Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4081

Título: Influência de fontes de nitrogênio na dieta de cabras saanen, sobre o desempenho, concentrações de glicose e uréia no sangue e composição do leite
Título Alternativo: Influence of nitrogen sources in the diet of goats saanen, on the performance, glucose concentrations and urea in the blood and composition of milk
Autor(es): Silva, Maria das Graças Carvalho Moura e
Orientador: Souza, José Camisão de
Membro da banca: Abreu, Luiz Ronaldo de
Castilhos, Lílian Rangel de
Sousa, Raimundo Vicente de
Teixeira, Lúcia de Fátima Andrade Correia
Área de concentração: Produção Animal
Assunto: Farelo de soja
Uréia
Glicose
Cabra
Leite - Composição química
Urea
Goats
Composition phisical-chemical of milk
Data de Defesa: 16-Mar-2007
Data de publicação: 29-Set-2014
Referência: SILVA, M. das G. C. M. e. Influência de fontes de nitrogênio na dieta de cabras Saanen, sobre o desempenho, concentrações de glicose e uréia plasmáticas e no sangue e composição do leite. 2007. 104 p. Tese (Doutorado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
Resumo: The effects of the partial substitution of soybean meal by non protein nitrogen or NPN (urea and two concentrations of amireia®) in the diet of lactating Saanen goats, on glucose and urea plasmatic concentrations, during the first 63 days post-partum, were evaluated. After 15 days post-partum, twelve goats entered the experiment, with an adaptation period of 9 days, followed by 12 days during which the treatment diets were offered. Samples for all analyses were collected on the last three days of the treatments. Animals were allocated to treatments or diets and post-partum (pp) periods according to a change over partial design on a 4 x 4 factorial scheme, with three replicates per treatment and four pp periods: period 1 (P1) - 16 to 27 days pp; period 2 (P2) - 28 to 39 days pp; period 3 (P3) - 40 to 51 days pp and period 4 (P4) - 52 to 63 days pp. The four diets were: SBM - Soybean meal; UR - urea at 1.5% of concentrate; Am1 - amiréia 150S® at 2.7% of concentrate; Am2 - amiréia 150S® at 8.0% of concentrate. The isoenergetic and isoproteic diets were formulated according to NRC recommendations. Roughage to concentrate ratio in the total diet was 30:70. Crude dry matter intake (DMI) or based on metabolic (MW) and live weight (LW), crude protein intake (CPI), neutral detergent fiber (NDFI), acid detergent fiber (ADFI), milk production, 3,5% fat corrected milk (FCM), milk protein, lactose, milk non protein nitrogen (NPN), total solids, milk density, milk pH, milk protein to fat ratio, plasma urea and glucose and of live weight and condition score data were analyzed by the PROC MIXED procedure of SAS®. Means were compared through orthogonal contrasts. There were no differences (P > 0,05) between treatments on DMI (2.00; 2.12; 2.22; 1.98 kg/animal/day), DMI based on MW (106.67; 110.37; 114.22; 105.07 g/kg BW 0.75) or based on LW (3.66; 3.90; 4.16; 3.97 %); NDFI and AFDI expressed either as DM (0.688; 0.688; 0.725; 0.640 kg/day), MW (35.54; 35.82; 37.31; 33.87 g/kg BW 0.75) or LW (12.91; 12.66; 13.60; 12.82 %) basis; CPI expressed either as LW (3.56; 3.69; 3.83; 3.43 kg/day), MW (18.63; 19.19; 19.70; 18.24 (g/kg BW 0.75), LW% (6.59; 6.78; 7.11; 6.87) and LW (52.40; 51.36; 52.37; 50.52 kg) basis and condition score (2.77; 2.68; 2.75; 2.71) for SBM; UR; Am1 and Am2, respectively. Comparing P1 with all other periods there were differences (P<0.05) between on DMI (1.74 vs 2.13; 2.26; 2.19 kg/animal/day), DMI based on MW (93.85 vs 113.64; 117.15; 111.69 g/kg BW 0.75); NDFI expressed as DM (0.597 vs 0.694; 0.736; 0.714 kg/animal/day), and ADFI (0.376; 0.367; 0.387; 0.327); CPI expressed either as LW (3.08; 3.69; 3.92; 3.80 kg/day/MS), MW (16.27; 19.72; 20.40; 19.36 g/kg BW 0.75) and for nitrogen intake, on a kg of DM (22.11; 25.66; 28.06; 26.90 kg/day), or on a MW basis (1.16; 1.38; 1.47; 1.37 g/kg BW 0,75). Mean FCM, milk protein to fat ratio and most milk constituents did not differ (P<0.05) between diets. However, milk density, pH, NPN, total solids, fat and milk protein to fat ratio did not differ (P<0.05) between postpartum period. Glucose plasmatic concentration was not affected by diet (P<0.05). However, there was an effect (P<0.05) of the substitution of SBM by NPN (UR and Am1 and Am2) on plasmatic urea. NPN addition in the ration increased urea plasma urea compared to SBM, however it did not differ between the NPN treatments. From these results, it is concluded that all protein sources studied were efficient in substituting SBM in lactating dairy goats and the option to use these byproducts will depend on the cost.
Avaliaram-se os efeitos da substituição parcial do farelo de soja por NNP (uréia e amiréia em dois níveis) na alimentação de cabras da raça Saanen, sobre os teores de glicose e uréia plasmática no pós-parto, nos primeiros 63 dias da lactação. As cabras entraram no experimento aos quinze dias após parição, com período de adaptação de 9 dias, e submetidas às dietas totais por 12 dias, sendo as coletas realizadas nos 3 últimos dias. Os animais foram distribuídos de acordo com o desenho change over parcial, em esquema fatorial 4 x 4, com três repetições por tratamento ou dieta e quatro períodos pós-parto (pp): período 1 (P1) - 16 a 27 dias pp; período 2 (P2) - 28 a 39 dias pp; período 3 (P3) - 40 a 51 dias pp e período 4 (P4) - 52 a 63 dias pp. As quatro dietas foram: FS - farelo de soja; UR - uréia (1,5% do concentrado); Am1 - amiréia 150S (2,7% de amiréia 150S do concentrado); Am2 - amiréia 150S (8,0% de amiréia 150S do concentrado). As dietas isoenergéticas e isoprotéicas foram formuladas segundo o NRC. Para a dieta total o volumoso (feno de coast-cross) foi misturado ao concentrado na proporção de 30:70 (base seca). As médias dos consumos de MS, PB, FDN, FDA, das produções de leite, corrigidas para 3,5% de gordura, de proteína, de lactose, de NNP, de sólidos totais, da densidade, da acidez, do pH, da relação proteína: gordura, da uréia e glicose plasmáticas e o de peso vivo e escore corporal foram analisadas pelo PROC MIXED do SAS e as médias comparadas por contrastes ortogonais. Não houve diferença (P > 0,05) entre os tratamentos para consumo de MS (2,00; 2,12; 2,22; 1,98 kg/animal/dia), por PM (106,67; 110,37; 114,22; 105,07 g/kg PV 0,75), e por PV (3,66; 3,90; 4,16; 3,97 %); consumo de CFDN e CFDA expressos tanto com base na MS (0,688; 0,688; 0,725; 0,640 kg/dia), como PM (35,54; 35,82; 37,31; 33.87 g/kg PV 0,75) e PV (12,91; 12,66; 13,60; 12,82 %); consumo de PB expressos tanto com base na MS (3,56; 3,69; 3,83; 3,43 kg/dia) como PM (18,63; 19,19; 19,70; 18,24 (g/kg PV 0,75) e % PV (6,59; 6,78; 7,11; 6,87) e para peso vivo (52,40; 51,36; 52,37; 50,52 kg) e escore corporal (2,77; 2,68; 2,75; 2,71), para os tratamentos FS; FS+UR; FS+Am1 e FS+Am2, respectivamente. Na comparação entre todos os períodos com o Período I, foram observadas diferenças (P<0,05) no consumo de matéria seca (em g), (1,74 vs 2,13; 2,26; 2,19 kg/animal/dia), com base no peso metabólico (93,85 vs 113,64; 117,15; 111,69 g/kg PV 0,75); consumo de FDN em kg de MS (0,597 vs 0,694; 0,736; 0,714) e FDA (0,376; 0,367; 0,387; 0,327), consumo de PB (3,08; 3,69; 3,92; 3,80 kg/dia/MS), e com base no peso metabólico (16,27; 19,72; 20,40; 19,36 g/kg PV 0,75) e para o consumo de nitrogênio, em quilos de MS (22,11; 25,66; 28,06; 26,90 kg/dia), e com base no peso metabólico (1,16; 1,38; 1,47; 1,37 g/kg PV 0,75). A produção de leite corrigida a 3,5% de gordura, a relação prot /gord e a maioria dos constituintes do leite não diferiram (P<0,05) entre as dietas estudadas. No entanto, a densidade, pH, NNP, sólidos totais, gordura e relação prot /gord, diferiu entre os quatro períodos pós-parto. A concentração plasmática de glicose não foi afetada pelos tratamentos (P>0,05). Entretanto, houve efeito (P<0,05) da substituição de FS pelo NNP (UR e amiréia nos dois níveis) na ração, sobre a uréia plasmática. Em média, o fornecimento de fontes de NNP na ração, proporcionou maior concentração plasmática de uréia quando comparado ao farelo de soja, não havendo diferença entre as fontes de NNP estudadas. Pelos resultados obtidos, pode-se concluir que todas as fontes protéicas estudadas foram eficientes em substituir parte do farelo de soja em dietas para cabras leiteiras pós-parto, e a opção pelo uso desses subprodutos, dependerá, então, dos seus custos.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4081
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Influência de fontes de nitrogênio na dieta de cabras saanen, sobre o desempenho, concentrações de glicose e uréia no sangue e composição do leite.pdf313,03 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback