Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4202
Título: Eficiência de produção, características de carcaça e qualidade da carne de animais zebuínos confinados
Título(s) alternativo(s): Production efficiency, carcass characteristic and meat quality of zebu cattle finished in feedlot
Autor : Ribeiro, Julimar do Sacramento
Primeiro orientador: Gonçalves, Tarcísio de Moraes
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Ladeira, Márcio Machado
Primeiro membro da banca: Barcelos, Adauto Ferreira
Gonçalves, Clenderson Corradi de Mattos
Ramos, Eduardo Mendes
Área de concentração: Produção e Nutrição de Ruminantes
Palavras-chave: Bovino de corte - Confinamento (Animais)
Consumo alimentar
Homeopatia
Consumo alimentar residual
Beef cattle
Homeopathic products
Residual feed intake
Data da publicação: 30-Set-2014
Referência: RIBEIRO, J. do S. Eficiência de produção, características de carcaça e qualidade da carne de animais zebuínos confinados. 2010. 101 p. Tese (Doutorado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
Resumo: Objetivou-se avaliar o consumo alimentar residual (CAR) e sua relação com desempenho, característica de carcaça e qualidade de carne de animais zebuínos confinados; estudar a reatividade animal (RA) e correlacioná-la com desempenho e qualidade de carne de zebuínos e avaliar ganho médio diário (GMD), consumo de matéria (CMS), características de carcaça e RA em animais recebendo produtos homeopáticos. Utilizaram-se 20 novilhos Nelore e 20 Tabapuã alimentados em baias coletivas. A duração do experimento foi de 112 dias. As pesagens foram realizadas ao final de cada período de 14 dias, após jejum alimentar e hídrico de 16 horas. Os animais receberam ração ad libitum, com relação volumoso:concentrado de 40:60. O CAR foi mensurado nos últimos 70 dias experimentais. O CMS foi estimado por meio dos indicadores LIPE® e matéria seca indigestível. A RA foi mensurada pelo método da reatividade animal em ambiente de contenção móvel (RM) e pelo método visual (RV). Nos 60 dias finais, foram fornecidos produtos homeopáticos (Fator Estresse® e Fator Pró Final®, ambos da Arenales Flora e Fauna®) para 10 animais Nelore e 10 Tabapuã. Por ultrassonografia mensuraram-se a área de olho de lombo (AOL) e a espessura de gordura subcutânea (EG) e na garupa (P8). Avaliaram-se as características de carcaça (peso, rendimento, perda de peso por resfriamento e equivalente desossa). As características de qualidade de carne avaliadas foram: cor, força de cisalhamento e pH 24 horas post mortem. Animais CAR negativo (CARn) tiveram menor peso final (P<0,01), entretanto, o GMD não foi diferente entre CAR positivo (CARp) e CARn, mostrando que o CARn não afeta o desempenho animal. Animais CARn apresentaram menor CMS em kg/dia (P<0,01) e menor CMS por quilo de peso metabólico, o que explica a melhor eficiência desses animais. As características AOL, EGS e P8 e os parâmetros de qualidade de carne não variaram entre os grupos de CAR. Não se observou correlação entre RA e CMS. As correlações entre GMD, pH24, FC e Cor com a reatividade foram de -0,31, 0,40; 0,47 e -0,34, para RM e de -0,33, 0,74; 0,71 e -0,51, para RV, respectivamente. Valores indesejáveis de pH24, FC e Cor foram encontrados quando a RM foi maior que 780, 590 e 540, respectivamente. O uso de produtos homeopáticos propiciou aumento no GMD, melhor eficiência alimentar (EA) e conversão alimentar (CA) e influenciou positivamente (P<0,05) o peso final e o peso de carcaça. O resultado do tratamento homeopático variou de acordo com o período de fornecimento, tendo, nos 28 dias finais, animais tratados apresentado maior GMD e melhor EA (P<0,05). Não foi observada diferença na RA com o uso da homeopatia. Confinar animais com menores valores de CAR possibilita maior eficiência de produção sem promover alterações no desempenho, características de carcaça e qualidade de carne. Animais com valor de reatividade acima de 590 tendem a apresentar menor ganho médio diário e qualidade de carne inferior. Esta característica poderá ser utilizada para a seleção de animais com melhor desempenho e qualidade de carne. Produtos homeopáticos melhoram a eficiência de produção, devendo ser utilizados nos 28 dias finais do confinamento.
To study the residual feed intake (RFI) and their relationship with performance, carcass characteristic and meat quality in zebu cattle finished in feedlot; the animal reactivity (AR) and your correlation with performance and meat quality; average daily gain, dry matter intake, carcass characteristics and animal reactivity in zebu cattle receiving homeopathic products, three trials were carried out. It was used 40 steer, 20 Nelore and 20 Tabapuã, confined in collective stalls. The duration of the experiment was of 112 days. The weighed were accomplished at the end of each period, after fasting of 16 hours. The animals received ration ad libitum, with relationship forage:concentrate of 40:60. The dry matter intake (DMI) it was estimated through the indicators LIPE® and indigestible dry matter. The AR was measured in agreement with the methodology of the animal reactivity in the mobile pen contention (RM) and evaluated visually (VE). The RFI was measured in the last 70 experimental days. In the last 60 days, homeopathic products they were supplied (Factor Estresse® and the Factor Pró Final® both of Arenales Flora and Fauna®) for 10 animals Nelore and 10 Tabapuã. The information of rib eye area (REA), subcutaneous fat thickness (SFT) and rump fat thickness (P8) were determined through ultrassonography. The carcass characteristics evaluated were (weight, performance, weight loss for cold, equivalent it bones).The analyses of meat quality were: color, shear force, and pH 24 hours post mortem. Animals RFIn had smaller final weight (P <0,01). However, average daily gain (ADG) was not different between RFIn and RFIp. Animals RFIn presented smaller DMI in kg/day (P <0,01) and also smaller DMI for kilogram of metabolic weight, this explains the more efficiency of those animals. No differences among the groups of RFI for the variables REA, SFT and P8, and for the parameters of meat quality were obtained. There was not correlation between AR and DMI. Correlations between ADG, pH24, SF and Color with the reactivity were of -0,31, 0,40; 0,47 and -0,34 for RM and of -0,33, 0,74; 0,71 and -0,51 for VE, respectively. Undesirable values of pH24, SF and Color were found when RM was larger than 780, 590 and 540 respectively. The homeopathic product influenced positively the ADG, the final weight and the carcass weight, feed efficiency (AE) and feed conversion (AC). For the use of homeopathic products there was interaction between treatment and supply period, and in the 28 final days, treated animals presented better acting and alimentary efficiency (P <0,05). Treated animals presented larger ADG (P <0,05), accompanied of better alimentary efficiency. The confinement of animal with smaller values of RFI, makes possible a production system more efficient, without change in the performance, carcass characteristics and meat quality in zebu cattle. Animal´s with more temperament presents smaller diary weight gain and lower meat quality. The bovine reactivity can be used in programs of animal improvement with objective of improving the performance and meat quality of zebu cattle finished in feedlot. The use of the homeopathy improves the production efficiency. It is indicated that the homeopathic product is used in the 28 final days of the confinement.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4202
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_Eficiência de produção, características de carcaça e qualidade da carne de animais zebuínos confinados.pdf583,14 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.