Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3970

Título: Fracionamento e degradabilidade ruminal de proteínas e carboidratos de forrageiras de gênero Cynodon
Título Alternativo: Fractionating and ruminal degradability of proteins and carbohydrates of forage plants of the genus Cynodon
Autor(es): Reis, Sidnei Tavares
Orientador: Rocha, Gudesteu Porto
Membro da banca: Freitas, Rilke Tadeu Fonseca de
Rezende, Adauton Vilela de
Evangelista, Antônio Ricardo
Barcelos, Adauto Ferreira
Área de concentração: Forragicultura e Pastagem
Assunto: Cynodon - Nitrogênio
Cynodon - Carboidratos
Cynodon - Proteínas
Cynodon - Digestibilidade
Data de Defesa: 12-Jun-2005
Data de publicação: 24-Set-2014
Referência: REIS, S. T. dos. Fracionamento e degradabilidade ruminal de proteínas e carboidratos de forrageiras do gênero Cynodon. 2005. 70 p. Tese (Doutorado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2005.
Resumo: O trabalho foi realizado no Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras com o objetivo de avaliar o fracionamento protéico, de carboidratos e a cinética da degradação ruminal de forrageiras do gênero Cynodon (Coastcross, Tifton 85 e Tifton 68). O experimento foi realizado durante dois anos consecutivos, em duas estações das águas, sendo que no primeiro ano o início foi em 12/11/2002 e no segundo ano, em 30/10/2003. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com 3 tratamentos e cinco blocos, sendo cada tratamento repetido 4 vezes dentro do bloco. Foram determinados os teores de matéria seca (MS), proteína bruta (PB), estrato etéreo (EE), matéria mineral (MM), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), nitrogênio insolúvel em detergente neutro (NIDN), nitrogênio insolúvel em detergente ácido (NIDA), celulose, hemicelulose e lignina. As forrageiras apresentaram de forma semelhante, frações de proteína de alta solubilidade (A) e de degradação lenta (B3). A fração de proteína de rápida degradação (B1) do Tifton 85 foi maior em relação ao Tifton 68 e do Coastcross, respectivamente. O Coastcross e o Tifton 68 apresentaram as maiores frações de proteína de degradação intermediária (B2), o que pode representar um bom aporte protéico para a degradação ruminal e para o intestino delgado. Baixas frações indisponíveis (C) foram verificadas para as forrageiras estudadas; porém, vale ressaltar que o Tifton 68 foi o que apresentou a menor fração. O Coastcross apresentou a maior fração de carboidratos não fibrosos (A + B1) em relação as demais forrageiras (Tifton 85 e Tifton 68), indicando, então, maior eficiência em fornecer energia prontamente disponível. A Fração fibra disponível (B2) foi semelhante entre as três forrageiras. A menor fração de fibra indisponível (C) foi verificada para o Coastcross, seguido pelo Tifton 85 e pelo Tifton 68, respectivamente. O comportamento da cinética da degradação ruminal reforça a boa solubilidade encontrada para as proteínas com valores de DE satisfatórios para as três forrageiras, com altas taxas de fração solúvel e potencialmente degradada no rúmen, apresentando também altas proporções de fibra potencialmente degradada no rúmen, justificando os resultados encontrados para o fracionamento dos carboidratos. Considerando os resultados obtidos para o fracionamento protéico e de carboidratos e o estudo da cinética da degradação ruminal, a forrageira que apresentou as melhores características garantindo um melhor sincronismo da fermentação entre os carboidratos e proteína no rúmen, levando a uma melhor adequação energética ruminal, conseqüentemente, promovendo um melhor crescimento microbiano foi o Coastcross. Como segunda e terceira opção, sugere-se o Tifton 85 e o Tifton 68, respectivamente.
The work was conduced in the Animal Science Department of the Federal University of Lavras, with the objective of evaluating the fractionating of protein and carbohydrates and the kinetics of the ruminal degradation of forage grasses of the genus Cynodon (Coastcross, Tifton 85 and Tifton 68). The experiment was conduced for two consecutive years, in two rainy seasons, in the first year, the beginning being on the November 12th of 2002 and in the second year on the October 30th of 2003. The experimental design was in randomized blocks with 3 treatments and five blocks, each treatment being replicated four time within the block. The contents of dry matter (DM), crude protein (CP), ether extract (EE), mineral matter (MM), neutral detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF), neutral detergent insoluble nitrogen (NDIN), acid detergent insoluble nitrogen (NIDA), cellulose, hemicellulose and lignin were determined. The forage plants presented, in a similar manner, fractions of protein of high solubility (A) and slow degradation (B3). The fraction of rapid degradation protein (B1) of Tifton 85 was larger in relation to Tifton 68 and Coastcross, respectively. Both Coastcross and Tifton 68 presented the largest fractions of intermediary degradation (B2), which may represent a high protein amount for ruminal degradation and for the small intestine. Low unavailable fractions (C) were verified for the studied forage plants, but, it is worthwhile to stressing that Tifton 68 was the one which presented the lowest fraction. Coastcross presented the largest fraction of non-fibrous carbohydrates (A + B1) relative to the other forages plants (Tifton 85 and Tifton 68), indicating, then, its increased efficiency in supplying readily available energy. The Fraction available fiber (B2) was similar among the three forages. The smallest fraction of unavailable fiber (C) was found for Coastcross, followed by Tifton 85 and Tifton 68, respectively. The behavior of the kinetics of degradation ruminal reinforces the high solubility found for the proteins with values of DE satisfactory for the three forages, with high rates of soluble fraction and potentially degraded in the rumen, also presenting potentially high proportions of fiber potentially degraded in the rumen, accounting for the results found for carbohydrate fractionating. Considering the results obtained for the fractions protein and carbohydrate and the study of the kinetics of ruminal degradation, the forage plant that presented the best characteristics, warranting an improved synchronism of fermentation between carbohydrates and proteins in the rumen, leading to a better ruminal energy adequacy, consequently, promoting a better microbial growth was Coastcross. As second and third options, Tifton 85 and Tifton 68 are suggested, respectively.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3970
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Fracionamento e degradabilidade ruminal de proteínas e carboidratos de forrageiras de gênero Cynodon.pdf380,9 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback