Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4566

Título: Variação haplotípica do DNA cloroplastidial de Eremanthus erythropappus Macleish e Eremanthus incanus Less (Less.)
Autor(es): Carmo, Isaias Emílio Paulino do
Orientador: Carvalho, Dulcinéia de
Membro da banca: Magalhães, Allan de Freitas
Vieira, Fábio de Almeida
Área de concentração: Manejo Ambiental
Assunto: Filogenia
Diversidade genética
Genealogia
Analysis of Molecular Variance - Amova
Filogeografia
Análise RFLP
Data de Defesa: 16-Jul-2013
Data de publicação: 3-Nov-2014
Referência: CARMO, I. E. P. do. Variação haplotípica do DNA cloroplastidial de Eremanthus erythropappus Macleish e Eremanthus incanus Less (Less.). 2013. 92 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
Resumo: As espécies Eremanthus erythropapus e Eremanthus incanus são popularmente conhecidas como candeia, ocorrendo predominantemente em áreas montanhosas em Minas Gerais. E. erythropappus é utilizada para a confecção de moirões e produção de óleo essencial, cujo o princípio ativo é o alfa-bisabolol e E. incanus apenas para a produção de moirões. Ambas são de grande importância ecológica, econômica e social em Minas Gerais, sendo nos últimos anos explorada por meio de técnicas de manejo florestal. A utilização de parâmetros ecológicos e critérios econômicos somados ao conhecimento de aspectos genéticos são fundamentais para o delineamento de estratégias de conservação. O autor desse trabalho objetivou o estudo da diversidade haplotípica e estrutura genética utilizando DNA cloroplastidial. Foram coletadas amostras foliares de 141 indivíduos em 10 populações naturais de E. erythropappus e de 25 indivíduos em quatro populações naturais de E. incanus. As amostras foram analisadas a partir de 15 primers universais para cloroplasto e nove enzimas de restrição. Apenas uma combinação primer/enzima (SFM/HinfI) revelou polimorfismo, sendo identificado três diferentes haplótipos. O haplótipo 1 foi considerado ancestral dos demais, com frequência rara. A frequência do haplótipo 3 foi de 95,2% nas populações de E. erythropappus e a do haplótipo 2 foi de 90%, em E. incanus. As populações de E. erythropappus apresentam-se estruturadas, diferenciando-se geneticamente em relação às áreas de ocorrência, ou seja as populações localizadas no norte foram geneticamente diferentes das localizadas no centro-sul do estado. Para E. incanus não foi observada estruturação genética. As diversidades estimadas e observadas foram baixas, HS = 0, 174 e 0, 220; HT = 0, 167 e 0, 210, para E. erythropappus e E. incanus, respectivamente.Em ambas as espécies, observaram-se valores nulos e negativos para a diferenciação genética (GST e NST).Para E. erythropappus recomenda-se a preservação das populações de Medina e Francisco Sá ao norte e na região Centro-Sul, a população de Lavras. Para E. incanus dever ser priorizara conservação das populações de Francisco Sá, ao norte, e as populações de Lavras e São Tomé das Letras na região Centro-Sul do estado.
The species Eremanthus erythropapus and Eremanthus incanus are popularly known as candeia, occurring predominantly in mountainous areas in Minas Gerais. E. erythropappus is used for making fence posts and essential oil production, whose active ingredient is alpha-bisabolol, and E. incanus only for the production of fencepost. Both are very important ecological, economic and social development in Minas Gerais, and in recent years it has been explored through forest management techniques. The use of ecological parameters and economic criteria added to the knowledge of genetic parameters are fundamental to the design of strategies for its conservation. This work aims to study the haplotipic diversity and genetic structure using chloroplast DNA. Leaf samples were collected from 141 individuals in 10 natural populations of E. erythropappus and from 25 individuals in four natural populations of E. incanus. The samples were analyzed using 15 universal primers for chloroplast and nine restriction enzymes. Only 1 combination primer/enzyme (SFM/HinfI) showed polymorphism, and then three different haplotypes were identified. The haplotype 1 was considered the ancestor, with rare frequency. The frequency of haplotype 3 was 95.2% in the populations of E. erythropappus and haplotype 2 showed frequency of 90% in the populations of E. incanus. E. erythropappus populations presented structured and with evident genetic differentiation among the analyzed areas of occurrence, that is the populations located in the north were genetically different from those located in the south-center of the state. E. incanus genetic structure was not observed, neither genetic structure. The estimated and observed diversities were very low,HS = 0,174 e 0,220; HT = 0,167 e 0,210, forE. erythropappus e E. incanus, respectivaly. In addition, for both species,null and negative values for genetic differentiation (GST and NST) were observed.ForE. erythropappus the preservation of the Medina and Francisco Sá (North) and Lavras populations(Central-South) is recommended. ForE. incanus should be prioritizedthe conservation of Francisco Sá (North), and the populations of Lavras and São Tomé das Letras in the South region of the state.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4566
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Variação haplotípica do DNA cloroplastidial de Eremanthus erythropappus MacLeish e Eremanthus....pdf995,38 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback