Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4360
Título: Estimação de parâmetros de competição entre plantas do feijoeiro
Título(s) alternativo(s): Estimation of competition parameters in common bean plants
Autor : Silva, Vanessa Maria Pereira e
Primeiro orientador: Ramalho, Magno Antonio Patto
Primeiro membro da banca: Borém, Aluizio
Área de concentração: Genética e Melhoramento de Plantas
Palavras-chave: Feijão
Competição
Multilinhas
Common bean
Competition
Multilines
Data da publicação: 7-Out-2014
Referência: SILVA, V. M. P. e. Estimação de parâmetros de competição entre plantas do feijoeiro. 2007. 59 p. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
Resumo: The objective of this study was to compare the auto and allo-competition at the plant level; to estimate parameters related to the capacity of competing or competition tolerance; and to identify promising lines to develop multilines. The experiments were conducted in three growing seasons (sowing in July 2005, November 2005 and February 2006). Eight common bean lines from different origins with carioca type grains were used. Eight experiments were conducted in each season, which differed only in the line in competition. In each experiment, the plants were arranged in a system of nine hills; data were collected from the central plant (test) while the others of the same line exerted competition. In each row, the test hill was replicated eight times. The spacing between rows and between hills in the row was 30 cm. Three seeds per hill were sown and thinned to just one plant. The competing plants were harvested individually. The number of pods, number of grains and grain weight (g/plant) of each plant was evaluated. The following competition-related parameters were estimated with the mean data, using a model similar to the diallel: general competition ability (ci), competition tolerance (tj), specific competition ability (sij) and the per se performance of the line (aj). The mean performance of the lines in autocompetition was similar to the allo-competition, whereas the response to allo-competition differed in the lines. In the case of Pérola it was positive and negative for Majestoso and Talismã. The association of the parameter estimates related to per se performance (aj) with the competing ability (ci) was positive while the association with the competition tolerance capacity was negative and high. None of the lines associated low competing ability (ci high) with high competition tolerance capacity (tj high). The highest estimate of aj and ci was observed in line Majestoso and it can therefore be recommended for the development of isogenic lines in a multiline synthesis program.
O objetivo do presente trabalho foi o de comparar a auto e alocompetição ao nível de plantas; estimar parâmetros relacionados à capacidade de exercer ou tolerar a competição e identificar linhagens promissoras para a obtenção de multilinhas. Os experimentos foram conduzidos em três safras, com semeadura em julho de 2005, novembro de 2005 e fevereiro de 2006. Foram utilizadas oito linhagens de feijão, com grãos tipo carioca, de diferentes origens. Em cada época foram conduzidos oito experimentos, diferindo apenas na linhagem exercendo competição. Em cada experimento, a disposição das plantas foi realizada de modo a se ter um sistema de nove covas, sendo a central (teste) utilizada para tomada dos dados e as oito restantes da mesma linhagem exercendo competição. Em cada linha, a cova sob teste foi repetida oito vezes. O espaçamento entre linhas foi de 30 cm; a mesma distância foi mantida entre covas dentro da linha. Na semeadura foram colocadas três sementes por cova e, após o desbaste, deixada apenas uma planta. As plantas sob competição foram colhidas individualmente. De cada planta foram obtidos o número de vagens, o número de grãos e o peso dos grãos (g/planta). Com os dados médios, utilizando modelo semelhante ao dos cruzamentos dialélicos, foram estimados os parâmetros associados à competição: capacidade geral de exercer competição (ci), capacidade de tolerar a competição (tj), capacidade específica de competição (sij) e o desempenho per se da linhagem (aj). A performance média das linhagens em autocompetição foi semelhante à alocompetição, contudo, as linhagens diferiram na resposta à alocompetição. Constatou-se que ela foi positiva no caso da Pérola e negativa com a Majestoso e Talismã. A associação entre as estimativas dos parâmetros que avaliam o desempenho per se (aj) com a capacidade de competição (ci) foi positiva e com a capacidade de tolerância à competição foi negativa e alta. Nenhuma linhagem associou baixa capacidade de exercer competição (ci alto) e alta capacidade de tolerar a competição (tj alto). A linhagem Majestoso apresentou a maior estimativa de aj e ci, sendo, portanto, recomendada para se obter linhas isogênicas em um programa de síntese de multilinhas.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4360
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_ Estimação de parâmetros de competição entre plantas do feijoeiro.pdf404,56 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.