Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4452
Título: Controle genético da viviparidade em feijão
Título(s) alternativo(s): Viviparity genetic control in common beans
Autor : Pereira, Laís Andrade
Primeiro orientador: Ramalho, Magno Antonio Patto
Primeiro membro da banca: Pinho, Édila Vilela de Resende von
Botelho, Flávia Barbosa da Silva
Área de concentração: Genética e Melhoramento de Plantas
Palavras-chave: Melhoramento vegetal
Feijão
Germinação
Herdabilidade
Plant Breeding
Genetic component
Phaseolus vulgaris
Pre-harvest sprouting
Heritability
Data da publicação: 2014
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: PEREIRA, L. A. Controle genético da viviparidade em feijão. 2014. 64 p. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: O sistema de manejo adotado na colheita do feijoeiro atualmente, isto é, arranquio e trilha no mesmo local exige que as cultivares sejam tolerantes à germinação dos grãos ainda nas vagens, viviparidade, isto porque, pode ocorrer precipitação/chuva no momento da colheita. No caso do feijoeiro, os trabalhos a esse respeito são escassos. Tem sido proposta a porcentagem de germinação dos grãos nas vagens (PGGV), sob condições de laboratório onde a umidade e temperatura possam ser controladas. O que se questiona também é se a espessura da casca das vagens (ECV) afeta a absorção de água pelas vagens e, consequentemente, a PGGV. Sendo assim, o presente trabalho foi realizado visando à obtenção de informações do controle genético da PGGV e da ECV, e da possível associação entre eles, e também para verificar se há diferença na eficiência da seleção se essa é realizada com plantas individuais ou progênies. Foram avaliados os genitores, Pérola (P1), menor ECV e ESAL 686 (P2), maior ECV, as gerações F1, F2, F1RC11(F1 X P1) F1RC21(F1 X P2) em experimento cuja semeadura foi realizada em fevereiro de 2013. Na safra seguinte, semeadura em julho de 2013, foram avaliadas as mesmas populações mais as gerações F2RC11, F2RC21e F3. Foram obtidos os dados em plantas individuais para a ECV e PGGV, estimaram-se então os componentes genéticos de média e variância e herdabilidade. Posteriormente, foram avaliados os mesmos caracteres utilizando progênies F2:3, F3:4 e F4:5. Constatou-se que o controle genético da ECV é devido a alelos com efeito predominante aditivo, já a PGGV mostrou tanto efeitos aditivos como dominantes. A precisão na avaliação da ECV utilizando plantas individuais (h2 = 69,1%) ou progênies (h2 = 62%) é semelhante. Já com relação à PGGV, a avaliação quando se utiliza plantas individuais (h2 = 12,55%) é menos precisa do que quando se utilizou progênies (h2 = 77%). A associação entre ECV e PGGV utilizando progênies foi negativa (r = -0,5). Isso contribui para que a resposta correlacionada pela seleção em ECV seja inferior, porém ainda expressiva em relação ao ganho direto no caráter PGGV.
The management system currently adopted in the common bean harvest, pulling off the pods and threshing in the field, requires cultivars tolerant to pre-harvest sprouting in the pods, viviparity, because rainfall may occur at the time of harvest. There are few studies in this regard for common bean. Study of the percent of germination of beans in the pods (PGBP) under laboratory conditions, where humidity and temperature can be controlled, has been proposed. Also under question is whether the thickness of the pod wall (TPW) affects water uptake by the pods and, consequently, the PGBP. Thus, the aim of the present studyis to obtain information on genetic control of the PGBP and TPW, and the possible association between them, and also to observe if selection is more effectively carried out with individual plants or progenies. We assessed the parents, Pérola (P1), with lower TPW, and ESAL 686 (P2), with greater TPW, in the F1, F2, F1RC11 (F1 X P1), and F1RC21 (F1 X P2) generations in an experiment, with seeding in February 2013. In the following crop season, sown in July 2013, the same populations were assessed, as well as the F2RC11, F2RC21, and F3 generations. Data on individual plants for TPW and PGBP were obtained, and then the genetic components of mean values, variance and heritability were estimated. The same traits were assessed using the F2:3, F3:4 and F4:5progenies. It was found that in genetic control of TPW there is predominance of alleles with additive effect, while PGBP showed both additive and dominant effects. Accuracy in the assessment of TPW using individual plants (h2 = 69.1%) or progenies (h2 = 62%) is similar. As for PGBP, assessment when using individual plants (h2 = 12.55%) is less accurate than when using progenies (h2 = 77%). The association between TPW and PGBP using progenies was negative (r = -0.5). This contributes to a lower response correlated through selection in TPW, although the response is still expressive compared to direct gain in the PGBP trait.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas, área de concentração em Genética e Melhoramento de Plantas, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4452
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Controle genético da viviparidade em feijão.pdf393,89 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.