Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4353

Título: Comprovação da variabilidade patogênica dentro da raça 65 de Colletotrichum lindemuthianum
Título Alternativo: Proof of pathogenic variability within race 65 of Colletotrichum lindemuthianum
Autor(es): Davide, Lívia Maria Chamma
Orientador: Souza, Elaine Aparecida de
Membro da banca: Ramalho, Magno Antonio Patto
Casela, Carlos Roberto
Área de concentração: Genética e Melhoramento de Plantas
Assunto: Variabilidade patogênica
Colletotrichum lindemuthianum
Cultivares diferenciadoras
Pathogenic variation
Differential cultivars
Data de Defesa: 8-Mar-2006
Data de publicação: 7-Out-2014
Referência: DAVIDE, L. M. C. Comprovação da variabilidade patogênica dentro da raça 65 de Colletotrichum lindemuthianum. 2006. 59 p. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
Resumo: A ampla variabilidade patogênica e a dificuldade de discriminar possíveis diferenças entre isolados de C.lindemuthianum têm causado problemas aos produtores e melhoristas de feijão. Desta forma, os objetivos deste trabalho foram estudar a variação dentro da raça 65 por meio da avaliação da agressividade entre os diferentes isolados e analisar a resistência genética (resistência vertical e horizontal) de cultivares do feijoeiro ao C. lindemuthianum. Para isto, foram utilizados seis isolados coletados em diferentes locais, cultivares hospedeiras e anos. As inoculações foram efetuadas no conjunto de doze cultivares diferenciadoras e em sete cultivares comerciais, de acordo com as normas estabelecidas pelo CIAT (1990). Além da concentração normalmente utilizada para inoculação, também foram avaliadas as concentrações de 102, 103, 104 e 105 esporos/mL. As análises estatísticas foram efetuadas por meio de uma adaptação do método do dialelo proposto por Melo & Santos (1999), o qual permite obter informações a respeito da resistência vertical e horizontal dos hospedeiros e também sobre a agressividade dos patógenos. A partir das análises obtidas das cultivares comerciais e diferenciadoras, constatou-se que não foi possível detectar a resistência horizontal no patossistema C. lindemuthianum-feijoeiro devido à presença de alelos de resistência vertical que inflacionaram as estimativas da capacidade geral de reação (CGR). Verificaram-se diferenças na agressividade dos isolados da raça 65, sendo os isolados CL 837 e CL 844 os mais agressivos. Fica evidente que o conjunto de cultivares diferenciadoras para determinação de raças de C. lindemuthianum foi ineficiente para detectar a diferença apresentada dentro da raça 65, sugerindo que novas cultivares devam ser acrescentadas.
The wide pathogenic variation and the difficulty to distinguish possible differences among C. lindemuthianum isolates have resulted in problems to producers and commun breeders of beans. The aim of this work was to study the variation within the race 65 through the aggressiveness among different isolates and evaluate the genetic resistance (vertical and horizontal resistance) of P. vulgaris to C. lindemuthianum. Six isolates collected from different counties, host cultivars and years were used. The inoculations took place in the set of twelve differential cultivars and in seven commercial cultivars, according to the rules established by CIAT (1990). Besides the regular concentration of 106 spores/mL, the concentrations of 102, 103, 104 and 105 spores/mL have also been evaluated. Statistical analyses were carried out using the diallel method proposed by Melo & Santos (1999), which allowed getting information concerning the vertical and horizontal resistance of hosts as well as the aggressiveness of the pathogen. It was not possible to detect horizontal resistance in the C. lindemuthianum - common bean system, due to resistance alleles which increase the estimates of the general ability of reaction. Differences in the aggressiveness of isolates from race 65 were observed, being the CL 837 and CL 844 isolates, the most aggressive. Thus it is obvious that the set of differential cultivars to determine the C. lindemuthianum races was inefficient to detect differences within races 65, which suggests that new cultivars should be added.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4353
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Comprovação da variabilidade patogênica dentro da raça 65 de Colletotrichum lindemuthianum.pdf379,42 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback