Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/39895
metadata.artigo.dc.title: Estrutura do limbo e teor de óleo essencial em Piper aduncum L. sob a influência de malhas fotoseletivas
metadata.artigo.dc.creator: Arantes, Sara Dousseau
Chaves, Izabel de Souza
Pinto, José Eduardo Brasil Pereira
Alvarenga, Amauri Alves de
Castro, Evaristo Mauro de
Alves, Eduardo
Cerri Neto, Basílio
Lavanhole, Daniele Freisleben
Silva, Fernanda Rodrigues Nunes e
Ferreira, Thayanne Rangel
Arantes, Lúcio de Oliveira
Oliveira, Vinicius de Souza
Schmildt, Edilson Romais
metadata.artigo.dc.subject: Pimenta de macaco
Plantas medicinais
Anatomia foliar
Piper aduncum L - Óleos essenciais
Monkey Pepper
Medicinal plants
Leaf anatomy
Piper aduncum L - Essential oils
metadata.artigo.dc.publisher: International Journal of Development Research
metadata.artigo.dc.date.issued: Oct-2019
metadata.artigo.dc.identifier.citation: ARANTES, S. D. et al. Estrutura do limbo e teor de óleo essencial em Piper aduncum L. sob a influência de malhas fotoseletivas. International Journal of Development Research, [S. l.], v. 9, n. 10, p. 30197-30202, Oct. 2019.
metadata.artigo.dc.description.resumo: Piper aduncum L., conhecido como pimenta-de-macaco, é um arbusto produtor de óleo essencial, com uso promissor tanto na agricultura como na medicina, devido à sua ação inseticida e fungicida. Embora haja interesse comercial pela espécie, são escassos os estudos sobre o seu ambiente de cultivo. Dentre as tecnologias utilizadas para se obter características agronômicas desejáveis, o sombreamento com malhas fotoseletivas tem se destacado como viável no cultivo de diversas espécies. Sendo assim, objetivou-se avaliar a influencia do sombreamento com malhas fotoseletivas sobre o desenvolvimento inicial e a estrutura foliar de Piper aduncum L. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, utilizando-se mudas desenvolvidas por cinco meses em tubos de PVC (15 x 30 cm), contendo substrato à base de terra de subsolo, esterco bovino e areia (2:1:1) e mantidas em condições de viveiro, com malhas fotoseletivas de 50% de sombreamento nas cores preta, vermelha e azul. A estrutura do limbo foliar foi descrita a partir de secções transversais e paradérmicas da região mediana de folhas completamente expandidas localizadas entre o segundo e o terceiro interno, analisadas por técnicas de microscopia de luz e eletrônica de varredura. Das secções transversais foram obtidas as espessuras dos tecidos (epiderme da superfície adaxial, camada subcelular superior, parênquima paliçádico, parênquima de transição, parênquima esponjoso, camada subcelular inferior e epiderme da superfície abaxial) e total do limbo. Das secções paradérmicas foram obtidos o número de tricomas glandulares e tectores por mm2, de ambas as superfícies do limbo em microscopia eletrônica de varredura e número e diâmetro dos estômatos em microscopia de luz. Os dados obtidos foram submetidos à analise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. A estrutura do limbo foi influenciada pelas malhas coloridas. O desenvolvimento sob a malha azul proporcionou maiores espessuras da hipoderme adaxial e abaxial, do parênquima esponjoso e do limbo total, enquanto sob a malha vermelha a espessura de todos os tecidos do limbo foram menores, exceto do parênquima de transição e da epiderme abaxial, que não diferiram entre as condições de sombreamento. O número de estômatos foi superior na malha azul e vermelha e inferior na preta. Ao contrário do que foi observado para o número, os diâmetros polar e equatorial dos estômatos foram superiores na malha preta e inferior na azul e vermelha. Na superfície adaxial, o número de tricomas glandulares foram superiores na malha preta, seguida pela azul e pela vermelha. Na abaxial foi semelhante, exceto pela malha vermelha, que não diferiu das demais condições. Na superfície adaxial, os tricomastectores foram superiores na malha preta, seguido pela azul e vermelha, que não diferiram entre si. Na abaxial não foi observada diferenças entre as malhas coloridas. O teor dos óleos essenciais extraídos separadamente das folhas e ramificações, não diferiram entre as malhas de sombreamento.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/39895
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons