Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4012

Título: Ganho de peso e características morfogênicas das forrageiras em pastagens de capim-cameroon e capim-branquiarão sob diferentes taxas de lotação
Título Alternativo: Weight gain and morphogenic characteristics of forage plants on Cameroon grass and braquiarão grass pastures under different stocking rates
Autor(es): Santos, Claúdia de Paula Rezende
Orientador: Pinto, José Cardoso
Membro da banca: Andrade, Ivo Francisco de
Muniz, Joel Augusto
Pereira, José Marques
Evangelista, Antônio Ricardo
Área de concentração: Forragicultura e pastagens
Assunto: Brachiaria brizantha
Morfogênese
Pastejo
Pennisetum purpureum
Perfilhamento
Brachiaria brizantha
Morphogenesis
Pasture
Pennisetum purpureum
Tillers
Data de Defesa: 9-Abr-2003
Data de publicação: 25-Set-2014
Referência: SANTOS, C. de P. R. Ganho de peso e características morfogênicas das forrageiras em pastagens de capim-cameroon e capim-branquiarão sob diferentes taxas de lotação. 2003. 174 p. Tese (Doutorado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2003.
Resumo: O objetivo deste estudo foi o de avaliar, em pastagens formadas de P. purpureum cv. Cameroon e B. brizantha cv. Marandu submetidas a quatro taxas de lotação, a dinâmica populacional de perfilhos e o fluxo de tecidos, visando maior disponibilidade de forragem e rendimento animal. Dois experimentos foram conduzidos na Estação Experimental de Zootecnia do Extremo Sul, da CEPLAC, localizada no município de Itabela - BA, com uma precipitação anual de 1311 mm e temperatura média de 250C, sem estação seca definida. O solo é um Ultisol, cujas características químicas médias a 20 cm de profundidade apresentaram os seguintes valores: pH em H2O = 6,2; Al = 0,1 cmolc/dm3; Ca = 2,6 cmolc/dm3; Mg = 0,4 cmolc/dm3; K = 0,2 cmolc/dm3; P disponível = 2,9 mg/dm3. A área experimental compreendia 52 piquetes de P. purpureum e 52 piquetes de B. brizantha, com área unitária de 720 m2, totalizando 74.880 m2. A calagem e fertilização de estabelecimento foram efetuadas na base de 1000 kg/ha de calcário dolomítico e 80 kg/ha de P2O5 e a adubação de manutenção, na base de 160 kg/ha de N, 60 kg/ha de P2O5 e 120 kg/ha de K2O. Cada gramínea foi submetida a quatro taxas de lotação, em um sistema de pastejo rotacionado com 3 dias de ocupação e 36 dias de descanso, resultando em um ciclo de pastejo de 39 dias. Foi conduzido um experimento no período de maior precipitação (Experimento 1) e outro no de menor precipitação (Experimento 2). No Experimento 1, as taxas de lotação foram 3, 4, 5 e 6 novilhos/ha, e no Experimento 2, as taxas foram 2, 3, 4 e 5 novilhos/ha. No Experimento 1, a taxa de lotação de 5 novilhos/ha foi que possibilitou a melhor combinação entre os ganhos de peso por animal e por área, com ganhos médios diários de 0,560 kg/animal/dia e 2,995 kg/ha/dia em P. purpureum e de 0,505 kg/animal/dia e 2,797 kg/ha/dia para a B. brizantha cv. Marandu. Já no Experimento 2, a lotação de 4 novilhos/ha foi a que possibilitou maior rendimento animal, com ganhos médios de 0,670 kg/animal/dia e 2,86 kg/ha/dia em P. purpureum e 0,503 kg/animal/dia e 2,10 kg/ha/dia, em B. brizantha. Em P. purpureum, os números de perfilhos basais variaram de 59,02 a 57,75 e 64,64 a 81,36 perfilhos/m2, para as taxas de lotação de 5 a 6 e 4 a 5 novilhos/ha, nos Experimentos 1 e 2, respectivamente. Na B. brizantha, os números de perfilhos basais foram maiores, ficando entre 434,75 a 547,08 e 447,56 a 467,42 perfilhos/m2, para os Experimentos 1 e 2, respectivamente. Com relação aos perfilhos aéreos, no Experimento 1, o P. purpureum proporcionou 350,83 e 278,05 perfilhos/m2 para as taxas de lotação de 5 e 6 novilhos/ha, respectivamente. No segundo experimento, a taxa de lotação de 4 novilhos/ha proporcionou 470,20 perfilhos aéreos/m2 . As taxas de aparecimento (TApF) e de alongamento de folhas (TAlF) não diferiram quanto às taxas de lotação, tampouco diferiram nos dois experimentos, ficando as TApF em 0,10 e 0,13 folhas/dia e a TAlF entre 0,82 e 1,36 cm/folha/dia.Os números médios de folhas vivas/perfilho foram de 8,04 e 9,51, para o Experimento 1 e 2, respectivamente.
The scope of this work was to evaluate on pastures formed of P. purpureum cv. Cameroon and B. brizantha cv. Marandu submitted to four stocking rates, the population dynamics of tillers and tissue turnover, aiming at increased availability of forage and animal yield. Two experiments were conducted at the Experiment Station of Animal Science of the Extreme South of CEPLAC, situated in the town of Itabela - BA, with an annual rainfall of 1,311 mm and average temperature of 25ºC without a definite dry season. The soil is an Ultisol whose average chemical characteristics at 20 cm deep presented the following values: pH in H2O= 6.2; Al = 0.1 cmolc/dm3; Ca=2.6 cmolc/ dm3, Mg=0.4 cmolc/dm3; K= 0.2 cmolc/dm3; available P = 2.9mg/dm3. The experimental area comprehended 52 paddocks of P. purpureum and 52 paddocks of B. brizantha, with an unit area of 720 m2, amounting to 74,880 m2. Liming and establishment fertilization were performed at the basis of 1,000 kg/ha of dolomitic limestone and 80 kg/ha of P2O5 and maintenance fertilization at the basis of 160 kg/ha of N, 60 kg/ha of P205 and 120 kg/ha of K20. Each grass was submitted to four stocking rates in a rotated grazing system with three days´ occupation and 36 days´ rest, resulting into a grazing cycle of 39 days. An experiment was undertaken over the period of most intense rainfall (Experiment 1) and another over the period of poorest rainfall (Experiment 2). In Experiment 1, the stocking rates were 3, 4, 5 and 6 steers/ha and in Experiment 2 the rates were 2, 3, 4 and 5 steers/ha. In Experiment 1, the stocking rate of 5 steers/ha was the one which enabled the best combination between weight gains per animal and per area with daily average of 0.560 kg/animal and 2.995 kg/ha on P. purpureum and of 0.505 kg/animal and 2.797 kg/ha for B. brizantha cv. Marandu. However, in Experiment 2, the stocking of 4 steers/ha was the one which allowed the highest animal yield with mean daily gains of 0.670 kg/animal and 2.86 kg/ha on P. purpureum and 0.503 kg/animal and 2.10 kg/ha on B. brizantha. On P. purpureum, the numbers of basal tillers ranged from 59.02 to 57.75 and 64.64 to 81.36 tillers/m2 for the stocking rates of 5 to 6, and 4 to 5 steers/ha, in Experiment 1 and 2, respectively. On B. brizantha, the numbers of basal tillers were greater, lying between 437.75 to 547.08 and 447.56 to 467.42 tillers/m2 for Experiments 1 and 2, respectively. As regards aerial tillers, P. purpureum afforded 350.83 and 278.05 tillers/m2 for the stocking rates of 5 to 6 steers/ha in Experiment 1, respectively. In the second experiment, the stocking rate of 4 steers/ha afforded 470.20 aerial tillers/m2. The rate of leaf appearance (TApF) and lengthening (TAIF) did not differ as to stocking rates, neither differed in the two experiments, the TApF lying at 0.10 and 0.13 leaves/day and the TAIF between 0.82 and 1.36 cm/leaf/day. The average numbers of live leaves/tiller were of 8.04 and 9.51 for Experiment 1 and 2, respectively.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4012
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Ganho de peso e características morfogênicas das forrageiras em pastagens de capim-cameroon e capim-branquiarão sob diferentes taxas de lotação.pdf570,33 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback