Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4251

Title: Efeito de bioestimulante, pyraclostrobina, inibidor da nitrificação e parcelamento de nitrogênio em arroz de terras altas
Other Titles: Effect of bioestimulant, pyraclostrobin, nitrification inhibitor and nitrogen spliting on upland rice
???metadata.dc.creator???: Costa Júnior, Geovani Tadeu
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Soares, Antônio Alves
???metadata.dc.contributor.referee1???: Reis, Moizés de Souza
Rodrigues, João Roberto de Mello
???metadata.dc.description.concentration???: Produção Vegetal
Keywords: Plantio direto
Nitrogênio
Oryza sativa
No-tillage
Nitogen
???metadata.dc.date.submitted???: 31-Jul-2009
Issue Date: 1-Oct-2014
Citation: COSTA JUNIOR, G. T. Efeito de bioestimulante, pyraclostrobina, inibidor da nitrificação e parcelamento de nitrogênio em arroz de terras altas. 2009. 66 p. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
???metadata.dc.description.resumo???: Uma das hipóteses para o insucesso do arroz de terras altas no sistema plantio direto está relacionada à nutrição nitrogenada. Provavelmente, o principal fator limitante ao bom desempenho do arroz de terras altas está relacionado à sua incapacidade de utilizar o nitrogênio na forma de nitrato na fase inicial de seu desenvolvimento, a qual seria a forma predominante em sistemas de plantio direto. O trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o efeito de diferentes formas de parcelamento de N associadas a bioestimulante, ao efeito fisiológico da Pyraclostrobina e ao inibidor da nitrificação sobre o desenvolvimento da cultura de arroz de terras altas, no sistema plantio direto. O experimento foi instalado no campo experimental do Departamento de Agricultura da Universidade Federal de Lavras (UFLA) e constituiu-se de 20 tratamentos. Em todos eles foram utilizados 90 kg/ha de nitrogênio aplicados da seguinte forma: 90 kg/ha no plantio; 60 kg/ha no plantio e 30 kg/ha em cobertura, aos 30 dias após semeadura (DAS); 45 kg/ha no plantio e 45 kg/ha em cobertura, aos 30 DAS; 30 kg/ha no plantio e 60 kg/ha em cobertura, aos 30 DAS; 30 kg/ha no plantio, 30 kg/ha, aos 30 dias DAS e 30 kg/ha, aos 50 DAS, combinados ou não com bioestimulante, pyraclostrobina e inibidor de nitrificação. O experimento foi implantado sob o sistema plantio direto, em delineamento experimental de blocos ao acaso com quatro repetições. Cada parcela foi constituída de cinco linhas de 5 m, com espaçamento de 40 cm entre linhas e densidade de semeadura de 80 sementes viáveis por metro, utilizando-se a cultivar BRSMG Caravera. As características avaliadas foram produtividade de grãos, altura de planta e n° de panículas/m2. Nas condições deste trabalho, o bioestimulante, a pyraclostrobina e o inibidor de nitrificação não influenciam a produtividade de grãos, a altura de plantas e o número de panículas por m² no arroz de terras altas. O parcelamento do nitrogênio afeta positivamente a produtividade de grãos, a altura de planta e o número de panículas por m² em arroz de terras altas. O parcelamento do N em três aplicações (semeadura e duas coberturas) é o que mais contribui para a elevação da produtividade de grãos, no cultivo de arroz de terras altas em sistema plantio direto.
One hypothesis for the insuccess of upland rice in the no-tillage system is related to nitrogen nutrition. Probably, the main factor limiting the performance of upland rice is related to its inability to use nitrogen as nitrate in the initial phase of its development, which is the predominant form in no-tillage systems. The objective was to evaluate the effect of different forms of split N, associated to bioestimulant, to physiological effect of pyraclostrobin and to nitrogen fertilizer with nitrification inhibitor on the development of rice culture in uplands, under no-tillage system. The experiment was installed in the experimental field of Department of Agriculture, Federal University of Lavras (UFLA) and consisted of 20 treatments, which were used in all 90 kg/ha of nitrogen applied as follows: 90 kg/ha in planting; 60 kg/ha at planting and 30 kg/ha in coverage, 30 days after sowing (DAS); 45 kg/ha at planting and 45 kg/ha in coverage, at 30 DAS; 30 kg/ha at planting and 60 kg/ha in coverage, at 30 DAS; 30 kg/ha at planting, 30 kg/ha at 30 days and 30 kg/ha at 50 DAS, combinated or not with bioestimulante, pyraclostrobin and inhibitor of nitrification. The experiment was carried under no-tillage system, using experimental delineations of randomized blocks with four repetitions. Each plot was constituted of five rows of 5 m, spaced 40 cm between rows and seeding density of 80 viable seeds per meter, using BRSMG Caravera cultivar. The characteristics evaluated were grain yield, plant height and number of panicles/m². In the conditions of this experiment, the bioestimulant, the pyraclostrobin and the nitrification inhibitor did not influence the grain productivity, the plant´s height and the number of panicles per m² on upland rice. The nitrogen splitting positively affect the grain productivity, the plant´s height and the number of panicles per m² on upland rice. The nitrogen splitting in three applications (sowing and two coverages) was the one that most contributed to elevate grain productivity, on upland rice under no-tillage system.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4251
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Efeito de bioestimulante, pyraclostrobina, inibidor da nitrificação e parcelamento de nitrogênio em arroz de terras altas.pdf319.41 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback