Joel Augusto
Júnior, Arnaldo Prata Neiva
???metadata.dc.description.concentration???: Nutrição de ruminantes
Keywords: Biodiesel
Coprodutos
Digestibilidade
Ovinos
Biodiesel
Byproduct
Digestibility
Sheep
???metadata.dc.date.submitted???: 23-Jun-2010
Issue Date: 23-Sep-2014
Citation: CARVALHO, V. B. de. Torta de nabo forrageiro (Raphanus sativus) na alimentação de borregas Santa Inês. 2010. 78 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
???metadata.dc.description.resumo???: A preocupação mundial com o meio ambiente, juntamente com a busca por fontes de energias renováveis, tem feito aumentar a produção do biodiesel, colocando-o, assim, no centro das atenções e interesses. A torta de nabo forrageiro, coproduto gerado do biodiesel, apresenta capacidade de utilização na alimentação de ruminantes devido ao alto teor de proteína e ausência de resíduos de solventes. Este trabalho teve como objetivo avaliar o consumo, o coeficiente de digestibilidade da matéria seca e dos nutrientes e o balanço de nitrogênio de dietas contendo diferentes níveis de inclusões da torta de nabo forrageiro (Raphanus sativus) em substituição ao farelo de soja. Foram utilizadas 15 borregas da raça Santa Inês em um delineamento em blocos ao acaso, com três blocos e dois períodos, totalizando 30 observações e seis repetições por tratamento. Os animais permaneceram em gaiolas metabólicas (14 dias de adaptação e sete dias de coleta por período). Os tratamentos consistiram de 0, 25, 50, 75 e 100% de substituição. A dieta foi composta por feno de coast cross (Cynodon dactylon), milho moído, farelo de soja, torta de nabo forrageiro, ureia, calcário calcítico e mistura mineral. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância utilizando o Software Statistical Analysis System (STATISTICAL ANALYSIS SYSTEM INSTITUTE - SAS INSTITUTE, 1999). Os tratamentos que continham substituições foram comparados com o tratamento controle pelo teste de Dunnett (α=5%), e a avaliação dos níveis de inclusão da torta de nabo forrageiro foi feita por análise de regressão. Encontrou-se comportamento quadrático para o consumo de extrato etéreo (EE) em g/dia, %PV e g/PV0,75 (P=0,016; P=0,016 e P=0,011), respectivamente. Para o consumo de matéria mineral (MM), também foi encontrado efeito quadrático quando expresso em g/dia, %PV e g/PV0,75 (P=0,043; P=0,033 e P=0,039), respectivamente. A digestibilidade da fibra em detergente ácido (FDA) do tratamento controle foi maior quando comparados com os demais tratamentos (P<0,05), e a análise de regressão revelou comportamento linear decrescente conforme aumentou a inclusão da torta de nabo (P=0,002). Já a digestibilidade do EE foi maior para o tratamento com 75% de substituição quando comparado com o tratamento controle (P<0,05), demonstrando comportamento quadrático (P=0,029). A digestibilidade de matéria seca (MS) e de matéria orgânica (MO) apresentou comportamento quadrático (P=0,023 e P=0,020, respectivamente). O balanço de nitrogênio não apresentou diferenças. Assim, pode-se concluir que a torta de nabo forrageiro pode ser utilizada na alimentação de borregas. Contudo, há necessidade de se respeitar o nível de inclusão de 39,5%, estimado através dos valores de NDT, para que não sejam afetados o consumo e a digestibilidade dos nutrientes.
The global concern with the environment, along with the search for renewable energy sources has increased biodiesel production, putting it in the center of attention and interest. The turnip cake, byproduct generated of biodiesel chain, has potential to be used in ruminant nutrition due to the high protein content and absence of solvent residue. The aim of this study was to evaluate the intake and digestibility of dry matter and nutrients as well as the nitrogen balance of diets containing different levels of inclusion of turnip cake (Raphanus sativus) replacing soybean meal. Fifteen Santa Ines ewe lambs were used in a randomized block design, with three blocks and two periods, totaling 30 observations with 6 replicates per treatment. Animals were kept in metabolic cages (14 days for adaptation and 7 days for collection period). The treatments were 0, 25, 50, 75 and 100% of replacement. The diet was composed of coast cross hay (Cynodon dactylon), ground corn, soybean meal, turnip cake, urea, limestone and mineral mixture. The data were subjected to ANOVA using the Software Statistical Analysis System (STATISTICAL ANALYSIS SYSTEM INSTITUTE - SAS INSTITUTE, 1999). Substitution treatments were compared with the control by Dunnett test (α=5%), and evaluation of levels of inclusion of the turnip cake was made by regression analysis. It was observed a quadratic behavior for the ether extract (EE) intake in g / day, % BW and g/BW 0, 75 (P=0.016, P=0.016 and P=0.011, respectively). For the intake of mineral matter (MM) it was also detected quadratic effect when expressed in g/day, % BW and g/BW0,75 (P=0.043, P=0.033 and P=0.039, respectively). The digestibility coefficient of acid detergent fiber (ADF) of the control treatment was higher when compared with other treatments (P<0.05), and the regression analysis showed linear behavior decreasing when the inclusion of turnip cake increased (P=0.002). The digestibility of EE was greater for treatment with 75% of substitution when compared with the control (P<0.05), showing a quadratic behavior (P=0.029). Digestibility of dry matter (DM) and digestibility of organic matter (OM) also showed a quadratic behavior (P=0.023 and P=0.020, respectively). Nitrogen balance was not different. Thus, it was concluded that the turnip cake can be used in nutrition of ewe lambs, but, it is necessary to comply with the inclusion level of 39.5%, estimated by the TDN values, to not affect intake and nutrient digestibility.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3883
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Torta de nabo forrageiro (Raphanus sativus) na alimentação de borregas Santa Inês.pdf450.27 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback