Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4255

Título: Ingestão de proteína para cordeiros da raça Santa Inês: digestibilidade e desempenho
Título Alternativo: Protein intake on Santa Inês Lambs: Digestibility and Live Weight Gain
Autor(es): Siqueira, Guilherme Benko de
Orientador: Pérez, Juan Ramón Olalquiaga
Coorientador(es): Paiva, Paulo César de Aguiar
Muniz, Joel Augusto
Membro da banca: Ladeira, Márcio Machado
Garcia, Íraides Ferreira Furusho
Área de concentração: Produção Animal
Assunto: Ovino - Ganho de peso
Ovino - Alimentação e rações
Ovino - Digestibilidade
Balanço de nitrogênio
Proteínas na nutrição animal
Nitrogen balance
Sheep
Live weight gain
Data de Defesa: 9-Fev-2009
Data de publicação: 1-Out-2014
Referência: SIQUEIRA, G. B. de. Ingestão de proteína para cordeiros da raça Santa Inês: digestibilidade e desempenho. 2009. 95 p. Tese (Doutorado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: Foram conduzidos dois experimentos para avaliar se o atendimento ou não da demanda de proteína degradável no rúmen (PDR), em condições de atendimento ou superávit de proteína metabolizável (PM), afetam a ingestão de matéria seca, a digestibilidade dos nutrientes e o desempenho de ovinos alimentados com gramínea tropical (Cynodon) em estágios diferentes de maturação, de acordo com as recomendações do sistema AFRC. Nos ensaios de digestibilidade e balanço nitrogenado, o delineamento foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x2x2, sendo dois Planos Nutricionais (PN- A = atendendo PDR e PN- B = restringindo PDR), gramínea tropical (Cynodon) com alto FDA e baixo FDA e sexo (machos: 32,4 kg ± 1,67 e fêmeas: 34,1kg ± 3,6). Para o ensaio de desempenho foram utilizados 24 cordeiros (12 machos e 12 fêmeas) com peso médio inicial de 23,9 kg ± 4,86 para machos e 24,5 kg ± 3,75 para fêmeas, seguindo um delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x2x2 semelhante ao ensaio de digestibilidade. Os tratamentos promoveram diferenças (P<0,05) na ingestão de matéria seca em ambos os ensaios, em favor dos fatores: plano nutricional que atendia a exigência de PDR, machos e gramínea tropical baixo FDA. Entretanto, não foram observadas diferenças (P>0,05) para ganho de peso e conversão alimentar entre os planos nutricionais (PN- A: 232,41 g/dia e PN- B: 201,25 g/dia). Os ganhos de peso e conversão alimentar entre machos e fêmeas foram de 239 e 194 g/dia; 4,34 e 5,14 kg MS/kg ganho para machos e fêmeas, respectivamente. A digestibilidade da matéria seca e da fração fibrosa das dietas foram influenciadas pelo atendimento da PDR. Não foram observadas diferenças (P>0,05) quanto ao N retido/N absorvido entre os Planos Nutricionais. Porém, houve redução da excreção nitrogenada urinária quando a PDR não foi atendida, sendo observada interação entre Plano nutricional e Volumoso para as variáveis N retido/N ingerido e N retido/N absorvido evidenciando o efeito que a digestibilidade da fração fibrosa dietética teve sobre o balanço nitrogenado. A restrição da proteína degradável no rúmen (PDR) em dietas de cordeiros e cordeiras em crescimento não alterou o ganho de peso e diminuiu a excreção nitrogenada urinária.
Two experiments were conducted to evaluate whether the meeting or not of the demand of rumen degradable protein (RDP) in association with meeting or surplus conditions of metabolizable protein (MP) affected the dry matter intake, digestibility of nutrients and performance in sheep fed tropical Grass in different stages of maturation (Cynodon - hight e low ADF) according to the recommendations of the AFRC system. In the digestibility and nitrogen balance trial, one group of twelve Santa Inês sheep lambs were utilized in to times, the experimental design was randomized in factorial design 2x2x2, with two Nutritional Plans (PN- A: meeting RDP and PN-B: not meeting RDP), two tropical grass (hay of Cynodon) with high and low ADF and sex (males: 32,4 kg ± 1,67 e females: 34,1kg ± 3,6). For the performance trial, 24 lambs of Santa Inês breed, with an average initial weight of 23,9 kg ± 4,86 (male) and 24,5 kg ± 3,75 (female) in a completely randomized design were utilized in the same factorial design. The treatments promoted differences (P<0,05) as regards dry matter intakes in both experiments in favor from the factors: meeting RDP, males lambs and Cynodon with low ADF. However, no differences were observed (P>0,05) on weight gain and feed conversion in the two nutritional plans (PN- A: 232,41 g/day e PN- B: 201,25 g/day).The weight gain and feed conversion was 239 e 194 g/day; 4,34 e 5,14 kg DM/kg weight gain for males and females, respectively. The digestibility of dry matter and fibrous fractions were affected by the distinct balance conditions between the nutritional plans of RDP. But there weren´t observed differences (P>0,05) in nitrogen retention when expressed like N retained/N absorbed between the both nutritional plans. There was a significant reduction in urinary nitrogen excretion when RDP was restricted in the diet, However, could be observed interactions (roughage vs. nutritional plane) on N retained/ N absorbed showing the effect of fiber dietary digestibility. The restriction of rumen degradable protein (RDP) in sheep growing lambs, did not changes the weight gains and depress the nitrogen urinary excretion.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4255
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Ingestão de proteína para cordeiros da raça Santa Inês digestibilidade e desempenho.pdf539,92 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback