Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4339

Title: Distribuição e caracterização de isolados de Colletotrichum lindemuthianum no Brasil
Other Titles: Distribution and characterization of isolates of Colletotrichum lindemuthianum in Brazil
???metadata.dc.creator???: Silva, Kaesel Jackson Damasceno e
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Souza, Elaine Aparecida de
???metadata.dc.contributor.referee1???: Santos, João Bosco dos
Bearzoti, Eduardo
???metadata.dc.description.concentration???: Genética e Melhoramento de Plantas
Keywords: Feijão
Doença fungica
Antracnose
Variabilidade genética
Variabilidade patogênica
Marcadores RAPD
Cultivares
Common bean
Fungi disease
Antracnoses
Genetics variability
Pathogenic variability
RAPD markers
Cultivars
???metadata.dc.date.submitted???: 25-Jun-2004
Issue Date: 6-Oct-2014
Citation: SILVA, K. J. D. e. Distribuição e caracterização de isolados de Colletotrichum lindemuthianum no Brasil. 2004. 86 p. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas )-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2004.
???metadata.dc.description.resumo???: O fungo Colletotrichum lindemuthianum, agente causal da antracnose, é responsável por prejuízos expressivos à cultura do feijoeiro. Seu controle é dificultado pela elevada capacidade de variação patogênica. Este trabalho teve por objetivo estudar a distribuição de isolados do fungo C. lindemuthianum oriundos de diferentes regiões do Brasil e verificar se a maior variabilidade do patógeno é devido a diferenças entre ou dentro de raças, utilizando cultivares diferenciadoras e marcadores RAPD. Para este trabalho, foram selecionados 88 isolados de C. lindemuthianum provenientes das micotecas do Departamento de Biologia da UFLA e do CNPAF/EMBRAPA, os quais foram obtidos de diferentes regiões produtoras de feijão no Brasil, com exceção da raça 2047, obtida da Costa Rica. Inicialmente foi realizada uma caracterização com base na inoculação em cultivares diferenciadoras. Para a análise com os dados de marcadores moleculares foram utilizados 14 primers de RAPD e dois primers de PCR. Os primers amplificaram um total de 64 bandas polimórficas, totalizando, em média, 4,4 bandas polimórficas por primer. As similaridades de Nei e Li foram calculadas e, a partir destas, foram feitas análises de agrupamento e construídos dois dendrogramas. Foi estimado o índice de Shannon para cada estado amostrado. Foi realizada uma análise de variância molecular (AMOVA), admitindo-se dois níveis de hierarquização, estados e raças. As raças 65, 81 e 73 foram as mais freqüentes e de ocorrência na maioria das regiões produtoras de feijão. Foi constatado o aparecimento das raças 337 e 593, até então não relatadas na literatura. A similaridade genética entre os isolados variou de 0,65 a 0,99, com média de 0,85. As análises descritivas revelaram uma tendência de diferenciação das raças por estados de origem. A estimativa do índice de diversidade de Shannon revelou que o estado de Goiás apresenta maior diversidade genética, possivelmente devido à presença da raça 593, enquanto o estado do Rio Grande do Sul apresentou a menor diversidade genética. Não houve correlação entre as distâncias geográficas e as similaridades genéticas obtidas por marcadores RAPD. Igualmente, não houve uma clara relação entre os locos amostrados por marcadores RAPD e a caracterização realizada por inoculação em cultivares diferenciadoras. A AMOVA demonstrou que 92,45% da variação está contida dentro de estados e 7,55% entre estados, demonstrando a existência de um grande intercâmbio de materiais genéticos dentro de estados. Considerando o estudo em nível de raça, constatou-se que a maior parte da variação foi encontrada dentro de raças (80,85%).
Colletotrichum lindemuthianum, the causal agent of anthracnose, is responsible for expressive damages to the common bean crop. The high pathogenic variability is the main problem for effective and long-term control. The aim of this work were to study the distribution of isolates of C. lindemuthianum originating from different regions of Brazil and to verify if the largest variability of the pathogen it is due to differences among or within races, using differential cultivars and RAPD markers. Eighty-eight isolates from common bean from different producing regions in Brazil, except for the race 2047, obtained from Costa Rica. Initially a characterization was carry out based on the inoculation of differential cultivars. Fourteen RAPD primers and two PCR primers were used in the molecular analysis. The primers amplified a total of 64 polymorphic bands, with average of 4.4 polymorphic bands per primer. Pairwise similarities of Nei and Li were calculated and two dendrograms were generated. The Shannon diversity index was estimated for each sampled state. An analysis of molecular variance (AMOVA) was carried out, considering two hierarchization levels, states and races. The races 65, 81 and 73 were the most frequent, occurring in most of the common bean producing regions. The emergence of races 337 and 593 was verified. The genetic similarity among the isolates varied from 0.65 to 0.99, with average of 0.85. The descriptive analyses revealed a tendency of differentiation of races for origin areas. The Shannon diversity index revealed that the state of Goiás presents larger genetic diversity, possibly due to the presence of race 593, whereas the state of Rio Grande do Sul presents the smallest genetic diversity. There was no correlation between the geographical distances and genetic similarities obtained by RAPD markers. No correlation was observed between the RAPD markers and the characterization accomplished by inoculation with differential cultivars. AMOVA demonstrated that 92.45% of the variation was contained within states and 7.55% among states, showing the existence of a great exchange of genetic materials within states. At the race level most of the variation (80.85%) was observed within races.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4339
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Distribuição e caracterização de isolados de Colletotrichum lindemuthianum no Brasil.PDF1.11 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback