Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/42295
metadata.artigo.dc.title: Dinâmica da água em áreas de recarga de nascentes em dois ambientes na Região Alto Rio Grande, Minas Gerais
metadata.artigo.dc.title.alternative: Water dynamics in springs recharge areas in two environments in the alto Rio Grande Region, Minas Gerais
metadata.artigo.dc.creator: Oliveira, Alisson Souza de
Silva, Antônio Marciano da
Mello, Carlos Rogério de
metadata.artigo.dc.subject: Área de recarga de nascentes
Recarga do lençol superficial
Escoamento de base
Springs recharge area
Recharge surface groundwater
Base flow
metadata.artigo.dc.publisher: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES
metadata.artigo.dc.date.issued: 2020
metadata.artigo.dc.identifier.citation: OLIVEIRA, A. S.; SILVA, A. M. da; MELLO, C. R. de. Dinâmica da água em áreas de recarga de nascentes em dois ambientes na Região Alto Rio Grande, Minas Gerais. Engenharia Sanitaria e Ambiental, Rio de Janeiro, v. 25, n. 1, p. 59-67, jan./fev. 2020.
metadata.artigo.dc.description.resumo: Apesar da importância da água na Terra, pouco se conhece sobre sua dinâmica no solo e, consequentemente, poucas são as informações sobre sua preservação em quantidade e qualidade. Diante disso, objetivou-se, neste trabalho, gerar informações que dessem subsídio ao entendimento da dinâmica da água no solo em áreas de recarga de nascentes. Para tanto, realizou-se o monitoramento da vazão e da precipitação nas áreas de recarga de duas pertencentes, verificando a relação existente entre os atributos físico-hídricos do solo intimamente relacionados à recarga subterrânea, além das características pedológicas, do uso do solo, da cobertura vegetal e da declividade. Os resultados mostraram que a sinalização de que os Cambissolos apresentam maior capacidade de infiltração e, consequentemente, recarga, em relação aos Latossolos, não se confirmou neste trabalho. Mesmo havendo uma grande discrepância nas classes de relevo entre as áreas de recarga das nascentes, esse efeito não foi suficiente para reduzir o processo de recarga. As condições de uso do solo não foram substancialmente diferentes a ponto de influenciar o processo de infiltração. O grande diferencial entre as áreas de recarga das nascentes em relação à capacidade de gerar deflúvio base se explica pelos atributos físico-hídricos e pelo índice pluviométrico, que, neste caso, resultaram em uma associação mais efetiva na área da nascente L1. A elevada capacidade de retenção de água no Latossolo, reflexo da maior microporosidade associada a sua maior profundidade, é uma característica desfavorável para o processo de recarga quando comparado ao Cambissolo, que tem horizonte B incipiente e menores profundidades.
metadata.artigo.dc.description.abstract: Despite the importance of water on earth, little is known about its dynamics in the soil, and consequently, there is little information about its preservation in quantity and quality. Therefore, the objective of this research was to generate information to support the understanding of water dynamics in soil springs in recharge areas. Thus, we carried out monitoring flow and precipitation in the areas of two belonging clearance, verifying the relationship between the physical and water attributes of the soil closely related to groundwater recharge, in addition to soil characteristics, land use, cover vegetation and slope. The results showed that the signaling that Cambisoils have higher infiltration capacity and consequently clearance in relation to Latosols was not confirmed in this study. Even though there is a large discrepancy in relief classes between the recharge areas of springs, this effect was not sufficient to reduce the recharge process. Land use conditions were not substantially different as to influencing the infiltration process. The big difference between the recharge areas of the springs on the ability to generate runoff base is explained by physical-water attributes and rainfall, which in this case resulted in a more effective association in the area of ​​spring L1. The higher water retention capacity of the Oxisol, reflecting the higher microporosity associated with its greater depth, is an unfavorable feature for the recharge process, when compared to Inceptisol, which has an incipient B horizon and lower depths.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/42295
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DEG - Artigos publicados em periódicos
DRS - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons