Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4003

Title: Análise agronômica e econômica de sistemas de produção de milho
Other Titles: Agronomic and economical analysis of different systems of maize crops
???metadata.dc.creator???: Canedo Rivera, Antonio Ariel
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Von Pinho, Renzo Garcia
???metadata.dc.contributor.referee1???: Ramalho, Magno Antonio Patto
Von Pinho, Édila Vilela de Resende
???metadata.dc.description.concentration???: Fitotecnia
Keywords: Investimento
Produtividade
Cultivares
Adubação
Densidade
Investment
Produtivity
Cultivars
Fertilization
Density
???metadata.dc.date.submitted???: 6-Mar-2006
Issue Date: 25-Sep-2014
Citation: CANEDO RIVERA, A. A. Análise agronômica e econômica de sistemas de produção de milho. 2006. 75 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
???metadata.dc.description.resumo???: Este trabalho foi realizado no ano agrícola 2004/2005, na Universidade Federal de Lavras, MG, visando avaliar o desempenho agronômico e econômico do cultivo do milho, considerando cultivares em dois níveis de investimento, três níveis de adubação e duas densidades de semeadura. Foram instalados dois experimentos, um deles com densidade de 55.000 plantas ha-1 e outro com 65.000 plantas ha-1. Os três níveis de adubação foram: (1) 300 kg ha-1 de 8-28-16 no plantio, mais 200 kg ha-1 30-00-20, em cobertura; (2) 400 kg ha-1 de 8-28-16 no plantio, mais 300 kg ha-1 de 30-00-20, em cobertura e (3) 500 kg ha-1 de 8-28-16 no plantio, mais 300 kg ha-1 de 30-00-20 e 150 kg ha-1 de uréia, em cobertura. Cinco cultivares foram destinadas ao cultivo em baixo investimento e quatro destinadas ao cultivo em alto investimento. Foi utilizado o delineamento de blocos ao acaso, com três repetições, em esquema fatorial 9 (cultivares) x 3 (níveis de adubação). Os dados obtidos na avaliação agronômica foram submetidos à análise de variância conjunta envolvendo os dois experimentos com diferentes densidades de semeadura. Os resultados permitiram concluir que a maior adubação (nível três) proporciona aumento significativo na produtividade de grãos e na altura das plantas. O aumento da densidade de plantio de 55.000 pl ha-1 para 65.000 pl ha-1 não influencia a produtividade de grãos, mas interfere na altura de plantas e de espigas e na prolificidade. O híbrido simples P30F33 foi o mais produtivo, independentemente do nível de adubação e da densidade de plantio. As cultivares destinadas ao alto investimento apresentam maior prolificidade, maior altura de planta e maior produtividade de grãos do que as cultivares destinadas ao baixo investimento. A utilização de cultivares de maior potencial de produção e maiores doses de adubo proporciona aumento significativo na produtividade de grãos. A avaliação econômica foi feita a partir de indicadores econômicos, que foram analisados utilizando-se o sistema de custo operacional total. Para determinar as estimativas operacionais da atividade foram valorizados, para cada fator (cultivar, densidade e adubação), os indicadores de custo operacional, receita bruta, margem operacional e índice de rentabilidade. Foi constatado que as maiores produtividades de grãos (179 sacas ha-1 e 176 sacas ha-1) é obtida com a utilização de cultivares destinadas ao alto investimento, na maior dose de adubação (nível 3) e em ambas as densidades. O custo operacional para ambas as densidades de plantio é maior quando é aplicada a maior dose de adubo, utilizando cultivares destinados ao alto investimento e na densidade de 65.000 pl ha-1. O maior índice de rentabilidade é de 61,5%, obtido com cultivares destinados ao alto investimento, quando receberam a menor dose de adubação (nível 1). A estimativa obtida do índice de rentabilidade evidencia que a maior eficiência técnica nem sempre significa maior rentabilidade para o produtor e que deve-se buscar otimizar a eficiência econômica da atividade.
This work was carried out during the agricultural year of 2004/2005, at the Federal University of Lavras, MG, with the intention of evaluating the agronomic and economical behavior in the maize crop considering cultivars for two investment levels utilizing three fertilizing levels and two planting densities. Two trials were carried out with one of them with a density of 55.000 plants/ha and the other with 65.000 plants ha-1; the three fertilizing levels were: (1) 300 kg ha-1 of 8-28-16 on the sowing date, with an additional 200 kg ha-1 of 30-00-20, for covering; (2) 400 kg ha-1 of 8-28-16 on the sowing date, with an additional 300 kg ha-1 of 30-00-20, for covering; (3) 500 kg ha-1 of 8-28-16 on the sowing date, with an additional 300 kg ha-1 of 30-00-20 and 150 kg of N, for covering. Five maize crops were used to low input and four to high input. The experimental design used was the randomized complete block with three repetitions utilizing the factorial 9 scheme (cultivars) x 3 (fertilizing levels). The data obtained through the agronomic evaluation was submitted to a variance analysis involving the two experiments with different seeding densities. The results lead to conclude that with highest fertilization (level three), the maize crops showed expressive increase in the productivity of grains and plant height. The increase of plant density from 55.000 plants ha-1 to 65.000 plants ha-1 did not influence the productivity of grains, but interfered with the plant height, plant ear and prolificacy. The single crosses P30F33, GNZ 2004 and AG 8021 showed the highest productivity of grains, independent of the fertilizing level and of plant density. The maize crops of high investment showed higher prolificacy, higher plant height and higher productivity of grains in relationship to the crops of low investment. Using crops of high productive potential and higher levels of fertilizing provides a significant increase in productivity of grains. The economical evaluation was made beginning from economical indicators that were analyzed using the system of total operational cost. From the collected data in the field and in order to determine the operational estimates from each activity, the activity from each factor (crops, plant density and fertilization) including, operational cost, gross income, operational margin and profitability index. The results showed that the highest grains productivities was of 179 bags ha-1 and 176 bags ha-1 when crops of high investment were utilized in the both plant densities and with fertilizing of level 3. The operational cost for both plant densities was higher when the highest fertilization was applied and when using high investment crops, and with plant density of 65.000 plants ha-1; it was observed that the best economical result was obtained with high investment crops, with level 1 fertilization with an index of profitability of 61,5%. The obtained estimate from index of profitability showed that the largest technical efficiency did not usually mean best economical result for the farmer and they should optimize an economical efficiency of activity.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4003
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Análise agronômica e econômica de sistemas de produção de milho.pdf423.77 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback