Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4018

Título: Superação de dormência de diásporos de cajazeira (Spondias mombin L.)
Título Alternativo: Hog plum tree (Spondias mombin L.) endocarps dormancy eakage
Autor(es): Silva, Leandro Monteiro da
Orientador: Guimarães, Renato Mendes
Membro da banca: Oliveira, João Almir
Carvalho, Maria Laene Moreira de
Medeiros Filho, Sebastião
Área de concentração: Fitotecnia
Assunto: Semi-árido
Adaptação
Visualização
Semi-arid
Adaptation
Visualization
Data de Defesa: 17-Dez-2003
Data de publicação: 25-Set-2014
Referência: SILVA, Leandro Monteiro da. Superação de dormência de diásporos de cajazeira (Spondias mombin L.). 2003. 66 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2003.
Resumo: Por sua excelente adaptação às condições agroecológicas do Nordeste brasileiro, especialmente no ecossistema semi-árido e seu elevado potencial sócioeconômico,segundos permite a visualização nítida das estruturas internas do diásporo. O pré-aquecimento dos diásporos por 5 dias, seguido da embebição em água corrente por 14 dias e da estratificação a 30ºC por 7 dias, permite maior velocidade de emergência das plântulas. A escarificação física do diásporo na região proximal ao embrião e a estratificação a quente na temperatura de 30ºC por 7 dias resultam em maior eficiência na superação de dormência de sementes de cajá. Não foi possível determinar com precisão quais as causas da dormência das sementes de cajazeira. a cajazeira desponta como uma das frutíferas mais promissoras para o cultivo em escala comercial. Para tanto faz-se necessária a sua domesticação, a qual é bastante dificultada devido a problemas de propagação, visto que suas sementes apresentam uma dormência acentuada de causa(s) ainda desconhecida(s) e cujos métodos de superação são bastante questionados. Esta pesquisa teve como objetivo estudar alguns aspectos morfofisiológicos da germinação, identificar as causas da dormência e desenvolver métodos capazes de superá-la, mediante a condução de três experimentos no Laboratório de Análise de Sementes da UFLA. As características morfofisiológicas foram analisadas por meio dos testes: contagem do número de lóculos e sementes por diásporo, grau de umidade, curva de embebição, tetrazólio e raios X. No primeiro experimento foram avaliados os efeitos da escarificação física do diásporo, da escarificação química com H2SO4, da imersão em solução de GA3 e da estratificação a frio, sendo conduzido em delineamento em blocos completos casualizados com quatro repetições de 25 diásporos. O segundo experimento teve como tratamentos o pré-aquecimento, a embebição em água corrente e a estratificação a quente dos diásporos em diferentes combinações dispostas em delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2x2x2+1. O terceiro experimento foi instalado baseando-se nos melhores tratamentos dos dois experimentos anteriores, em delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2x2x2, cujos fatores foram: escarificação física do diásporo, estratificação a quente (30ºC) e imersão em solução de GA3 (1000 mg.L-1) combinados de acordo com a presença ou ausência de cada fator. As variáveis avaliadas foram porcentagem de emergência de plântulas, índice de velocidade de emergência e tempo médio de emergência. O diásporo da cajazeira não é impermeável à água. A concentração de solução do sal de tetrazólio a 0,5% durante 24 horas a 30ºC permite avaliar a viabilidade das sementes. A intensidade de radiação de 60 Kvp no tempo de exposição aos raios X de trinta.
The hog plum tree appear as one most promising fruit tree for the cultivation in commercial scale, due to its excellent adaptation to the agro-ecological conditions of the Brazilian Northeaste, especially, under semi-arid ecosystem and its high socioeconomic potential. Therefore, it is necessary its domestication, which is quite hindered due to propagation problems, because its seeds present an accentuated dormancy of reason(s) still unknown(s) and whose breaking methods are quite questioned. This research had as objective to study morph physiologic aspects of the germination, to identify the dormancy reason(s) and to develop capable methods of overcoming it, by conducing three experiments at the Seeds Analysis Laboratory - UFLA. The morph physiologic characteristics were analyzed through the tests: count of the loci number and seeds for endocarp, humidity degree, curves of soak, tetrazolium and X ray. In the first experiment were appraised the effects of endocarp physical scarification, chemical scarification with H2SO4, GA3 solution immersion and cold stratification, being carried out in a completely randomized design blocks with four replicates of 25 seeds. The second experiment had as treatments, preheating, soaking in running water and hot stratification of endocarps in different combinations disposed in completely randomized design in factorial scheme 2x2x2+1. The third experiment was installed based on the two previous experiments best results, in completely randomized design in factorial scheme 2x2x2, whose factors were: endocarp physical scarification, hot stratification (30ºC) and GA3 solution immersion (1000 mg.L-1) combined according to treatment presence or absence. The evaluations were done by germination test, germination speed index and medium time of germination. The hog plum tree endocarp is permeable to water. Tetrazolium solution concentration at 0,5% for 24h at 30°C allows evaluate seed viability. The X ray radiation intensity at 60 Kvp applied to seeds for 30 seconds, allows bright visualization of internal endocarp structures. Pre-heating for five days, followed absorption in running water for 14 days and hot stratification at 30ºC for 7 days, allowed a higher germination speed of the hog plum seeds; the endocarp physical scarification atthe area close to the embryonic axis and hot stratification at 30ºC for seven days resulted in the best efficiency on the dormancy breakage of hog plum seeds. It was not possible to determine precisely what are the hog plum seed dormancy.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4018
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Superação de dormência de diásporos de cajazeira (Spondias mombin L.).pdf1,56 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback