Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCA - Departamento de Ciência dos Alimentos >
DCA - Programa de Pós-graduação >
DCA - Ciência dos Alimentos - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4342

Título: Potencial de sucos integrais de uvas produzidas no Vale do São Francisco, Brasil: caracterização físico-química, atividade antioxidante e avaliação sensorial
Autor(es): Natividade, Mariana Mirelle Pereira
Orientador: Lima, Luiz Carlos de Oliveira
Coorientador(es): Pereira, Giuliano Elias
Souza, Scheilla Vitorino Carvalho de
Membro da banca: Corrêa, Angelita Duarte
Carneiro, João de Deus Souza
Labanca, Renata Adriana
Área de concentração: Ciência dos Alimentos
Assunto: Sucos de uva
Validação de método
Composição físico-química
Compostos bioativos
Perfil sensorial
Grape juices
Physic-chemical composition
Functional compounds
Sensory profile
Method validation
Data de Defesa: 21-Fev-2014
Data de publicação: 2014
Agência de Fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Referência: NATIVIDADE, M. M. P. Potencial de sucos integrais de uvas produzidas no Vale do São Francisco, Brasil: caracterização físico-química, atividade antioxidante e avaliação sensorial. 2014. 163 p. Tese (Doutorado em Ciência dos Alimentos) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: O Vale do São Francisco (VSF), a segunda maior região vinícola do Brasil, tem investido na seleção de uvas para elaboração de sucos integrais. O objetivo desse trabalho foi avaliar a composição físico-química, atividade antioxidante, perfil e aceitação sensorial de seis sucos integrais elaborados com uvas Vitis labrusca (Isabel Precoce), Vitis vinifera (Alicante Bouschet, Tempranillo, Syrah) e híbridas (BRS Cora e BRS Violeta) cultivadas no VSF. Todos os parâmetros físico-químicos foram analisados por metodologias normalizadas. Como o método de Folin-Ciocalteu não é validado para suco de uva, foi feita a validação desse método. A linearidade foi demonstrada entre 1,20 e 6,0 g L-1 de fenólicos em suco de uva e efeito de matriz não foi observado. A recuperação média variou de 85% a 87%. Os limites de detecção e quantificação teóricos foram 0,65 e 0,71 g L-1, respectivamente. Precisão em condições de repetibilidade e reprodutibilidade foram confirmadas. Os parâmetros físico-químicos variaram em função da cultivar de uva, sendo observada a seguinte composição: densidade (1,064 a 1,090), sólidos em suspensão (0,36 a 4,82%), sólidos solúveis (15,59 a 21,64 °Brix), pH (3,47 a 3,89), acidez total (0,64 à 1,47 g 100 mL-1), relação SST/AT (10,67 a 34,03), acidez volátil (0,017 a 0,024 g 100 mL-1), álcool etílico (0,0 a 0,35 % v v-1), açúcares totais (16,75 a 21,85 g 100 mL-1), glicose e frutose (5,17 a 10,69 g 100 mL-1) e sacarose (0,0 a 0,11 g 100 mL-1). Os ácidos tartárico e málico foram predominantes (348,78 e 443,43 g 100 mL-1, respectivamente). O suco BRS Cora exibiu o maior teor de fenólicos totais (4,21 g L-1) e o suco BRS Violeta o maior teor de antocianinas (1530,54 mg L-1). Os sucos apresentaram elevada atividade antioxidante. O perfil sensorial de sucos de uva foi gerado por um painel de nove julgadores treinados, usando a Análise Descritiva Quantitativa. A aceitação global das amostras foi avaliada por 120 consumidores. Os sucos Isabel Precoce e BRS Cora apresentaram perfil sensorial similar, descrito pela alta intensidade de aroma e sabor foxado e de frutas vermelhas, sendo as amostras mais aceitas pelos consumidores e com maior intenção de compra. Os sucos de uvas Vitis vinifera foram semelhantemente definidos pelo sabor e aromas de rapadura e seco/chá. O suco BRS Violeta mostrou o perfil sensorial mais distinto, descrito por atributos de menor aceitação. O suco BRS Cora destacou-se dentre as amostras avaliadas, apresentando o maior teor de compostos fenólicos, alta atividade antioxidante e boa aceitação pelos consumidores.
Abstract: The São Francisco Valley (SFV), the largest second winegrowing region of the Brazil, has been investing in the selection of grapes to elaborate whole juices. The aim of this work was to evaluate the physic-chemical composition, antioxidant activity, profile and acceptance sensory of six grape juices produced from grapes Vitis labrusca (Isabel Precoce), Vitis vinifera (Alicante Bouschet, Tempranillo, Syrah) and hybrids (BRS BRS Cora and Violet) cultivated in the SFV. All physic-chemical parameters were analyzed by standardizes methods. As the Folin-Ciocalteu method is not validated for grape juice, this method was validated. Linearity was demonstrated between 1.20 to 6.00 g L-1 of phenolics in juice and no significant matrix effects were observed in this range. Mean recoveries ranged from 85% to 87%. The theoretical limits of detection and quantification were 0.65 and 0.71 g L-1, respectively. Precision under repeatability and intermediate precision conditions was confirmed. The physico-chemical parameters varied according to grape cultivar and the following composition was observed: density (1.064 to 1.090), suspended solids (0.36 to 4.82%), soluble solids (15.59 to 21.64 °Brix), pH (3.47 to 3.89), total acidity (0.64 to 1.47 g 100 mL-1), TSS/TA ratio (10.67 to 34.03), volatile acidity (0.017 to 0.024 g 100 mL-1), ethanol (0.0 to 0.35 % v v-1), total sugars (16.75 to 21.85 g 100 mL-1), glucose and fructose (5.17 to 10.69 g 100 mL-1) and sucrose (0.0 to 0.11 g 100 mL-1). Tartaric and malic acids were predominant (348.78 and 443.43 g 100 mL-1, respectively). The BRS Cora juice exhibited the highest total phenolics content (4.21 g L-1) and the juice BRS Violeta presented the highest contend of anthocyanins (1530.54 mg L-1). Juices showed high in vitro antioxidant activity. The sensory profile of grape juices were generated by a panel of nine trained judges, employing Quantitative Descriptive Analysis. The overall acceptance of the samples was evaluated by 120 consumers. The Isabel Precoce and BRS Cora juices presented similar sensory profile, due to their highest intensity of fox and red fruit aroma and flavor. These juices were the most accepted samples and greatest purchase intention. The Vitis vinifera grape juices were similarly characterized by molasses (“rapadura”) and dry/tea aromas and flavors. BRS Violeta juice showed the most distinct sensory profile, described by attributes lower acceptance. BRS Cora juice was highlighted among the evaluated samples, showed the highest phenolic compounds content, high antioxidant activity and good acceptance by consumers.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Alimentos, área de concentração em Ciência dos Alimentos, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4342
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCA - Ciência dos Alimentos - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Potencial de sucos integrais de uvas produzidas no Vale do São Francisco, Brasil: caracterização físico-química, atividade antioxidante e avaliação sensorial.pdf1,24 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback