Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/40143
metadata.artigo.dc.title: Metodologias para quantificação do fator de empilhamento em vegetação de caatinga/cerrado
metadata.artigo.dc.title.alternative: Methodologies for obtaining solid to stacked wood conversion factor for caatinga/cerrado
metadata.artigo.dc.creator: Silva, Lucas de Souza
Oliveira, Huga Géssica Bento de
Sousa, Mylla Vyctória Coutinho
Nazareno, Lailla Sabrina Queiroz
Ribeiro, Andressa
Ferraz Filho, Antônio Carlos
metadata.artigo.dc.subject: Pilhas de madeira - Volume sólido
Pilhas de madeira - Volume empilhado
metadata.artigo.dc.publisher: Universidade Federal de Campina Grande
metadata.artigo.dc.date.issued: 2019
metadata.artigo.dc.identifier.citation: SILVA, L. de S. et al. Metodologias para quantificação do fator de empilhamento em vegetação de caatinga/cerrado. Agropecuária Científica no Semiárido, [S.l.], v. 15, n. 3, p. 238-242, 2019.
metadata.artigo.dc.description.resumo: Objetivou-se testar metodologias alternativas para caracterizar o volume sólido das pilhas de madeira bem como descrever o fator de empilhamento (Fe) para uma vegetação transicional de caatinga/cerrado. O estudo foi realizado em uma área experimental Fazenda Aracajú, Cristino Castro, Piauí. Os dados foram coletados em 11 pilhas de madeiras dispostas nas bordas de uma área com 30 por 90 metros. O Fe foi calculado pela razão entre o volume empilhado pelo volume sólido. Para testar a redução da amostragem, utilizou-se 7 tratamentos, sendo: T1: face A e B e um diâmetro (horizontal); T2: face A e B e um diâmetro (vertical); T3: face A e diâmetros cruzados; T4: face B e diâmetros cruzados; T5: face A e um diâmetro; T6: face B e um diâmetro. As análises foram feitas em planilha eletrônica e o teste t pareado (95% de probabilidade de acerto) foi adotado para comparação dos tratamentos. O volume sólido médio foi de 1,57 m 3 e o volume empilhado médio foi de 4,03 mst. O Fe foi de 2,55. O tratamento T6 obteve bom resultado, demonstrando a possibilidade da redução de amostragem medindo apenas uma face e um diâmetro nas pilhas.
metadata.artigo.dc.description.abstract: Alternative methodologies were used to characterize the solid volume of wood piles as well as to describe the conversion factor from solid to stacked wood (Fe) for a transitional caatinga/cerrado vegetation. The study was carried out in an experimental area of Fazenda Aracajú, Cristino Castro, Piauí. The data were collected in 11 stacks of wood arranged on the edges of an area with 30 by 90 meters. The Fe was calculated by the reasoning of Stacked Volume by Solid Volume. To test the reduction of the sample, 7 treatments: T1: face A and B of the wood pile and one diameter (horizontal); T2: face A and B and one diameter (vertical); T3: face A and cross-diameters; T4: face B and cross diameters; T5: face A and one diameter; T6: face B and one diameter. The analyzes were done in a spreadsheet using the paired t-test (95% probability of success) was adopted to compare the treatments. The mean solid volume was 1.57 m3 and the mean stacked volume was 4.03 mst. The Fe from solid to stacked wood was 2.55. Treatment T6 obtained good results, demonstrating the possibility of reducing sampling by measuring only one face and one diameter.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://revistas.ufcg.edu.br/acsa/index.php/ACSA/article/view/1189/0
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/40143
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DCF - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.