Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3892

Título: Componentes da variância fenotípica em feijoeiro utilizando o método genealógico
Título Alternativo: Phenotypic variance components in beans by the pedigree method
Autor(es): Moreto, Alexsander Luís
Orientador: Ramalho, Magno Antonio Patto
Membro da banca: Souza, Elaine Aparecida de
Bueno Filho, Júlio Sílvio de Sousa
Área de concentração: Genética e Melhoramento de Plantas
Assunto: Componentes da variância
Melhoramento genético
Método genealógico
Feijoeiro comum
Variance components
Genetics improvements
Pedigree method
Common beans
Data de Defesa: 15-Dez-2005
Data de publicação: 23-Set-2014
Referência: MORETO, A. L. Componentes da variância fenotípica em feijoeiro utilizando o método genealógico. 2005. 75 p. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
Resumo: No presente trabalho foi utilizado o método genealógico de condução de população segregante visando a obtenção dos componentes da variância fenotípica dos caracteres produtividade de grãos e notas de porte na cultura do feijoeiro. Para isso foi utilizada uma população segregante proveniente do cruzamento entre a cultivar BRS Talismã, de hábito de crescimento III e grãos tipo carioca, e a cultivar BRS Valente , de hábito de crescimento II e grãos pretos. Por ocasião da colheita da geração F2 foram amostradas aleatoriamente 64 plantas, as quais originaram as progênies F2:3. De cada progênie F2:3 foram tomadas duas plantas individualmente, que deram origem a 128 progênies F3:4. O mesmo procedimento foi adotado na geração F4:5, obtendo-se 256 progênies, que foram avaliadas na safra ´das águas´- 2004/2005, no delineamento látice simples 16 x 16. Para produtividade de grãos os dados foram obtidos no total das parcelas e a variância dentro foi estimada tomando uma amostra aleatória de 10% das parcelas, avaliando-se as plantas individualmente. No caso do porte foi utilizada uma escala de notas variando de 1 a 5, em que 1 corresponde à planta ereta e 5, à planta prostrada. No experimento, as sementes de cada progênie foram colhidas em bulk, originando as progênies F4:6, que foram novamente avaliadas de modo idêntico ao anterior, na safra ´das secas´-2005. A partir das esperanças dos quadrados médios das análises individuais foram estimados os componentes da variância genética e ambiental pelo método dos quadrados mínimos ponderados interativos. Foram também estimados o ganho esperado com a seleção e as herdabilidades no sentido amplo e realizada para ambos os caracteres. Constatou-se que na produção de grãos por planta, a variância ambiental dentro da parcela foi o principal componente da variância fenotípica entre progênies, evidenciando a necessidade de haver maior controle experimental, visando a melhoria da eficiência do programa de melhoramento. A variância genética aditiva foi predominante para a produção de grãos e a variância de dominância para o porte. O emprego do método genealógico na estimativa dos componentes da variância fenotípica tem como restrição a amostragem deficiente das plantas para compor as gerações subseqüentes. O porte das plantas é prejudicados pela seleção efetuada apenas considerando a produtividade de grãos.
In the present work the pedigree method was used to estimate the phenotypic variance components for grain yield and plant habit. A segregating population from the cross between BRS Talismã, (growing habit III, carioca grain type) and BRS Valente (growing habit II and black grain) was used. Sixty-four plants were randomly sampled from the F2 to generate F2:3 progenies. From each F2:3 progeny two plants were taken individually to originate 128 F3:4 progenies. The same procedure was adopted to generate 256 F4:5 progenies which were assessed in the rainy season of 2004/2005, in a 16 x 16 simple lattice design. For grain yield the data were obtained as total yield of the plot and the within variance was estimated taking a random sample of 10% of the plot, evaluating the plants individually. In the case of plant habit a scale varying from 1 to 5, (1 = upright plant and 5 = prostrate plant) was used. The seeds from each progeny were harvested in bulk originating the F4:6 progenies, which were evaluated in the same way as the F4:5 progenies, during the dry season of 2005. From the expected mean square of the individual analysis, it was estimated the components of the environmental and genetic variance using the weighted interactive least square method. Genetic gains from selection and broad sense and realized heritabilities for both characters were also estimated. For grain yield per plant, the environmental variance within plots was the main component of the phenotypic variance among progenies. It was stated the need for a better experimental control aiming to improve the efficiency of the breeding program. The additive variance predominated for grain yield and the dominance variance for plant habit. The use of the pedigree method for estimating the components of phenotypic variance is limited by deficient sampling of plants for composing the next generations. The plant habit was prejudiced when the selection considered just grain yield.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3892
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Componentes da variância fenotípica em feijoeiro utilizando o método genealógico.pdf484,68 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback